Forum Base Militar Web Magazine

Bem-vindo: Ter Out 22, 2019 9:35 am

Todos os horários são




Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1 ... 90, 91, 92, 93, 94, 95, 96, 97  Próximo
Autor Mensagem
 Título: Re: Embraer
MensagemEnviado: Qui Dez 18, 2014 9:08 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Nov 29, 2007 9:11 pm
Mensagens: 9903
Localização: Caxias do Sul - RS
Concordo... está mais para blefe dos russos.

O que é que os russos iriam ensinar a EMB no setor de aviação civil ??

Sds.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Embraer
MensagemEnviado: Qui Dez 18, 2014 10:00 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Sex Jan 01, 2010 9:52 pm
Mensagens: 9235
Baschera escreveu:
Concordo... está mais para blefe dos russos.

O que é que os russos iriam ensinar a EMB no setor de aviação civil ??

Sds.

A Embraer pode estar na frente no setor de jatos regionais, de onde saiu na frente com seus E-jets 170 a 195.

Mas a Russia apesar de não ter pós venda e assistencia de nível no ocidente tem uma produção de aeronaves civis de grande porte que não pode ser desprezada.

Uma aliança com a tecnologia e padrão de assistência da Embraer poderia levar nossa aviação civil a outros níveis.

Só um exemplo na faixa de 210 passageiros: Tu-214. Um avião destes atualizado com aviônica Rockwell Collins e motorização ocidental e padrão Embraer teria sido um bom avião na sua faixa. É fabricado desde 1990.
Imagem
Imagem
Imagem

Agora estão com o projeto Irkut MC-21 para 150 a 230 passageiros em desenvolvimento para substituir o Tu-214, podem estar interessados em parceiros ocidentais do padrão da Embraer. A foto do painel e cabine classe executiva é mock up(maquete em tamanho real), Vai usar a turbina Pratt & Whitney PW1000G e aviônica Rockwell Collins com grande parte construída com materiais modernos(composite).
Imagem
Imagem
Imagem


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Embraer
MensagemEnviado: Sex Dez 19, 2014 12:35 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
Viagem na maionese o cara que escreveu isso, parece até que ele escreveu para outros públicos/países (Argentina, Venezuela, Índia, etc...), ou seja, promete um monte de coisas que não são factíveis, detalhe, o que poderia ser ele deixa de fora (helicópteros).

Mas concordo com o Strobel, há oportunidades interessantes, mas não creio que vá surgir do nada uma nova indústria para ofertar aeronaves de segmentos para 150 a 200 passageiros (seria preciso além de muito dinheiro, tempo para maturação), talvez, no máximo, para aviação turboélice e olhe lá.

No meu entender, as oportunidade com a Rússia, assim como EUA e/ou China, está na aquisição pura e simples de equipamentos estratégicos o qual, de outra forma/fonte, não conseguiríamos, ou seja, aeronaves de transporte estratégico, bombardeiros e mísseis de defesa antiaérea de longo alcance, além é claro de um ou outro helicóptero.

Não levo fé nessa estória de mísseis BVR tripartite (AS, Br e Ru), existe muita desconfiança de parte a parte no quesito militar, pelo menos por enquanto ainda.

Até mais!!! ;)


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Embraer
MensagemEnviado: Sex Dez 19, 2014 9:35 am 
Offline
Intermediário
Intermediário
 Perfil

Registrado em: Sáb Ago 15, 2009 12:51 pm
Mensagens: 263
Localização: Caldas Novas-GO
Baschera escreveu:
Concordo... está mais para blefe dos russos.

O que é que os russos iriam ensinar a EMB no setor de aviação civil ??

Sds.



Baschera, muito bom dia.

Ainda esqueci de citar que o cidadão Sr. Rogozin é muito mau educado, dentro da nossa casa, esculhamba com a Embraer e fica todo mundo calado.

Se a Embraer é uma companhia americana como ele falou isso é um problema exclusivamente interno e não deles.

Claro que ele preferiria que a Embraer fosse uma empresa russa.

Nesse tipo de negócio se você abaixa a cabeça o outro lado monta e deita e rola.

