Forum Base Militar Web Magazine

Bem-vindo: Ter Nov 12, 2019 2:30 am

Todos os horários são




Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1, 2
Autor Mensagem
 Título: Re: Sikorsky
MensagemEnviado: Sáb Fev 22, 2014 11:30 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Nov 29, 2007 9:11 pm
Mensagens: 9903
Localização: Caxias do Sul - RS
Bem... nem vamos mais fazer aquelas continhas de padaria..... para não constranger certos defensores daquela coisa que tem medo de água, faz mais de ano e meio e custou o dobro.

Estes ai de cima.... conheci dois em vôo aqui na cidade por ocasião da visita da PresidentA.

Sds.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Sikorsky
MensagemEnviado: Sex Dez 12, 2014 2:29 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
Não é notícia da Sikorsky, ou de algum desdobramento desta empresa, mas que envolve alguns dos seus aparelhos (S-76 e S-92) que operam nas operações Off Shore aqui no Brasil.

11 de dezembro de 2014

Brasil terá o primeiro simulador para helicóptero S-92

Imagem

RESULTADO DE UMA JOINT VENTURE ENTRE LÍDER AVIAÇÃO E CAE, EQUIPAMENTO PERMITIRÁ QUE PILOTOS BRASILEIROS FAÇAM TREINAMENTOS SEM TER QUE SAIR DO PAÍS

A CAE, líder mundial em treinamento em aviação, e a Líder Aviação, maior operadora de helicópteros no Brasil, inauguram, em janeiro, o primeiro simulador para helicópteros Sikorsky S-92 da América Latina. Utilizado principalmente em operações para o setor de óleo e gás, a aeronave é uma das maiores em operação no país, com capacidade de levar até 18 passageiros e três tripulantes.

http://www.aereo.jor.br/2014/12/11/bras ... tero-s-92/


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Sikorsky
MensagemEnviado: Sex Fev 13, 2015 3:23 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
12 de fevereiro de 2015

Sikorsky fecha acordo com ITA e implanta novo curso

Imagem

Virgínia Silveira

A fabricante americana de helicópteros Sikorsky fechou ontem uma parceria com o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) para a criação da disciplina de desenho de asa rotativa (helicópteros), no último ano do curso de engenharia aeronáutica do instituto.

O vice-presidente da Sikorsky para a América Latina, Antônio Pugas, disse que a empresa ajudará o ITA na elaboração do conteúdo da nova disciplina, além de auxiliar na avaliação de projetos de final de curso focados em helicópteros.

O executivo informou que a empresa investirá US$ 350 mil na instalação de um laboratório para as aulas práticas de asas rotativas. O novo laboratório contará com simulador do helicóptero S76, cuja frota no país soma 120 aeronaves.

Pugas explicou que a formação de engenheiros voltados para o segmento de helicópteros é parte da estratégia da Sikorsky para se instalar no Brasil. “O primeiro passo nessa direção é a instalação de um escritório na região de Campinas, onde o grupo United Technologies, que também controla a fabricante de motores Pratt & Whitney, já possui empresas.”

A empresa está negociando a construção de um centro de manutenção no Brasil, que ficará instalado na região do Vale do Paraíba, provavelmente no município de Taubaté, onde o Exército tem uma base de aviação, que já utiliza helicópteros da Sikorsky.

O executivo disse que o investimento previsto no projeto do centro de manutenção no Brasil é estimado em US$ 20 milhões. “Estamos em negociação avançada com a prefeitura de Taubaté, mas ainda não fechamos”, disse.

Hoje, segundo Pugas, a manutenção da frota da Sikorsky no Brasil é feita em parte pelos operadores e algumas peças são enviadas para os Estados Unidos. A Líder Aviação é a principal operadora dos helicópteros da Sikorsky no país, com mais de 50 aeronaves.

A Universidade Federal de Itajubá (Unifei) foi a primeira no Brasil a criar uma disciplina de fundamentos de engenharia de helicópteros dentro do curso de graduação em engenharia aeronáutica. Mas o tema também é abordado em outras matérias, relacionadas à parte de aerodinâmica e de desempenho de aeronaves e também ensaio e segurança de voo.

A Universidade coordena a implantação de um polo aeronáutico no sul de Minas Gerais, que contempla a criação de um Centro de Tecnologia para Helicópteros (CTH). A cidade de Itajubá abriga a fábrica de helicópteros da Helibras. O projeto conta com o apoio dos governos federal e estadual, além da ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial) e da Helibras.

FONTE: Valor Econômico, via NOTIMP

http://www.aereo.jor.br/2015/02/12/siko ... ovo-curso/


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Sikorsky
MensagemEnviado: Seg Mar 02, 2015 12:11 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Nov 29, 2007 9:11 pm
Mensagens: 9903
Localização: Caxias do Sul - RS
Imagem

SIKORSKY CHEGA AO POLO DE VALE DO PARAÍBA ACIRRANDO ANTIGAS ANIMOSIDADES

Imagem

Júlio Ottoboni
Exclusivo DefesaNet


A Sikorsky Aircraft Corporation chegou aguçando rivalidades e animosidade, tanto entre cidades como com a concorrente Helibras. A empresa norte-americana formalizou, em São José dos Campos, um acordo de colaboração com o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). E praticamente sacramentou sua ida para o polo de Taubaté, cidade vizinha que já tem uma unidade da Embraer, parceira da Sikorsky.

Esse é o primeiro passo para consolidar uma arrastada negociação que desde os anos 80 com a direção da Embraer para produzir helicópteros no Brasil, competindo de frente com os produtos da Helibras, que também surgiu no ITA, em São José dos Campos, e depois migrou para o cidade mineira da Itajubá.

