Forum Base Militar Web Magazine

Bem-vindo: Ter Nov 12, 2019 2:28 am

Todos os horários são




Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Próximo
Autor Mensagem
 Título: Re: MECTRON
MensagemEnviado: Sáb Fev 28, 2015 10:49 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Fev 18, 2010 6:44 pm
Mensagens: 958
Pois é Baschera, lendo a notícia acima, ainda acha que não seria interessante a aquisição da Avibras por uma grande empreiteira nacional ?
Eu já acho que sim, Mectron ; orgulho nacional.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MECTRON
MensagemEnviado: Qua Mar 04, 2015 4:00 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Nov 29, 2007 9:11 pm
Mensagens: 9903
Localização: Caxias do Sul - RS
foxtrot escreveu:
Pois é Baschera, lendo a notícia acima, ainda acha que não seria interessante a aquisição da Avibras por uma grande empreiteira nacional ?
Eu já acho que sim, Mectron ; orgulho nacional.


O TCU impedirá que qualquer empresa e/ou suas subsidiárias denunciadas na Operação Lava Jato volte a assinar qualquer novo contrato com o GF e/ou qualquer outro órgão da administração federal.

O que se diz é que estas empreiteiras estão valendo menos que um cacho de bananas atualmente... sem novos contratos, sem crédito interno e/ou externo.... e com dívidas enormes...algumas inclusive maiores que o patrimônio líquido.

Quase nada se tem falado ou comentado sobre este gravíssimo fato.....

Sds.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MECTRON
MensagemEnviado: Qua Mar 04, 2015 5:01 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
Baschera escreveu:
foxtrot escreveu:
Pois é Baschera, lendo a notícia acima, ainda acha que não seria interessante a aquisição da Avibras por uma grande empreiteira nacional ?
Eu já acho que sim, Mectron ; orgulho nacional.


O TCU impedirá que qualquer empresa e/ou suas subsidiárias denunciadas na Operação Lava Jato volte a assinar qualquer novo contrato com o GF e/ou qualquer outro órgão da administração federal.

O que se diz é que estas empreiteiras estão valendo menos que um cacho de bananas atualmente... sem novos contratos, sem crédito interno e/ou externo.... e com dívidas enormes...algumas inclusive maiores que o patrimônio líquido.

Quase nada se tem falado ou comentado sobre este gravíssimo fato.....

Sds.

Esta questão foi tema de debate no Entre Aspas sobre a paralisação total no país que aconteceria, caso resolvam punir as empresas. Diferente em caso de punição das pessoas físicas envolvidas (o que é mais provável).

Baschera, não acredito que aconteça algo do tipo. O que acontecerá é uma reformulação dos processos de contratação, na medida que o TCU vá analisando os contratos suspeitos indicados pela operação Lava Jato.

Vale dizer que não há nada contra a Mectron, ou com ICN para que sejam impedidas de participarem de qualquer certame público, primeiro porque elas não são alvos da operação, segundo porque são empresas distintas da Odebrescht Engenharia. Uma empresa do grupo em questão, que está em stand by por conta desta operação, é o Estaleiro Enseada na Bahia.

O resto é torcida para que se afastem do setor, para continuar como dantes, ou seja, empresas pequenas, sem peso político e financeiro, atuando sob o desejo de alguns ex-militares conforme suas convicções e interesses ($$$$$).

Até mais!!! ;)


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MECTRON
MensagemEnviado: Qui Mar 05, 2015 1:03 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Nov 29, 2007 9:11 pm
Mensagens: 9903
Localização: Caxias do Sul - RS
Não é assim que o Ministério Público entende....

http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/ ... teiras.htm

http://www.diariodepernambuco.com.br/ap ... -tcu.shtml

Sds.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MECTRON
MensagemEnviado: Qua Out 07, 2015 4:36 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
ODT quer vender 40% da Mectron.

http://www.defesaaereanaval.com.br/odeb ... a-mectron/


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MECTRON
MensagemEnviado: Qua Out 07, 2015 7:17 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Sex Jan 01, 2010 9:52 pm
Mensagens: 9235
Baschera escreveu:

Já tinha dito aqui que enquanto em outros países se pune respeitando a sobrevivência da empresa.

Aqui em nome da vaidade deste juiz com j minúsculo e procuradores, se pretende destruir as empresas e afundar mais ainda este Brasil moribundo.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MECTRON
MensagemEnviado: Qua Out 07, 2015 7:40 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Dez 11, 2013 10:29 pm
Mensagens: 1885
Localização: Hell de Janeiro
Russos, alemães, americanos e chineses de olho nessa fatia da Mectron... De todos os que mais me assustam são os americanos...