Mesmo diplomaticamente tem a hora de peitar o outro lado e dizer: baixa a tua bola que você está na minha casa e cantar de galo é lá na tua terra.

Os caras chegam e dão declarações que para os leigos indicam que estão fazendo um grande favor para nós!

Não é bem assim porque eles também não estão em condições de exigir muito mas como nossos politicos não conseguem enxergar um palmo a frente no nariz, estamos ferrados!

Julio Cesar


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Embraer
MensagemEnviado: Sex Dez 19, 2014 12:18 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Nov 29, 2007 9:11 pm
Mensagens: 9903
Localização: Caxias do Sul - RS
wstrobel escreveu:
Baschera escreveu:
Concordo... está mais para blefe dos russos.

O que é que os russos iriam ensinar a EMB no setor de aviação civil ??

Sds.

A Embraer pode estar na frente no setor de jatos regionais, de onde saiu na frente com seus E-jets 170 a 195.

Mas a Russia apesar de não ter pós venda e assistencia de nível no ocidente tem uma produção de aeronaves civis de grande porte que não pode ser desprezada.

Uma aliança com a tecnologia e padrão de assistência da Embraer poderia levar nossa aviação civil a outros níveis.

Só um exemplo na faixa de 210 passageiros: Tu-214. Um avião destes atualizado com aviônica Rockwell Collins e motorização ocidental e padrão Embraer teria sido um bom avião na sua faixa. É fabricado desde 1990.


Agora estão com o projeto Irkut MC-21 para 150 a 230 passageiros em desenvolvimento para substituir o Tu-214, podem estar interessados em parceiros ocidentais do padrão da Embraer. A foto do painel e cabine classe executiva é mock up(maquete em tamanho real), Vai usar a turbina Pratt & Whitney PW1000G e aviônica Rockwell Collins com grande parte construída com materiais modernos(composite).


Os aviões russos pecam por terem um peso excessivo em comparação com os ocidentais, tipico de uma tecnologia mais atrasada que não acompanhou os principais construtores ocidentais ainda.... tem problemas de financiamento e outros detalhes que pesam na hora de um grande operador adquirir bilhões de dólares em equipamento de deverá ser usado por 20 anos ou mais.

Sua "rede" de assistência técnica, mesmo que em alguns casos seja em conjunto com um ou outro fabricante ocidental, deixa a desejar.

Outro motivo é que a Rússia tem uma politica de confrontar o ocidente e está sempre sujeita a embargos como os que agora vivenciamos. Não é por nada que a EMB se recusou a receber o fanfarão russo, não iria querer queimar o seu filme com as empresas suas clientes fornecedores ocidentais e seus respectivos governos.

Um amigo também me disse os aparelhos russos tem dificuldades em se adequar as regras de certificação de voo das agências ocidentais, por métodos e modelos absolutamente diferentes de certificação.

SDs.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Embraer
MensagemEnviado: Sáb Dez 20, 2014 8:30 pm 
Offline
Sênior
Sênior
 Perfil

Registrado em: Seg Out 15, 2007 9:04 pm
Mensagens: 819
Localização: São José dos Campos - SP
Conforme noticiado, a Embraer deixou a produção de avião maior para a Bombardier, não por que não consiga produzí-lo; e penso poderia fazê-lo muito bem ;mas por considerar um erro de mercado entrar em concorrência direta com o binômio Boing / Airbus. E este é o dilema Russo, sua área de influência diminuiu, a importância em PIB despencou e quer disputar mercado com gigantes, sem possuir um comportamento político ao menos aceitável. Quanto será necessário investir para se ter um grande produto e quanto se poderia vender...
Quantos aviões da Embraer voam nos EUA? Quanto da carteira de pedidos são para os EUA? Quantos voam na Russia? Quanta barreira a Embraer não sofre na Russia? Quantos são fornecedores Russos? Onde no comportamento Russo até o momento, se pode imaginar uma fábrica no Brasil?
O cliente (EUA) é importante demais (do ponto de vista Embraer) para este tipo de concessão, deixem os russos gritarem...


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Embraer
MensagemEnviado: Dom Dez 21, 2014 3:59 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Jul 29, 2009 12:36 pm
Mensagens: 1139
Localização: Cidade de Rio Grande /RS
Ao contrário da maioria achei que a Embraer fez uma grande bobagem e se acadelou de vez no segmento dela.