O objetivo da parceria Sikorsky-ITA é desenvolver o conhecimento e promover o desenvolvimento de tecnologias para aeronaves de asas rotativas no Brasil. Isso faz parte do programa de expansão do instituto aeronáutico. Entretanto, confrontaria com os investimentos da Helibras e do governo de Minas Gerais estão fazendo em Itajubá, para constituir o grande polo de aeronaves de asas rotativas.

A Sikorsky chega logo depois da Rússia desistir de criar uma fábrica de helicópteros no país, depois de analisar a situação do mercado e a instabilidade criado pelo governo federal junto às empresas de defesa, com a falta de repassasse de recursos e o não cumprimento de acordos comerciais firmados. A empresa procura parceiros no Brasil desde 2012 e esperava fechar algum negócio até o final do ano passado, mas a instabilidade econômica do país tem adiado a decisão.

A prefeitura de São José dos Campos tentou atravessar o negócio firmado com Taubaté e ofereceu uma área de 130 mil metros quadrados para a companhia norte-americana se instalar na cidade, dentro do Parque Tecnológico. A área disponibilizada em Taubaté já conta com um prédio, que foi de uma fábrica, e se encontra no Distrito Industrial do Una 1. Isso facilitaria a instalação imediata do centro de manutenção e da futura unidade de produção.

Além disto, Taubaté tem uma unidade do Comando de Aviação do Exército ( Cavex), que se utiliza de suas aeronaves e é o principal motivo, neste momento, da chegada da Sikorsky e da intenção de criar uma base fabril em parceria com a Embraer, pois entende que o mercado militar regional da América do Sul necessitará de atendimento nos próximos anos, pois há uma demanda reprimida, além de ser uma fatia de mercado que a Helibras não tem atendido.

História Antiga

A Sikorsky, no passado, chegou a aventar a possibilidade de parcerias com a própria Embraer e a Avibras, ambas empresas do polo aeroespacial do Vale do Paraíba paulista, porém se efeitos práticos. Em uma das ocasiões, chegou-se até anunciar a produção de helicópteros nas unidades dessas empresas.

O protocolo foi assinado pelos representantes da Sikorsky e pelo reitor em exercício do ITA, professor Fernando Sakane. O Acordo de Colaboração para Inovação em Aeronaves de Asas Rotativas inclui a criação de um Laboratório de Inovação nas dependências do ITA, além de bolsas de estudo para projetos de tese de graduação em tecnologia de helicópteros.

“Essa parceria veio para ficar, pois há muita experiência dos dois lados”, sintetizou Antônio Pugas, vice-presidente da Sikorsky na América Latina. Ele disse que a empresa foi fundada há 90 anos e desenvolveu o Black Hawk e o Sea Hawk, dois dos helicópteros militares mais conceituados do mundo. “A América Latina é muito importante em nossa estratégia de desenvolvimento, e queremos que o Brasil seja a nossa âncora na região. Existe aqui um potencial de mercado considerável”, acrescentou.

Apesar da chega da empresa, o setor de helicópteros no país vive uma forte retração, o que levou a uma crise na fábrica Helibras, a maior produtora desses aparelhos no país e que visa agora buscar o mercado latino americano. Segundo Pugas, a intenção não é apenas trazer helicópteros para o Brasil, mas contribuir com o desenvolvimento da indústria aeronáutica.

Atualmente, o Brasil tem um pouco mais de 1.650 helicópteros registrados, sendo que cerca de 10% deles são de fabricação da Sikorsky. A provável parceira numa eventual produção será a Embraer, pois relacionamento entre as duas empresas vem desde o início na década de 80. Neste período a Sikorsky transferiu para a Embraer a tecnologia de produção de materiais compostos, que hoje é usada em aviões feitos pela ex-estatal.

“Vamos criar a próxima geração de engenheiros de helicópteros no Brasil. Os estudantes que participarão deste programa terão a oportunidade de quebrar barreiras, construindo helicópteros que voem mais alto, mais longe, e de forma mais segura, econômica e silenciosa que todos os que existem atualmente”, completou Chris van Buiten, vice-presidente de Tecnologia e Inovação da Sikorsky.

Nota DefesaNet

Há um enfoque muitas vezes erôneo da perspectiva da EMBRAER. Atualmente ela não busca helicópteros no temo técnico básico.

Mas, sim alternativas de aeronaves que tenham pouso e decolagem em curto espaço . A perspectiva de ter grandes áreas para expansão de aeroportos em áreas urbanas, ou próximas destas, é cada vez mais restritiva.

Tendo como meta a ação do aeroporto London City, com estritas medidas de ruido e performance e EMBRAER procura desenolvwer alternativas a estas demandas.

Pela postura da empresa americana ela simplesmente reproduzir o BlalckHawk no Brasil. Uma tecnologia do anos 70 amplamente ultrapassada.

Fonte: http://www.defesanet.com.br/aviacao/not ... mosidades/

Sds.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Sikorsky
MensagemEnviado: Sex Jul 17, 2015 10:17 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Nov 29, 2007 9:11 pm
Mensagens: 9903
Localização: Caxias do Sul - RS
Confirmada a venda da SIKORSKY pela United Technologies.

A compradora ?? Lockheed Martin (LM).

Preço: Us$ 8 bilhões.

Sds.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Sikorsky
MensagemEnviado: Dom Jul 19, 2015 3:32 pm 
Offline
Intermediário
Intermediário
 Perfil

Registrado em: Sáb Dez 21, 2013 7:13 pm
Mensagens: 234
Ou seja, dois estádios da Copa!!! Negocião o Brasil fez hein!!!!!!


Voltar ao topo
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1, 2

Todos os horários são


Quem está online


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Ir para:  
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group  
Design By Poker Bandits  
Traduzido por: Suporte phpBB Brasil