Coreia do Sul conclui planejamento para a compra de um navio aeródromo leve e jatos de pouso vertical

[15:46, 30/12/2020] Felipe Salles:

Por
Elizabeth Shim

30 de dezembro (UPI) – O governo da Coreia do Sul sinalizou o interesse na aquisição de um navio aeródromo leve e jatos de pouso vertical, no momento em que o país se prepara para aumentar seus gastos com defesa.
Os Chefes do Estado Maior das Forças Armadas sul-coreanas se reuniram na quarta-feira (30/12) para discutir a aquisição de um navio aeródromo leve de 30.000 toneladas que possa ser equipado com 20 jatos de decolagem vertical e 30 helicópteros de combate. O projeto se iniciaria no máximo em 2022, informou o jornal local Donga Ilbo.
Segundo o relato as forças armadas desde algum tempo incluem navios aeródromos leves no planejamento de longo prazo da Defesa. A reunião de quarta-feira confirmou que o projeto foi movido para o plano de médio prazo do governo sul-coreano.
Essa mudança indica que mais atenção está sendo dedicada o projeto potencial , e que os militares finalizaram o número de navios que eles esperam comprar de acordo com o jornal Donga.
O Chefe do Estado Maior Conjunto Gen. Won In-choul também discutiu com a elite militar do país a necessidade da adoção de aeronaves de decolagem vertical. As forças armadas sul-coreanas não descartam a aquisição de caças como o F-35B, um caça stealth supersônico com capacidade de decolagem curta e pouso vertical, disse a notícia.
Segundo a [agência de notícias sul-coreana] Yonhap, a Marinha da Coreia do Sul deseja construir um navio aeródromo leve por conta de “ameaças crescentes surgindo de todos os lados”. Um navioentrando em operação por volta de 2033 custaria ao país US$1.74 bilhão, revelou a matéria.
Relatos de novos ativos militares surgiram após a Coreia do Sul decidir aumentar seu orçamento de defesa. No início deste mês o parlamento sul coreano aprovou um novo orçamento militar para 2021 que traz um aumento de 5.4%, para US$48 bilhão.
O orçamento militar da Coreia do Sul primariamente responde às ameaças vindas da Coréia do Norte.
Em setembro, a imprensa estatal em Pyongyang condenou o Sul pelo aumento no orçamento, chamando isso de “mais uma provocação militar.”
“Todo aquele que gosta de fogo, certamente acabará se queimando com fogo” disse a mídia norte-coreana num alerta ao governo do presidente sul-coreano Moon Jae-in.


Fonte UPI: https://www.upi.com/Top_News/World-News/2020/12/30/South-Korea-completes-plans-for-light-aircraft-carrier-vertical-landing-jets/3061609349637/?utm_source=dlvr.it&utm_medium=twitter

Felipe Salles: Nota de BaseMilitar: O surgimento de novas marinhas com navios-aeródromos ao redor do mundo em em especiam no nordeste da ária deriva em grande parte da expansão chinesa nesta direção, não deixem de assistir a live que fizemos em 2020 sobre justamente esse tema em função do anúncio do envio de seu grande navio aeródromo em direção à Ásia. Não percam, é muito legal!

https://youtu.be/8frcBQp367k

Felipe Salles
Sobre Felipe Salles 4 Artigos
Editor do site BaseMilitar Web Magazine colaborador de sites e revistas como o site Defesa Aérea e Naval, revista AERO Magazine, Flight International e Warships IFR