Forum Base Militar Web Magazine

Bem-vindo: Ter Nov 12, 2019 9:31 pm

Todos os horários são




Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página 1, 2, 3, 4, 5 ... 26  Próximo
Autor Mensagem
 Título: Avibrás
MensagemEnviado: Qui Jan 18, 2007 6:29 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
E o que o MdD e as Forças Armadas podem esperar da Avibrás e o que pode ser feito para estabilizar economicamente e financeiramente essa que é uma importante Empresa de Defesa no país :?: :idea:


Voltar ao topo
 
 Título:
MensagemEnviado: Qui Jan 18, 2007 9:59 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Jan 03, 2007 11:50 am
Mensagens: 3410
Localização: Vitória ES
Concordo com você, mas quais são hje os produtos dessa empresa no mercado? Conheço os sistema astros e o motoplanador Ximango, mas ela não tem novidades?

Esdras


Voltar ao topo
 
 Título:
MensagemEnviado: Qui Jan 18, 2007 10:36 pm 
Offline
Intermediário
Intermediário
 Perfil

Registrado em: Dom Jan 07, 2007 6:05 pm
Mensagens: 229
Localização: Goiânia
Esdras escreveu:
Concordo com você, mas quais são hje os produtos dessa empresa no mercado? Conheço os sistema astros e o motoplanador Ximango, mas ela não tem novidades?

Esdras


O Ximango é da Aeromot.

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 
 Título:
MensagemEnviado: Qui Jan 18, 2007 11:50 pm 
Offline
Sênior
Sênior
 Perfil

Registrado em: Qua Jan 10, 2007 10:10 pm
Mensagens: 1800
Localização: SJC/SP
Lucas escreveu:
Esdras escreveu:
Concordo com você, mas quais são hje os produtos dessa empresa no mercado? Conheço os sistema astros e o motoplanador Ximango, mas ela não tem novidades?

Esdras


O Ximango é da Aeromot.

Isso, é do Ximango é da Aeromot.

Alias, a Aeromot assinou um contrato com os chineses, que irão fabricar 50 AMT-300 em Chengdu, para cumprirem a função de treinamento para a Força Aérea Chinesa. Isso faz poucos dias. :wink:

Já voltando ao assunto da Avibrás, ela tá MUITO MAL, extremamente mal. Sobrevive exportando SBAT-70, Skyfire e alguns foquetinhos. Se fosse depender somente do Brasil, ela já teria falido.


Voltar ao topo
 
 Título:
MensagemEnviado: Sex Jan 19, 2007 10:04 am 
Offline
Intermediário
Intermediário
 Perfil

Registrado em: Dom Jan 07, 2007 6:05 pm
Mensagens: 229
Localização: Goiânia
Esdras escreveu:
, mas ela não tem novidades?

Esdras


Novidades da Avibras.

AV-SS 12/36
Lançador Múltiplo AV-SS 12/36.

Imagem
• Capaz de lançar cabeças de guerra de até
6,0kg a uma distância superior a 12km.
• Operação e manutenção fáceis
• Rápido para ocupar posição de tiro,
disparar e sair
• Alta mobilidade podendo ser rebocado
ou transportado por helicóptero, a lugares
de difícil acesso

Imagem

Hawk

Imagem
O ASTROS HAWK é um sistema de artilharia de foguetes multicalibre para apoio direto de fogo, montado em veículo 4x4, leve e de alta mobilidade.
O ASTROS HAWK foi concebido para dar suporte às forças leves através de veículos lançadores de alta mobilidade e uma grande variedade de munições com alcance de até 12 km, para emprego em infantaria e forças especiais.

As características únicas desse sistema, somado à reduzida tripulação necessária para operar e um suporte simples de logística, faz do ASTROS HAWK um multiplicador de forças quando comparado com os outros canhões 105-mm ou quaisquer outros meios de apoio direto de fogo.


Guará

Blindado 4X4 desenvolvido junto com o EB (IPD)
Imagem

ACAUA
Imagem

Astros III
Imagem

A Avibrás anunciou que está desenvolvendo kits semelhantes a JDAM para equipar bombas nacionais. :roll:

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 
 Título:
MensagemEnviado: Sex Jan 19, 2007 11:33 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
O Guará poderia muito bem esta sendo utilizado no Haiti, até como forma de ser testo nesse tipo de ambiente urbano!!!