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MECTRON
MensagemEnviado: Sáb Out 24, 2015 1:32 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
O futuro da Mectron.

http://www.defesanet.com.br/bid/noticia ... A-MECTRON/


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MECTRON
MensagemEnviado: Ter Nov 10, 2015 1:50 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Ter Dez 23, 2008 8:35 pm
Mensagens: 2421
http://www.defesanet.com.br/prosub/noti ... rasileiro/

Noticia requentada....provavelmente paga, mas como saiu....lá vai o post....

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::


COBERTURA ESPECIAL - PROSUB - NAVAL

09 de Novembro, 2015 - 14:30 ( Brasília )
MECTRON - Avança o Desenvolvimento do Torpedo Brasileiro
Armamento equipará a futura frota de submarinos da Marinha do Brasil


A A A

Imagem
Arte do projeto do Torpedo Nacional Pesado em desenvolvimento pela MECTRON em parceria com a alemã ATLAS Eletronik. ARTE - DefesaNet
Arte do projeto do Torpedo Nacional Pesado em desenvolvimento pela MECTRON em parceria com a alemã ATLAS Eletronik. ARTE - DefesaNet


English version


A Mectron, Empresa Estratégica de Defesa (EED) brasileira, controlada pela Odebrecht Defesa e Tecnologia (ODT),concretizou um passo importante no seu posicionamento estratégico na área de defesa: iniciou neste ano o desenvolvimento do primeiro torpedo brasileiro com o programa do Torpedo Pesado Nacional em escala reduzida (TPNer).

O programa coloca a empresa de São José dos Campos em um seleto e restrito grupo, tornando-a a única empresa desenvolvedora de torpedos das Américas fora dos Estados Unidos e exclusiva no hemisfério sul.

O TPNer é parte dos objetivos estratégicos de longo prazo da Marinha do Brasil que a mobilizam para assegurar a proteção da Amazônia Azul, como são conhecidas as águas jurisdicionais brasileiras. O torpedo brasileiro é essencial para que o Brasil possa armar com independência e livre de fatores externos os futuros submarinos do PROSUB - Programa de Desenvolvimento de Submarinos. Os submarinos estão sendo construídos pela ICN – Itaguaí Construções Navais, sociedade da ODT com a DCNS francesa.

Para viabilizar o desenvolvimento do torpedo em escala reduzida, a Mectron firmou uma parceria com a Atlas Elektronik, empresa alemã com mais de um século de história e uma das líderes mundiais no desenvolvimento de veículos e armamentos subaquáticos (underwater weapons). Desde o início de 2015, uma equipe altamente qualificada de engenheiros da Mectronrealiza na Alemanha a primeira fase do programa, como explica Rodrigo Carnaúba, Diretor de Sistemas e Armas Navais da ODT/Mectron:

“Para esta primeira fase, na qual estão sendo definidas as especificações do produto e as soluções sistêmicas a serem adotadas ao longo de todo o projeto, enviamos à Alemanha uma equipe de engenheiros "seniors", com formação acadêmica de excelência e, o mais importante, profissionais com ampla experiência acumulada nos outros programas de armamentos inteligentes que a Mectron tem desenvolvido ao longo de seus 25 anos de história servindo as Forças Armadas brasileiras. Parcerias tecnológicas internacionais deste tipo já fazem parte da nossa estratégia e do nosso sistema de trabalho há anos”.

O Dr. Francisco Amorim III,Coordenador Técnico do TPNer e líder da equipe da Mectron mobilizada na Alemanha, trabalhou em programas de desenvolvimento de equipamentos espaciais, de sistemas aviônicos e na integração do míssil ar-superfície antirradiação MAR-1 em aeronaves que o utilizarão. Designado pela direção da Mectronpara o projeto TPNer, Amorim ressalta pontos relevantes para o sucesso do empreendimento:

“O nosso projeto está sendo desenvolvido com a mais moderna tecnologia de torpedos disponível no mundo. O modelo de transferência de tecnologia adotado consiste num desenvolvimento conjunto, com especialistas brasileiros e alemães compondo um único time, trabalhando lado a lado. Adicionalmente, a eficácia da transferência de tecnologia somente se viabiliza pela nossa condição de agregar pessoas altamente capacitadas e com conhecimentos no desenvolvimento de armamentos inteligentes. Para tanto, a equipe foi cautelosamente selecionada para assegurar a absorção de tecnologias específicas de veículos subaquáticos. Mais um fator importante para garantir o sucesso desta transferência é o nosso propósito de construir, no tempo correto, um produto adequado tanto às necessidades da Marinha do Brasil como ao mercado internacional.”

