Forum Base Militar Web Magazine

Bem-vindo: Sex Nov 22, 2019 2:04 am

Todos os horários são




Criar novo tópico Responder  [ Array ] 
Autor Mensagem
 Título: COMO SERIA A EVOLUÇÃO DOS SEGUINTES EQUIPAMENTOS NACIONAIS ?
MensagemEnviado: Ter Nov 18, 2014 3:54 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Fev 18, 2010 6:44 pm
Mensagens: 958
Crio esse tópico, para os que possuem grande capacidade técnico imaginativa, e que possam contribuir com conhecimentos e informações técnicas que venham a contribuir com o fórum.
Ressalto que não se deva levar em considerações questões como VIABILIDADE ECONÔMICA DO PROJETO; POSSIBILIDADE DE EXPORTAÇÕES etc..
Pois não se trata de uma proposta de desenvolvimento, mas sim um EXERCÍCIO IMAGINATIVO.
Também gostaria de solicitar ao ISSAMU e outros que conheçam de ARTES GRÁFICAS, para que possam contribuir com o fórum, enviando desenhos gráficos etc..
Quem sabe alguém do Ministério da Defesa, por ventura olhe o site e abrace a ideia, dando continuidade ao projeto e quem sabe tornando ó real ( MAIS UM EXERCÍCIO IMAGINATIVO MEU rsr ), mas a esperança é a ultima que morre.
Nesse primeiro post, postarei alguns equipamentos que a meu ver , ainda ofereceriam grandes ganhos técnicos/ operacionais para as FAA,s, caso viessem passar por uma EVOLUÇÃO DE PROJETO.

EE-25 ENGESA
Imagem
EE-15
Imagem
AMX
Imagem
FRAGATAS NITERÓI
Imagem
CHARRUÁ/ MOTOPEÇAS
Imagem
FUZIL LAPA-FA
Imagem
AVIÃO BRASÍLIA
Imagem
OGUM
Imagem
TANQUE TAMOIO
Imagem
SINBADA
Imagem
MONTADO SOBRE CHARRUÁ
Imagem
EM LANCHA DA MB
Imagem


Voltar ao topo
 
 Título: Re: COMO SERIA A EVOLUÇÃO DOS SEGUINTES EQUIPAMENTOS NACIONA
MensagemEnviado: Ter Nov 25, 2014 8:32 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Nov 10, 2011 8:18 am
Mensagens: 2298
O sistema de AAA com o MAA-1 até que foi interessante naquela época. Acho que o país perdeu a oportunidade de aperfeiçoar a ideia, uma vez que somos totalmente indefesos nesta área.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: COMO SERIA A EVOLUÇÃO DOS SEGUINTES EQUIPAMENTOS NACIONA
MensagemEnviado: Qui Nov 27, 2014 3:40 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Fev 18, 2010 6:44 pm
Mensagens: 958
A evolução desse EE-15, já conhecemos ; e com excelentes exportações mundo á fora.
Parabéns Agrale/Ctex !!!
EE-15
Imagem
EVOLUÇÃO MARRUÁ
Imagem


Voltar ao topo
 
 Título: Re: COMO SERIA A EVOLUÇÃO DOS SEGUINTES EQUIPAMENTOS NACIONA
MensagemEnviado: Sáb Nov 29, 2014 11:55 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Nov 29, 2007 9:11 pm
Mensagens: 9903
Localização: Caxias do Sul - RS
Senhores...

Estamos com a mente ainda na guerra da Coréia.... pensando em jipes, caminhões, e outros hardware's....

Vejam, nesta matéria cujo link esta abaixo, o nível em se pensa defesa nos USA.

http://www.defesanet.com.br/tecnologia/ ... -inovacao/

Depois me digam se ainda não estamos na idade citada mais acima.

SDs.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: COMO SERIA A EVOLUÇÃO DOS SEGUINTES EQUIPAMENTOS NACIONA
MensagemEnviado: Sáb Nov 29, 2014 2:42 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Fev 18, 2010 6:44 pm
Mensagens: 958
Citação:
Senhores...

Estamos com a mente ainda na guerra da Coréia.... pensando em jipes, caminhões, e outros hardware's....

Vejam, nesta matéria cujo link esta abaixo, o nível em se pensa defesa nos USA.

http://www.defesanet.com.br/tecnologia/ ... -inovacao/

Depois me digam se ainda não estamos na idade citada mais acima.

SDs.

Mas para chegarmos há esse ponto, temos que começar á evolução dos conhecimentos que já possuímos.
Ao invés de ficarmos " MONTANDO" equipamentos estrangeiros; e se hoje os E.U.A chegaram a esse ponto , é porque fizeram e muito bem o " dever de casa"; coisa que até hoje não aprendemos a fazer .
E se não aprendemos o quanto antes possível, quando essas maquinas estudadas pelos americanos estiverem funcionais , nos , mais uma vez; estaremos pagando altas fortunas para " montar " localmente essa tecnologia.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: COMO SERIA A EVOLUÇÃO DOS SEGUINTES EQUIPAMENTOS NACIONA
MensagemEnviado: Sáb Nov 29, 2014 3:52 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Nov 29, 2007 9:11 pm
Mensagens: 9903
Localização: Caxias do Sul - RS
foxtrot escreveu:
Citação:
Senhores...