Em 2005 o EB afirmava que o Orçamento de 2006 constava a aquisição de 07 unidades do AV-VBL da Avibrás, só que mais parecido com o que foi exportado para a Malásia, mas até agora não ví nada que indicasse que isto tivesse sido realizado, alguém sabe dar alguma notícia disso ???


Voltar ao topo
 
 Título: Re: E a Avibrás
MensagemEnviado: Seg Jan 22, 2007 3:53 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Visitar website do usuário  Perfil

Registrado em: Ter Jan 02, 2007 8:40 pm
Mensagens: 977
Localização: Novo Hamburgo, RS, Brasil
Wellington Góes escreveu:
E o que o MdD e as Forças Armadas podem esperar da Avibrás e o que pode ser feito para estabilizar economicamente e financeiramente essa que é uma importante Empresa de Defesa no país :?: :idea:

A Avibrás é uma empresa que não tem maiores capacitações em Tecnologias Avançadas. Trabalha mais com equipamentos de baixa tecnologia.

Mas tem um bom potencial, especialmente por deter uma série de tecnologias com boa capilaridade no setor civil.

O Gov. e o MinDef podem esperar uma empresa que tem ótimas competências em engenharia, quimicos militares, mecânica, e até alguma coisa em eletrônicos.

Sobre sua sustentabilidade, só existem três saídas (opinião minha, é claro), ambas notadamente complementares:

- A Avibrás trabalhar para ampliar sua participação no mercado civil, que é bem maior que o militar;
- O Gov. aumentar as encomendas da Indústria de Defesa, como um todo;
- Posicionar-se como fornecedora de soluções e componentes para OUTRAS Indústrias de Defesa e Aeroespacial, facilitando inserção internacional e recebimento de Off-Sets.


Voltar ao topo
 
 Título:
MensagemEnviado: Qui Mar 29, 2007 2:41 pm 
Offline
Recente
Recente
 Perfil

Registrado em: Qui Jan 11, 2007 2:43 pm
Mensagens: 68
Localização: Barbalha-Ce
Q eu saiba a AVIBRAS esta trabalhando na revitalização do execet da MB.
Contrato de uns 10 milhoes +/-

Aproveitando a oportunidade, um amigo meu deu a sugestão de adaptar esses exocet no sistema astros, ou ate mesmo se basear na cabeça de busca do missil frances pra aplicar no AV/MT 300.

A ideia é exelente, mas sera se seria possivel ??

Abraço: Hugo Callou


Voltar ao topo
 
 Título:
MensagemEnviado: Qui Mar 29, 2007 2:59 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Jan 03, 2007 5:25 pm
Mensagens: 833
Localização: Brusque - SC
Hugo Callou escreveu:
Q eu saiba a AVIBRAS esta trabalhando na revitalização do execet da MB.
Contrato de uns 10 milhoes +/-

Aproveitando a oportunidade, um amigo meu deu a sugestão de adaptar esses exocet no sistema astros, ou ate mesmo se basear na cabeça de busca do missil frances pra aplicar no AV/MT 300.

A ideia é exelente, mas sera se seria possivel ??

Abraço: Hugo Callou


Na boa, mas acredito que nada disso seja verdade. O revitalização dos Exocets foi contratada a MBDA. E mais, um radar de busca ativa em um míssil cruise? Alias, um míssil que nunca passou de um foguete com asas dobraveis? Usar Exocet em Astros, como bateria de defesa da costa, ótimo, muitos países o fazem, usando veículos como o Astros com MSS da classe do Exocet, Harpoon, etc...

Abraços... :wink:

_________________
“Há chances perdidas que não temos como voltar atrás, soluções que procuramos são adotadas por nossos vizinhos e nós ficamos a ver navios, navios nas marinhas dos outros!”