Com um histórico fortemente associado ao desenvolvimento de armamentos inteligentes nacionais, mais especificamente mísseis e produtos/serviços a eles associados, a Mectron- empresa incorporada à Odebrecht em 2011 – vem, desde então, expandindo seu portfólio de produtos e serviços em outros segmentos de fundamental importância para as Forças Armadas brasileiras. Um deles é a área de Comunicações, com o projeto do Link BR2, sistema de comunicação por enlace de dados (data link) militar, para a FAB, e o desenvolvimento de um RDS - Rádio Definido por Software nacional, para o Exército Brasileiro.

Na área de mísseis, um dos novos programas já em estágio mais avançado de desenvolvimento é o MAN-SUP, um míssil antinavio de superfície, em desenvolvimento também para a Marinha do Brasil. Rodrigo Carnaúba comenta sobre estes novos programas, suas comunalidades e diferenças:

“O desenvolvimento de armamentos inteligentes sempre foi o grande “expertise” da Mectron, mais especificamente na área de sensores, eletrônica embarcada, e guiamento e controle. Porém, sempre trabalhamos com produtos guiados por infravermelho, radiofrequência ou laser, e com lançamentos a partir de aeronaves ou de superfície. Para o caso de um torpedo, armamento inteligente de aplicação submarina, temos que aprimorar nossos conhecimentos, avançando-os para os campos da acústica submarina e hidrodinâmica. Porém, começar do zero e de maneira independente resultaria em custos elevados e extenso prazo de desenvolvimento e, nesse sentido, a parceria com a Atlas encurtará distâncias. A participação da Mectron nestes projetos nos abre portas no contexto internacional e eleva nosso posicionamento estratégico no setor de defesa”.

Recentemente, a Odebrecht Defesa e Tecnologia (ODT) anunciou o início das negociações para busca de um parceiro tecnológico e estratégico para a Mectron. A companhia busca um parceiro internacional, mantendo sua certificação de empresa estratégica de defesa (EED). Diante das restrições orçamentárias momentâneas que estão afetando os projetos da área de defesa no Brasil, a ODT, consciente de seu importante papel estratégico-político para o nosso país no campo da defesa e tecnologia, busca um parceiro que contribua com o acesso direto à tecnologia, com uma estrutura de capital robusta e com atuação no mercado global. Com a integração deste novo parceiro tecnológico, a Mectronestará ainda mais preparada para atender as demandas estratégicas do Governo Brasileiro, das Forças Armadas do Brasil, bem como de Clientes internacionais.

Nota DefesaNet


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MECTRON
MensagemEnviado: Ter Nov 10, 2015 4:38 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
É importante manter-se nos holofotes, assim não cai no esquecimento e não perde-se verba (nem que pelo menos ir tocando de vagarinho).


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MECTRON
MensagemEnviado: Qui Dez 10, 2015 2:58 pm 
Offline
Avançado
Avançado
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Ter Jun 04, 2013 5:33 pm
Mensagens: 798
http://www.defesanet.com.br/prosuper/noticia/21056/Mectron-prepara-se-para-o-lancamento-do-primeiro-Missil-Antinavio-brasileiro-(MAN-SUP)/

_________________
Att,
Flávio Nicoliche


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MECTRON
MensagemEnviado: Sex Dez 11, 2015 3:25 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
A matéria completa do link acima.....

Imagem

09 de Dezembro, 2015 - 16:00 ( Brasília )


Mectron prepara-se para o lançamento do primeiro Míssil Antinavio brasileiro (MAN-SUP)
O lançamento está previsto para ocorrer no segundo semestre de 2016, a partir de um navio da Marinha do Brasil

Imagem
Concepção artística do MAN-SUP em voo. No detalhe, tela de telemetria com dados de voo simulado do míssil.

Imagem
Mectron prepara-se para o lançamento do primeiro Míssil Antinavio brasileiro, MAN-SUP.

Imagem
Atividades de desenvolvimento do MAN-SUP em laboratório na Mectron.

A MECTRON, empresa brasileira controlada pela Odebrecht Defesa e Tecnologia (ODT), anuncia a aproximação da conclusão do desenvolvimento do MAN-SUP, o primeiro Míssil Antinavio brasileiro Superfície-Superfície e se prepara para o seu primeiro lançamento de qualificação. A realização deste lançamento será um marco inédito no país e deverá ocorrer no segundo semestre de 2016 a partir de um navio da Marinha do Brasil.