Estamos com a mente ainda na guerra da Coréia.... pensando em jipes, caminhões, e outros hardware's....

Vejam, nesta matéria cujo link esta abaixo, o nível em se pensa defesa nos USA.

http://www.defesanet.com.br/tecnologia/ ... -inovacao/

Depois me digam se ainda não estamos na idade citada mais acima.

SDs.

Mas para chegarmos há esse ponto, temos que começar á evolução dos conhecimentos que já possuímos.
Ao invés de ficarmos " MONTANDO" equipamentos estrangeiros; e se hoje os E.U.A chegaram a esse ponto , é porque fizeram e muito bem o " dever de casa"; coisa que até hoje não aprendemos a fazer .
E se não aprendemos o quanto antes possível, quando essas maquinas estudadas pelos americanos estiverem funcionais , nos , mais uma vez; estaremos pagando altas fortunas para " montar " localmente essa tecnologia.


Engano seu. Já aprendemos no passado.... apenas não demos continuidade.

Quem garante que daremos agora ?? Quem garante que as tecnologias que estamos "aprendendo" (ou re-apreendendo) a custo de muitos bilhões será a impulsionadora para novos conhecimentos no futuro ??

Eu já vi este filme antes...e no final nos morremos.

O futuro é do conhecimento, do estudo, do uso do cérebro, como bem diz a matéria que eu citei.

Sds.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: COMO SERIA A EVOLUÇÃO DOS SEGUINTES EQUIPAMENTOS NACIONA
MensagemEnviado: Sáb Nov 29, 2014 6:23 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
Continuidade é tudo, o problema é que, em alguns casos, a tentação do "pragmatismo" atrapalha. O que falta é foco e continuidade, estamos aprendendo que isto é bom seja no setor da industria de defesa, seja nas questões econômicas e estruturais. Acontece é que queremos pra ontem devidos os anos perdidos e ai não tem jeito, o negócio é saber focar do que quer em cada empreitada de desenvolvimento autóctone, ou seja, existem equipamentos que não tem jeito, temos é que comprar de prateleira mesmo (buscando, sempre, o ganho de algum conhecimento sobre) equipamentos e armamentos, bem mais sensíveis tecnologicamente o qual não temos conhecimento para fazer em casa, ou mesmo qualquer escala pra isso. E buscar sempre desenvolver e aprimorar o que temos e podemos fazer, que já tenhamos alguma massa crítica e mercado certo (isto é importante para determinarmos que tipo de equipamentos podemos nacionalizar, sem querer reinventar a roda).

Perseverança e foco, estas são as palavras certas.

Até mais!!! ;)


Voltar ao topo
 
 Título: Re: COMO SERIA A EVOLUÇÃO DOS SEGUINTES EQUIPAMENTOS NACIONA
MensagemEnviado: Qui Dez 11, 2014 1:06 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Fev 18, 2010 6:44 pm
Mensagens: 958
XAVANTES
Imagem
SUBMARINO TUPI
Imagem
SLDM
Imagem


Voltar ao topo
 
 Título: Re: COMO SERIA A EVOLUÇÃO DOS SEGUINTES EQUIPAMENTOS NACIONA
MensagemEnviado: Qui Dez 11, 2014 3:28 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
Uma correção, os "Xavantes" de cima são, na verdade, Impalas ex-sul'africanos.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: COMO SERIA A EVOLUÇÃO DOS SEGUINTES EQUIPAMENTOS NACIONA
MensagemEnviado: Qui Dez 11, 2014 11:40 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Visitar website do usuário  Perfil

Registrado em: Ter Nov 06, 2007 6:50 pm
Mensagens: 4256
Localização: Brasil, RJ
Wellington Góes escreveu:
Uma correção, os "Xavantes" de cima são, na verdade, Impalas ex-sul'africanos.


Aliás, os Xavantes evoluíram - na Itália, onde foram produzidos os MB339, sucessores do MB226GB, os nossos Xavantes.
De certa forma, o Xavante é o avô do M346.

Atenciosamente,

_________________
::Robson Rocha
http://www.comunicarteei.blogspot.com


Voltar ao topo
 
 Título: Re: COMO SERIA A EVOLUÇÃO DOS SEGUINTES EQUIPAMENTOS NACIONA
MensagemEnviado: Sex Dez 12, 2014 11:53 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Nov 29, 2007 9:11 pm
Mensagens: 9903
Localização: Caxias do Sul - RS
Como será o futuro dos armamentos nacionais eu não sei.... mas acho que em pouquíssimo tempo tudo será sucata.