Imagem


Voltar ao topo
 
 Título:
MensagemEnviado: Qui Mar 29, 2007 6:17 pm 
Offline
Recente
Recente
 Perfil

Registrado em: Qui Jan 11, 2007 2:43 pm
Mensagens: 68
Localização: Barbalha-Ce
Alitson, o negocio é o seguinte:


" Como de domínio publico, o Sea Hawk é exportado com "provision for"
e com solução de integração apenas para o míssil Penguin da Kronsberg.
Este fato notável exigiria da Marinha investimentos significativos em
bancadas de teste e aquisição de novos mísseis, o que nos parece uma
incoerência face a sua recente decisão sobre a nacionalização dos
mísseis Exocet através da Avibrás e Mectron com supervisão da MBDA"

fonte: http://www.alide.com.br/wforum/viewtopic.php?t=568


Sendo assim é bom estudar a possibilidade de intregrar algumas tecnologias do Exocet no AV/MT 300 ou usar o Execet no Astros.

Abraço


Voltar ao topo
 
 Título:
MensagemEnviado: Qui Mar 29, 2007 7:46 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Jan 03, 2007 5:25 pm
Mensagens: 833
Localização: Brusque - SC
Hugo Callou escreveu:
Alitson, o negocio é o seguinte:


" Como de domínio publico, o Sea Hawk é exportado com "provision for"
e com solução de integração apenas para o míssil Penguin da Kronsberg.
Este fato notável exigiria da Marinha investimentos significativos em
bancadas de teste e aquisição de novos mísseis, o que nos parece uma
incoerência face a sua recente decisão sobre a nacionalização dos
mísseis Exocet através da Avibrás e Mectron com supervisão da MBDA"

fonte: http://www.alide.com.br/wforum/viewtopic.php?t=568


Sendo assim é bom estudar a possibilidade de intregrar algumas tecnologias do Exocet no AV/MT 300 ou usar o Execet no Astros.

Abraço



Usar tecnologia no Exocet no AV-MT, o AV-MT não existe!!!!!!!! :cry:

Usar o Exocet nos Astros, isso sim...

_________________
“Há chances perdidas que não temos como voltar atrás, soluções que procuramos são adotadas por nossos vizinhos e nós ficamos a ver navios, navios nas marinhas dos outros!”

Imagem


Voltar ao topo
 
 Título:
MensagemEnviado: Ter Abr 03, 2007 4:47 pm 
Offline
Intermediário
Intermediário
 Perfil

Registrado em: Seg Abr 02, 2007 5:08 pm
Mensagens: 205
Localização: Jacaraípe - Serra - ES
Wellington Góes escreveu:
O Guará poderia muito bem esta sendo utilizado no Haiti, até como forma de ser testo nesse tipo de ambiente urbano!!!

Em 2005 o EB afirmava que o Orçamento de 2006 constava a aquisição de 07 unidades do AV-VBL da Avibrás, só que mais parecido com o que foi exportado para a Malásia, mas até agora não ví nada que indicasse que isto tivesse sido realizado, alguém sabe dar alguma notícia disso ???


Vale lembrar que o Guará (AV-VB4-RE) foi desenvolvido em conjunto com a SCT e IPD (Secretaria de Ciência e Tecnologia e Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento - ambos órgãos do EB) quando se falava em uma nova família de blindados 4x4 para o EB, de modo que atendeu aos seus requisitos para o novo blindado 4x4. Todo o custo do desenvolvimento foi bancado pela Avibras, sendo noticiado na época em US$ 1 milhão, pois aproveitou toda a experiência do desenvolvimento do AV-VBL, inclusive o mesmo chassis.


Voltar ao topo
 
 Título:
MensagemEnviado: Ter Abr 03, 2007 7:37 pm 
Offline
Sênior
Sênior
 Perfil

Registrado em: Qua Jan 10, 2007 10:10 pm
Mensagens: 1800
Localização: SJC/SP
fabioglobo10 escreveu:
Wellington Góes escreveu:
O Guará poderia muito bem esta sendo utilizado no Haiti, até como forma de ser testo nesse tipo de ambiente urbano!!!

Em 2005 o EB afirmava que o Orçamento de 2006 constava a aquisição de 07 unidades do AV-VBL da Avibrás, só que mais parecido com o que foi exportado para a Malásia, mas até agora não ví nada que indicasse que isto tivesse sido realizado, alguém sabe dar alguma notícia disso ???