Além de dotar a armada brasileira de mísseis antinavios nacionais, atendendo às suas necessidades operacionais, o Programa MAN-SUP da Marinha do Brasil tem o objetivo de garantir ao Brasil o domínio e a autonomia tecnológica em todo o ciclo de vida de armamentos desta classe, desde o desenvolvimento até a operação e a manutenção, sempre em parceria com a indústria nacional de defesa.

Na MECTRON, as atividades estão focadas na finalização do projeto, fabricação, integração e testes dos protótipos que serão utilizados para os lançamentos a partir de navios da Marinha, no litoral brasileiro, contra um alvo simulado posicionado a aproximadamente 70 km do navio lançador. Flavio Gesca, Diretor do Contrato do MAN-SUP na MECTRON, esclarece que “embora não tenhamos ainda uma data precisa para o lançamento, estamos entrando na reta final de um evento que será histórico para a Marinha do Brasil e para a indústria nacional de defesa.

Será a materialização de uma decisão estratégica tomada há alguns anos pela Diretoria de Sistemas de Armas da Marinha (DSAM): investir no desenvolvimento da tecnologia nacional. Ver hoje a capacidade de nossas equipes e os resultados de altíssimo valor agregado que estão sendo gerados, é muito gratificante".

O programa de desenvolvimento do MAN-SUP teve início em dezembro de 2011, numa divisão de trabalho com outras duas empresas brasileiras. Foi atribuída à Mectron a responsabilidade pelo o que é considerado o “cérebro do míssil”, o Sistema de Guiagem Navegação e Controle, que reúne os subsistemas que proporcionam autonomia e inteligência ao controle do míssil ao longo de todo o seu voo, numa trajetória de característica “sea skimming” (voo rente ao mar) em direção ao alvo.

Adicionalmente, a MECTRON tem a responsabilidade pelo desenvolvimento do Sistema de Telemetria que será utilizado em apoio à verificação da funcionalidade dos protótipos em seus lançamentos reais. A figura a seguir ilustra os subsistemas de responsabilidade da Mectron no desenvolvimento do MAN-SUP:

A Marinha do Brasil estrategicamente adotou requisitos que são fundamentais para o seu objetivo de soberania nacional, através da autonomia tecnológica. Em primeiro lugar, o MAN-SUP deve ser desenvolvido sem a utilização de qualquer componente que tenha restrição em seu fornecimento, ou seja, que requeira “End-User Certificate”. Em segundo, o MAN-SUP deve ter plena compatibilidade com os meios de lançamento existentes hoje na Marinha do Brasil para mísseis deste mesmo emprego, reduzindo significativamente seus custos de integração.

Em referência ao requisito de uso de componentes sem necessidade de “End-User Certificate”, a Mectron venceu um grande desafio ao desenvolver uma solução de bateria para o MAN-SUP livre de qualquer restrição de fornecimento. Tipicamente, armamentos como este utilizam Baterias Térmicas que em todo o mundo só são fornecidas mediante aprovação de End-User.

Flavio Gesca comenta que “a equipe da MECTRON, com sua altíssima competência e criatividade, pôde desenvolver uma solução inovadora que atende aos requisitos de desempenho, ambientais e de segurança, sem quaisquer restrições comerciais”. No caso da plataforma inercial, foi adotada uma solução projetada e fabricada pela própria Marinha do Brasil, através do CTMSP - Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo.

No que diz respeito à compatibilidade, a MECTRON é responsável pelo desenvolvimento da completa integração do MAN-SUP aos meios de lançamentos existentes em embarcações da Marinha do Brasil, não sendo necessárias quaisquer modificações no atual sistema de disparo. Este trabalho capacitou a Mectron para futuros fornecimentos de sistemas de lançamentos completos do MAN-SUP à Marinha do Brasil e a outras nações.

A MECTRON avança na conclusão do desenvolvimento do MAN-SUP, estando hoje na fase de integração e testes dos subsistemas, incluindo os Algoritmos de Guiagem Navegação e Controle, o Computador de Bordo, o Radioaltímetro, a integração do Sistema de Navegação Inercial, os Atuadores e Profundores, a Telemetria Embarcada, entre outros.

Esta verificação ocorre através de uma moderna técnica, utilizada por empresas detentoras de alta tecnologia, o HILS (Hardware In-the-Loop Simulation). Esta técnica consiste em testar, em ambiente de laboratório, a integração completa entre software e hardware do míssil e o meio, este último, simulado por computador.