A Bombardier pode até não conseguir entrar no nicho da Boeing e da Airbus, mas pelo menos os canadenses vão ter as bolas de TENTAR.

A Embraer já tinha alinhavado a estratégia conservadora/medrosa de ficar voado abaixo do plano de voo da Boeing e Airbus. Está a caminho de se tornar a QUARTA maior do setor se a Bombardier for bem sucedida.

O fato da Embraer ficar no seu nicho não garante que, com a frustração dos grandes aviões tanto do novo A-380 e do iminente fim de linha do velho 747, as duas empresas entendam que não é o momento de novos GRANDES PROJETOS e resolvam as duas (ou uma delas) entrar no nicho mais baixo da Embraer...

Quem tem a APRENDER numa associação Brasil-Rússia aqui são os russos e a MAIORIA aqui e por aí não entendeu por simples incapacidade de ENTENDER o raciocínio russo. O que eles PROVAVELMENTE queriam era uma aeronave russo-brasileira que pudesse resistir ao avanço ocidental pois o Sukoi Superjet 100 está com problemas e nem um regional de nível está difícil para eles.

Sob este raciocínio, na MINHA opinião o que os coxinhas da Embraer DEVERIAM ter feito era ter recebido e escutado o russo e eventualmente se associar aos russos para dar ao avião civil russo o PADRÃO EMBRAER e assim ter uma aeronave capaz de rivalizar como os entry level da Boeing e da Airbus. E fazer uma empresa totalmente desconectada da Embraer americana.

E o que os idiotas da Embraer não entenderam foi a OPORTUNIDADE DE OURO QUE PASSOU ENCILHADA e eles não montaram.

Deveriam deixar BEM CLARO ao mercado que era um projeto BRICS para atender os clientes russos e asiáticos e não disputar mercados ocidentais com a Boeing e Airbus. Fazer uma unidade totalmente segregada em joint-venture.

DEPOIS e SE desse certo, com os passageiros asiáticos satisfeitos, automaticamente os eventuais passageiros e clientes ocidentais conheceriam o avião.
Se fosse o caso, mais tarde num posição consolidada na Ásia, é se entraria na concorrência brava (principalmente se captassem parte do mercado chinês talvez incluindo alguns fornecedores chineses ou a própria AVIC entrasse no projeto a título de desenvolver uma aeronave especificamente para os BRICS).

O que não foi falado ainda é COMO o governo Dilma digerirá o epsódio e SE CONSEQUÊNCIAS ou modificações ocorrerão daqui para frente no relacionamento para a Empresa com o governo. Até por que o governo não comentou a atitude da empresa oficialmente ao público e mais importante nos canais empresariais como cliente e acionista golden share.

Que fará o governo ?
Acionará seu poder corporativo contra o grupo diretivo atual ?
Manterá o mesmo padrão de comportamento ?

Na mesma semana não receber o convidado russo de Dilma e adiar o voo do KC-390 foram dois movimentos ruins para a Empresa no Brasil.

Não vejo mais uma EDS na área de defesa tão brilhante se o governo se ressentir deste episódio e devemos aguardar para ver se este caso deixou sequelas e quais com o governo federal.

Acho desde que a empresa despachou para Portugal a maior parte de sua estrutura industrial futura (estruturas de alumínio e compósitos e respectivos centros de pesquisa), o RISCO da empresa internacionalizada ser sequestrada de maneira gradual ou abrupta pelos seus investidores capitalistas sem pátria para fora do Brasil passou a ser uma possibilidade REAL.

Espero que este incidente não seja o primeiro passo de uma escalada de saída da empresa em direção aos EUA ou a União Europeia.

_________________
Sea Gripen no A-13 Pernambuco
Aeronave de Combate operacional - 2 Pilotos ou Piloto/WSO - Engine by GE F-414 Enhanced - segundo assento elevado em Super Tucano Style


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Embraer
MensagemEnviado: Dom Dez 21, 2014 4:40 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
Eu entendo que esta visita não importaria em muita coisa, por isso eu achar que foi inapropriado a atitude da Embraer, mas não acredito que isto resultará em alguma "chamada" por parte do GF, foi descortês?! Claro, mas nada que venha abalar a relação Brasil-Rússia, agora que a vida da Embraer na Rússia ficou complicada, isto ficou, se vai importar ou não iremos notar somente mais a frente.