Vale lembrar que o Guará (AV-VB4-RE) foi desenvolvido em conjunto com a SCT e IPD (Secretaria de Ciência e Tecnologia e Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento - ambos órgãos do EB) quando se falava em uma nova família de blindados 4x4 para o EB, de modo que atendeu aos seus requisitos para o novo blindado 4x4. Todo o custo do desenvolvimento foi bancado pela Avibras, sendo noticiado na época em US$ 1 milhão, pois aproveitou toda a experiência do desenvolvimento do AV-VBL, inclusive o mesmo chassis.

Tanto o EB como o CFN sentem falta de um blindado 4x4 lá no Haiti, para desocupar um pouco o tempo dos Urutus. Não entendo até hoje como ainda não foi comprado uma só unidade!


Voltar ao topo
 
 Título:
MensagemEnviado: Qua Abr 04, 2007 10:14 am 
Offline
Intermediário
Intermediário
 Perfil

Registrado em: Seg Abr 02, 2007 5:08 pm
Mensagens: 205
Localização: Jacaraípe - Serra - ES
Bolovo escreveu:
fabioglobo10 escreveu:
Wellington Góes escreveu:
O Guará poderia muito bem esta sendo utilizado no Haiti, até como forma de ser testo nesse tipo de ambiente urbano!!!

Em 2005 o EB afirmava que o Orçamento de 2006 constava a aquisição de 07 unidades do AV-VBL da Avibrás, só que mais parecido com o que foi exportado para a Malásia, mas até agora não ví nada que indicasse que isto tivesse sido realizado, alguém sabe dar alguma notícia disso ???


Vale lembrar que o Guará (AV-VB4-RE) foi desenvolvido em conjunto com a SCT e IPD (Secretaria de Ciência e Tecnologia e Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento - ambos órgãos do EB) quando se falava em uma nova família de blindados 4x4 para o EB, de modo que atendeu aos seus requisitos para o novo blindado 4x4. Todo o custo do desenvolvimento foi bancado pela Avibras, sendo noticiado na época em US$ 1 milhão, pois aproveitou toda a experiência do desenvolvimento do AV-VBL, inclusive o mesmo chassis.


Tanto o EB como o CFN sentem falta de um blindado 4x4 lá no Haiti, para desocupar um pouco o tempo dos Urutus. Não entendo até hoje como ainda não foi comprado uma só unidade!


E o pior é que estão adaptando placas de aço nos Land Rover como medida paliativa! Se os Fuzileiros Navais tivessem comprado o Guará, talvez não precisassem comprar os Mowag Piranha... e ainda teriam um blindado melhor adaptado às ruas e vielas estreitas do Haiti, sendo de menor custo de aquisição (podendo ser comprado em maior quantidade) e de mecânica já conhecida pela Marinha e pelo EB (pois utiliza a mesma plataforma dos caminhões leves Unimog, em uso na Brigada de Infantaria Leve do EB e no CFN). Os custos de operação com certeza seriam bem menores!


Voltar ao topo
 
 Título:
MensagemEnviado: Qui Abr 05, 2007 1:15 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
fabioglobo10 escreveu:
E o pior é que estão adaptando placas de aço nos Land Rover como medida paliativa! Se os Fuzileiros Navais tivessem comprado o Guará, talvez não precisassem comprar os Mowag Piranha... e ainda teriam um blindado melhor adaptado às ruas e vielas estreitas do Haiti, sendo de menor custo de aquisição (podendo ser comprado em maior quantidade) e de mecânica já conhecida pela Marinha e pelo EB (pois utiliza a mesma plataforma dos caminhões leves Unimog, em uso na Brigada de Infantaria Leve do EB e no CFN). Os custos de operação com certeza seriam bem menores!


Tirou as palavras da minha boca !!!


Voltar ao topo
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página 1, 2, 3, 4, 5 ... 26  Próximo

Todos os horários são


Quem está online

Array


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Ir para:  
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group  
Design By Poker Bandits  
Traduzido por: Suporte phpBB Brasil