Rodrigo Carnaúba, Diretor de Sistemas e Armas Navais da Mectron salienta que “o MAN-SUP será um produto brasileiro; fornecido e suportado por empresas nacionais, beneficiando a Marinha do Brasil na redução dos elevados custos de manutenção e no aumento da disponibilidade da arma (MTTR – Mean Time To Repair) pela praticidade em ter seus fornecedores/parceiros a poucas horas de distância”. Tendo sob sua liderança na Mectron outro projeto estratégico para a Marinha do Brasil, o TPNer - Torpedo Pesado Nacional em escala reduzida, este, por sua vez, para equipar os submarinos do PROSUB e em parceria com a empresa alemã ATLAS ELEKTRONIK, ele complementa: “conforme necessidades e orientações estratégicas dos nossos Clientes, seja com parcerias nacionais ou internacionais, estamos aqui para desenvolver e reter conhecimento, contribuir para o avanço tecnológico do Brasil e de nossas Forças Armadas”.

Recentemente, a Odebrecht Defesa e Tecnologia (ODT) anunciou o início da busca de um parceiro tecnológico e estratégico para a Mectron. A companhia busca um parceiro internacional, mantendo sua característica de Empresa Estratégica de Defesa (EED). Diante das restrições orçamentárias momentâneas que estão afetando os projetos da área de defesa no Brasil, a ODT, consciente de seu importante papel estratégico-político para o nosso país no campo da defesa e tecnologia, busca um parceiro que contribua com o acesso direto à tecnologia, com uma estrutura de capital robusta e com atuação no mercado global. Com a integração deste novo parceiro tecnológico, a Mectron estará ainda mais preparada para atender as demandas estratégicas do Governo Brasileiro, das Forças Armadas do Brasil, bem como de Clientes internacionais.

http://www.defesanet.com.br/prosuper/no ... o-(MAN-SUP)/


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MECTRON
MensagemEnviado: Sex Dez 01, 2017 2:06 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Fev 18, 2010 6:44 pm
Mensagens: 958
O renascimento da Mectron, agora como SIATT

Código:
SIATT - Sistemas Integrados de Alto Teor Tecnológico um novo player com experiência no mercado

Imagem

http://www.defesanet.com.br/bid/noticia/27792/SIATT----Sistemas-Integrados-de-Alto-Teor-Tecnologico-um-novo-player-com-experiencia-no-mercado/

Comentário: Graças a meu bom deus, alguém com cérebro nessa repúbliqueta de bananas, ouvi a vox populis e renasceu essa importantíssima e estratégica empresa para o país.
Que obtenha inúmero sucesso e que venha a se tornar um player mundial, mas sempre pertencendo a Brasileiros.
Para o bem desse Bananal !
Engraçado que a nova empresa não "herdou" da Mectron os projetos ( SPC-01, M.S.A 5.1, M.A.S, Torpedo pesado nacional, LInk-BR-2, MAA1-B e A-Darter).
Dentre outros importantíssimos projetos para a defesa desse país.
Espero que dessa vez os militares e políticos dessa país agrassem a SIATT com Inúmera encomendas e contratos, para assim fomentar a empresa e evitar que a mesma padeça de morte súbita.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MECTRON
MensagemEnviado: Seg Dez 04, 2017 1:26 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
Só nos falta comandantes que pensem em forças armadas equipadas com armamentos inteligentes nacionais.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MECTRON
MensagemEnviado: Sex Dez 08, 2017 4:26 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Sex Jan 01, 2010 9:52 pm
Mensagens: 9235
Confesso que não boto mais fé nestas empresas brasileiras, preferia que a Elbit tivesse comprado a Mectron, a Ares depois que passou a Elbit agora vendeu a sua torre UT30mk2 com canhão 30mm para o Exército da Indonésia, eles compraram o Pandur II 8 x 8 austríaco e solicitaram a troca da torre Rafael 30mm por ser de Israel e poder criar o protesto tradicional dos parlamentares radicais, pela torre Ares UT30mk2 que mesmo pertencendo a Elbit entra na Indonésia como um produto Ares do Brasil.

Pandur II IFV Version w/ ARES UT30MK2 | Indonesian Armed
Imagem


Voltar ao topo
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Próximo

Todos os horários são


Quem está online


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Ir para:  
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group  
Design By Poker Bandits  
Traduzido por: Suporte phpBB Brasil