Mas uma coisa é certa, teria sido interessante sim analisar uma provável parceria para aeronaves entre 180 passageiros para cima. Uma espécie de backup para caso a Boeing e Airbus queriam se aventurar em projetos mais modestos, do porte das regionais, ou seja: "se eles descem aqui, nós subimos até eles" o que uma hora ou outra será inevitável.

Até mais!!! ;)


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Embraer
MensagemEnviado: Dom Dez 21, 2014 8:05 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Jan 03, 2007 11:50 am
Mensagens: 3410
Localização: Vitória ES
A Embraer já bem adulta para levantar novos voos sem Russos irresponsáveis na história.
Russos tem muitos bons projetos civis, mas não vendem, inclusive o novo Sukoi problemático.
Já é o momento da Embraer lançar uma linha a partir de 150pax.
Ela já tem mais de mil Ejets em operação muitos com encomendas certas, tem uma ótima reputação de pós venda.
Que freia é Boeing e Airbus.
Ainda acho que dá para uma esticadinha no E-195 para virar E-200 Mais do que isso é outro projeto mesmo de fuselagem mais larga.
Outro bom mercado seria retomar o projeto de E-145 porém com motores turboélices

Esdras.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Embraer
MensagemEnviado: Seg Dez 22, 2014 9:19 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Jul 29, 2009 12:36 pm
Mensagens: 1139
Localização: Cidade de Rio Grande /RS
Esdras os russos entram COM SEU MERCADO e influência nas várias repúblicas ex-soviéticas ainda sobre sua esfera de influência e se incluíssemos os chineses para um projeto NARROW BODY BRICS seria uma ação com potencial de atender uma fatia do mercado mundial que a dupla Boeing/Airbus não tem domínio comercial absoluto e poderia atingir uma objetivo parcial desta maneira.

Mas o destino da Embraer a longo prazo caminha celeremente para ser uma subsidiária da Boeing ou da Airbus....

_________________
Sea Gripen no A-13 Pernambuco
Aeronave de Combate operacional - 2 Pilotos ou Piloto/WSO - Engine by GE F-414 Enhanced - segundo assento elevado em Super Tucano Style


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Embraer
MensagemEnviado: Ter Jan 06, 2015 9:14 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
Bem, esta notícia acabou por ser debatida em outros espaço aqui no FBM, mas ela também se encaixa neste tópico e por isso vou replicá-la aqui.

5 de janeiro de 2015

Embraer retoma em segredo negociações com AgustaWestland para fábrica em SP

Roberto Lopes
Exclusivo para o Poder Aéreo


O grupo Embraer retomou, de forma sigilosa, ainda antes do final de 2014, as conversações iniciadas em 2013 com o conglomerado europeu AgustaWestland, para a instalação de uma fábrica no estado de São Paulo – que poderá ser construída em São José dos Campos (sede principal da Embraer), ou no vizinho município de Taubaté (que abriga o Comando de Aviação do Exército).

Uma fonte do Ministério da Defesa que acompanha o desenrolar dessas negociações informou ao Poder Aéreo, com exclusividade, que os contatos haviam mesmo sido interrompidos (por incertezas derivadas de circunstâncias políticas), mas agora foram restabelecidos com foco no atendimento específico a dois segmentos de mercado: o das aeronaves para atividades off-shore (exploração marítima de petróleo) e o das aeronaves de emprego militar (no Brasil e no resto da América do Sul).

Nesse sentido, os esforços iniciais da nova sociedade no Brasil estarão concentrados na produção das aeronaves AW139, AW189 e o AW149 – este, a versão militar do 189.

Caso os entendimentos entre as partes cheguem a bom termo, a previsão é de que as obras da nova companhia possam ser iniciadas no segundo semestre de 2016.