O que me refiro é isto... a um custo de APENAS Us$ 0.59 (cinquenta e nove centavos de dólar) e sem vc ter um enorme paiol a bordo cheio de mísseis ou projeteis que custam milhões de dólares.

US NAVY DECLARA CANHÃO LASER PRONTO PARA PROTEGER NAVIOS NO GOLFO PÉRSICO
Armamento de energia direcionada a bordo da base flutuante USS Ponce já abateu com sucesso alvos de várias velocidades e tamanhos. Marinha dos EUA agora busca desenvolver canhões mais potentes

Imagem

Por Kris Osborn – texto do Military.com

Tradução, adaptação e edição – Nicholle Murmel


O canhão laser com 30 kilowatts de potência embarcado no USS Ponce está sendo usado em contextos de operações pela tripulação no Golfo Pérsico – trata-se da primeira vez que uma arma de energia direcionada é empregada em operações navais. “Testamos [o laser] no laboratório e operacionalmente no mar. Agora não precisamos mais testar. Ele é operacional”, declarou o contra-almirante Matthew L. Klunder, chefe de pesquisas do Office of Naval Research. “[O laser] é usado todos os dias”, completa.

Se uma embarcação de ataque de porte pequeno ou grande, um míssil ou aeronave ameaçar a base flutuante, a tripulação pode destruir o alvo em segundos com o canhão de energia direcionada. “se tivéssemos que defender o navio hoje, o canhão destruiria qualquer ameaça que se aproximasse, temos as normas de engajamento (ROE ou rules of engajament) para tal”, explica o contra-almirante Klunder.

O chamado Navy's Laser Weapon System, ou LaWS, usa o calor gerado pela energia direcionada para destruir alvos velozes, lentos ou fixos. O armamento conseguiu incinerar drones e outros alvos em testes de fogo, e agora é considerado operacional a bordo do navio de assalto anfíbio (LPD) convertido em base flutuante. Segundo o almirante Klunder, o canhão foi projetado para destruir alvos a um custo de 59 centavos de dólar por disparo – valor muito menor do que as centenas de milhões necessários para disparar mísses interceptadores como o Standard Missile-2.

Os tripulantes do Ponce realizam exercícios com alvos diariamente. “Os tripulantes aprenderam a lidar com várias possíveis alvos que podem encontrar em termos de velocidade e tamanho”, diz o almirante. Os militares e engenheiros também descobriram usos inesperados para o laser como coleta de inteligência, reconhecimento e vigilância – o telescópio de longo alcance que compõe o canhão permite buscar e rastrear alvos. “Conseguimos identificar coisas a longas distâncias e em alta definição. O telescópio com grande abertura nos permite alcance e aumento das imagens”, explica Klunder.

Autoridades da Marinha americana afirmam que o sistema LaWS é bem integrado ao radar e aos sistemas de armas do Ponce, como o sistema de defesa de ponto (CIWS), projetado para lançar interceptadores menores contra fogo inimigo. “Até o momento, [o laser] superou as expectativas. Ele foi ao mar em setembro e é operacional desde então. Integrou-se bem aos sistemas de navegação, radar e CIWS. Colocamos o armamento em um teatro de operações exigente.”, diz o contra-almirante Bryant Fuller, vice-chefe da divisão de projetos navais, integrão e engenharia naval do Naval Sea Systems Command.

Além de proporcionar outros níveis de precisão e velocidade no combate naval, autoridades da US Navy argumentam ainda que o laser também é mais seguro para as tripulações, já que o armamento não depende dos propelentes e da pólvora tradicionais que os navios precisam armazenar. Energia direcionada precisa apenas de eletricidade e pode ser disparada enquanto houver fonte.

O contra-almirante Klunder diz que o sistema laser é durável e opera bem em várias condições meteorológicas. Ele citou que o LaWS funcionou excepcionalmente bem após uma tempestade de poeira na região do Golfo. Além de analisar os dados da performance do armamento, autoridades da US Navy também trabalham em uma próxima geração de lasers muito mais potentes, em torno de 100 a 150 kilowatts, que estariam disponíveis em 2016 ou 2017.

Apesar de as especificações técnicas desses futuros canhões ainda estares sedo definidas, a Marinha está confiante de que as armas serão disponibilizadas para uma variedade ampla de navios, incluíndo contratorpedeiros, cruzadores e navios de combate litorâneo (LCS), entre outros. “Fizemos trabalho de análise e sabemos em quais navios o sistema pode ser embarcado. Francamente, são vários na frota. Estamos conversando acerca de em quais deles queremos implementar [os lasers] no futuro, especialmente os navios que suportariam bem os canhões de 100 a 150 kilowatts. São esses que buscamos para uso mais amplo”, diz Klunder.

Fonte: Military.com Via DefesaNet.


Sds.


Voltar ao topo
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ Array ] 

Todos os horários são


Quem está online


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Ir para:  
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group  
Design By Poker Bandits  
Traduzido por: Suporte phpBB Brasil