O AW139 é uma aeronave biturbina para até 15 passageiros, classificada como uma das mais confortáveis e seguras de sua categoria. Na configuração VIP ela transporta entre quatro e oito viajantes, mais dois pilotos. Seus deslocamentos podem atingir os 310 km/h (velocidade máxima). Além disso, o aparelho tem autonomia para cobrir rotas de 1.250 km sem a necessidade de reabastecer.

O AW189 é um modelo de 8,3 toneladas, que deve ser encarado como a versão “operária” – ou mais robusta – do elegante AW139. Sua concepção deriva da experiência e das lições coletadas pela AgustaWestland no lançamento do helicóptero militar AW149. O 189 vem sendo oferecido ao mercado desde 2012, como aeronave ideal para voos de apoio a plataformas de exploração de petróleo fundeadas em alto mar. Sua velocidade de cruzeiro varia entre 270 km/h e 280 km/h, e seu alcance é de até 900 km.

O AW149 é um aparelho biturbina, multifunção, de quase nove toneladas, que transporta até 12 combatentes totalmente equipados (ou cargas externas de 2,7 tons). Apresentado em 2006, com um desempenho em voo muito próximo ao do AW139, serve para dar mobilidade a tropas expedicionárias.

http://www.aereo.jor.br/2015/01/05/embr ... ica-em-sp/


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Embraer
MensagemEnviado: Ter Jan 06, 2015 11:21 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Nov 29, 2007 9:11 pm
Mensagens: 9903
Localização: Caxias do Sul - RS
Se eu fosse estes executivos, das duas empresas, pensaria duas vezes:

- Pensaria que o mercado de off-shore está a deriva...e vai continuar assim por muito tempo. As empresas que operam neste mercado estão em perigo, houveram devoluções de aeronaves, muitas demissões e até comprometimento das atividades de manutenção das aeronaves. Enquanto a Petrobrás desce a ladeira escorregando na lama da incompetência e da corrupção, enquanto a empresa tem mais de Us$ 50 bilhões em dívidas de curto prazo que vencem no decorrer do ano e o preço do petróleo estiver nestes patamares... este mercado não anima ninguém a investir em novas aeronaves. A própria Petrobrás deve meses de voos já realizados.....a todas as empresas e muitos outros fornecedores;

- Pensaria que o mercado de defesa brasileiro vai andar mais na linha dos mercados exteriores, declinando tanto quanto as verbas escasseiam e são reduzidas ano a ano. Os primeiros cortes do orçamento, de todos os ministérios, serão anunciados nos próximos dias e não vislumbro novos investimentos em equipamentos que justifiquem um nova fabrica ou montadora de helicópteros no Brasil. Não para os próximos dez anos.... tempo em que se tudo der certo, o mercado espera se recuperar... se não houver uma crise brasileira ou uma outra internacional;


SDs.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Embraer
MensagemEnviado: Qua Jan 07, 2015 12:50 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
Baschera escreveu:
Se eu fosse estes executivos, das duas empresas, pensaria duas vezes:

- Pensaria que o mercado de off-shore está a deriva...e vai continuar assim por muito tempo. As empresas que operam neste mercado estão em perigo, houveram devoluções de aeronaves, muitas demissões e até comprometimento das atividades de manutenção das aeronaves. Enquanto a Petrobrás desce a ladeira escorregando na lama da incompetência e da corrupção, enquanto a empresa tem mais de Us$ 50 bilhões em dívidas de curto prazo que vencem no decorrer do ano e o preço do petróleo estiver nestes patamares... este mercado não anima ninguém a investir em novas aeronaves. A própria Petrobrás deve meses de voos já realizados.....a todas as empresas e muitos outros fornecedores;

- Pensaria que o mercado de defesa brasileiro vai andar mais na linha dos mercados exteriores, declinando tanto quanto as verbas escasseiam e são reduzidas ano a ano. Os primeiros cortes do orçamento, de todos os ministérios, serão anunciados nos próximos dias e não vislumbro novos investimentos em equipamentos que justifiquem um nova fabrica ou montadora de helicópteros no Brasil. Não para os próximos dez anos.... tempo em que se tudo der certo, o mercado espera se recuperar... se não houver uma crise brasileira ou uma outra internacional;


SDs.

Eu já penso um pouco diferente amigo Baschera.

Estas questões apontadas por ti são questões cíclicas, hora está melhor, hora está pior, tenho a total convicção que eles estão olhando mais a frente, aliás, muito mais a frente, mas ou menos com a indústria automotiva, ou seja, se veio, é pra ficar. Mesmo assim, quanto a operações Off Shore, as aeronaves da AW são boas para aquelas operações que sofrerão (sofreram) menos, por serem de plataformas do pós-sal, ou seja, que operarão mesmo o barril custando 40 dólares. Traduzindo, são aeronaves de menor capacidade e raio de ação do que os EC-225 e S-92, ou seja, do porte dos AW-139 que é o foco desta empreitada (pelo menos é o que dá a entender, acho até que o Macega colocou isto num outro debate). Mesmo assim ainda tem outras aeronaves do seu portfólio que são muito bem vindas (família AW-109).

Mas a minha ressalva quanto a este negócio, caso ele se realize, é a excessiva concertação de mercado aeronáutico e de defesa em torno da Embraer, são diversos projetos, desde de o SISFRON com radares e monitoramento (BRADAR, Harpia e AEL sistemas), passando pela arena de telecomunicações e espacial (satélite geoestacionário), chegando às aeronaves em si (KC-390, AMX-M, A-4M, continuidade dos projetos F-5M, A-29, E/R-99 e, eventualmente, outras que possam surgir como o P-190 e seus derivativos, além de outros), ou seja, praticamente um monopólio.

Mesmo assim eu, se fosse os executivos da AW, tomaria cuidado com o peso econômico, financeiro e político, além da própria ambição da empresa, criando assim uma concorrente de peso no mercado internacional, mas ou menos como a própria AW fez com a Bell e Sikorsky para chegar aonde chegou.

Estas são algumas das questões que se eu fosse da AW levaria em conta. Sim, é claro que eu optaria por alguma de peso econômico, financeiro e político para dividir comigo uma empreitada destas no Brasil, mas procuraria alguém com pouca experiência no assunto, para que eu pudesse manter controlado (mesmo não tendo a maior participação financeira na parceria), necessitando dos meus préstimos por muito tempo ainda e ai entraria a ODT, como eu havia citado lá no PA, ou mesmo um outro grupo, como a Avibras, Novaer e AKAER (ou aquele consórcio que ela compõem), por exemplo.

Volto a repetir, pra mim, a AW tem o portfólio que melhor encaixa nas necessidades brasileiras, de fio a pavio, mas acho que se for com a Embraer.......... :?

Até mais!!! ;)


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Embraer
MensagemEnviado: Qua Jan 07, 2015 7:41 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Nov 29, 2007 9:11 pm
Mensagens: 9903
Localização: Caxias do Sul - RS
Monopólios nunca são bons a não ser para o acionista da empresa.

Empresas de defesa tem que ser grandes...ou muito pequenas e focadas em um determinado nicho muito específico.

Não conheço a EMB a não ser pelo que se veicula na mídia e/ou por informações em espaços como este.... para poder afirmar que o atual momento da empresa é fruto de suas influências com a politica. Talvez seja por competência técnica mesmo.

Ou, um misto dos dois.... o que me parece a linha mais correta.

Para a AW não há dúvidas que a EMB é uma parceira de peso.... talvez a única na AL que poderia se associar.

Para nós, para as FFAAs e o mercado, é bom.... quem tem que se preocupar é a Airbus Helicopters.

Sds.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Embraer
MensagemEnviado: Qui Jan 22, 2015 1:36 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
Uma coisa que só agora é que eu me toquei, se a fonte é do MD então é porque o MD (consequentemente as FFAA e o próprio GF) tem interesse nisto, ou seja, mais aeronaves (AW-149) podem entrar nas fileiras das FFAA, resta-nos esperar para saber o desenrolar disso, pra quando e qual(is) força(s) será(ão) agraciada(s).

Até mais!!! ;)


Voltar ao topo
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1 ... 90, 91, 92, 93, 94, 95, 96, 97  Próximo

Todos os horários são


Quem está online


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Ir para:  
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group  
Design By Poker Bandits  
Traduzido por: Suporte phpBB Brasil