Forum Base Militar Web Magazine

Bem-vindo: Dom Nov 17, 2019 3:01 pm

Todos os horários são




Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página 1, 2, 3, 4, 5 ... 24  Próximo
Autor Mensagem
 Título: MÍSSEIS de Nossos Vetores
MensagemEnviado: Qua Jan 07, 2009 11:05 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Out 01, 2008 6:53 pm
Mensagens: 1837
Localização: Florida
Resolvi abrir este tópico pra concentrar nos mísseis que irão equipar nossos futuros vetores, eu não encontrei o topico que já existia antes sobre este mesmo tema (se a moderação preferir pode transferir esta mensagem pra lá).

E pra começar, gostaria de saber se alguém sabe se os A-4 modernizados iriam poder lançar os mísseis Penguins.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MÍSSEIS de Nossos Vetores
MensagemEnviado: Qui Jan 08, 2009 7:58 am 
Offline
Avançado
Avançado
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Sex Out 24, 2008 8:42 am
Mensagens: 594
Quanto aos A-4, não há ainda nenhuma definição sobre MAS para o avião. A MB está realizando um amplo estudo sobre os MSS e MAS a serem adotados para todos os seus meios. A compra de 8 Penguins foi para iniciar a capacitação das tripulações dos S-70B e manter alguma capacidade de dissuasão. Não necessariamente será esse o míssil definitivo, mas, como a aeronave já vem compatível com ele de fábrica, a necessidade falou mais alto. Um outro míssil demandará tempo e dinheiro para a efetivação.
O ideal será algo que atenda aos S-70B, A-4 e Super Lynx.
Um abraço


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MÍSSEIS de Nossos Vetores
MensagemEnviado: Qui Jan 08, 2009 9:20 am 
Offline
Avançado
Avançado
 Perfil

Registrado em: Qui Mar 06, 2008 11:19 am
Mensagens: 450
Lynx,

Você acredita que a MB teria condições técnicas e financeiras de integrar um MAS para 3 vetores diferentes? Eu penso que seria possível adquirir um míssil já integrado a um deles - Penguin e S-70, por exemplo - mesmo assim ainda faltaria a integração com os outros dois. Será que a MB teria know-how para fazer isto?

Me parece que há um desencontro de informações/boatos sobre a questão de mísseis nas MB. Ora se fala a aquisição do Harpoon, ora se fala em uma versão MAS do Exocet Block II nacionalizado (MAN-1) e agora temos o Penguin. Parece um balaio de gatos. A MB já está com 3 mísseis Ar-Superfície (Exocet AM-39, Sea Skua e Penguin).

Penso que teríamos que ficar com apenas 1 e no máximo dois modelos AS. Sendo que no caso de ficarmos com dois, um deles teria que ser necessariamente o mesmo empregado no navios MSS - Exocet ou Harpoon.

Leo

PS:Enquanto isto a "podersosa" FAB não sabe o que é uma bomba guiada.


Lynx 09 escreveu:
Quanto aos A-4, não há ainda nenhuma definição sobre MAS para o avião. A MB está realizando um amplo estudo sobre os MSS e MAS a serem adotados para todos os seus meios. A compra de 8 Penguins foi para iniciar a capacitação das tripulações dos S-70B e manter alguma capacidade de dissuasão. Não necessariamente será esse o míssil definitivo, mas, como a aeronave já vem compatível com ele de fábrica, a necessidade falou mais alto. Um outro míssil demandará tempo e dinheiro para a efetivação.
O ideal será algo que atenda aos S-70B, A-4 e Super Lynx.
Um abraço


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MÍSSEIS de Nossos Vetores
MensagemEnviado: Qui Jan 08, 2009 11:09 am 
Offline
Avançado
Avançado
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Sex Out 24, 2008 8:42 am
Mensagens: 594
A MB não faz a integração desses armamentos. Isso deverá ser contratado ao fabricante do míssil, que se encarregará de desenvolver essa capacidade junto ao fabricante da aeronave. No caso do A-4, será a Embraer, encarregada da modernização. No caso dos helicópteros, certamente será adquirido um míssil já homologado para eles.

Tudo o que se lê na mídia e na web sobre os futuros mísseis da MB são total especulação. De concreto só existe o fato de que a família Exocet Block 1 e o Sea Skua são pacientes terminais, já que não são mais fabricados.

Não sei se é interessante possuir só um tipo de míssil padrão, com versões MAS e MSS. Acho sim interessante que um mesmo míssil possa ser usado por três modelos de aeronaves, mas espero que esse míssil seja adicional ao Penguim. Como ele é infravermelho e o EC-725 receberá um míssil da família AM-39, de guiagem radar ativo, vejo uma complementaridade interessante entre os dois. Duvido que o MSS não seja o MM-40 Block 2 ou 3. Mas é só palpite.

Tudo indica que teremos Harpoon na FAB. É esperar para ver.

MAN-!? Para muuuuuito longo prazo. A MB não pode esperar por ele.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MÍSSEIS de Nossos Vetores
MensagemEnviado: Qui Jan 08, 2009 12:24 pm 
Offline
Intermediário
Intermediário
 Perfil

Registrado em: Sáb Ago 16, 2008 4:15 pm
Mensagens: 237
Não sei se foi lembrado, mas consta que o Super Lynx estaria homologado para operar o Penguin. De fato, dentre os usuários de ambos estão a Noruega (força áerea e guarda-costeira) e a Coréia do Sul (marinha). O SH-60 estaria homologado para operação do Harpoon, embora eu não tenha identificado nenhum usuário desta combinação, inclusive os EUA, que se limitam a empregá-lo com os Penguin e, eplo menos quanto às versões mais antigas, para o OTHT do Harpoon, se necessário.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MÍSSEIS de Nossos Vetores
MensagemEnviado: Qui Jan 08, 2009 12:46 pm 
Offline
Avançado
Avançado
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Sex Out 24, 2008 8:42 am
Mensagens: 594
Cesar
Foram feitos testes para verificação de parâmetros de vôo de um Lynx da FA da Noruega com o Penguim, mas não passou disso. O míssil não é compatível com o Lynx, apesar das fotos que circulam na web.
Que eu saiba, o Sea Hawk também não é compatível com o Harpoon, pois esse é muito grande e pesado para a aeronave. Por isso os EUA procuraram o Penguim.
Uma aeronave não precisa ser homologada para fazer OTHT para um determinado míssil. O P-95 da FAB, por exemplo, o faz para os MM-40 da MB. Essa operação consta apenas de envio de marcações e distâncias do alvo ao navio lançador que insere esses dados no sistema de guiagem do míssil antes do lançamento. Assim o navio não se expõe. Existem 4 métodos para sua realização, mas isso é detalhe.
Já a "direção intermediária" exige que o radar da aeronave redirecione um míssil, já lançado por um navio, por meio de informações de seu radar. Para isso, radar da aeronave e míssil precisam ser compatíveis, já que a cabeça de guiagem do míssil receberá sinais diretamente do radar da aeronave. É o caso dos Agusta-Bell 212 com os MSS Otomat.
Um abraço


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MÍSSEIS de Nossos Vetores
MensagemEnviado: Qui Jan 08, 2009 5:17 pm 
Offline
Novato
Novato
 Perfil

Registrado em: Qui Dez 11, 2008 10:29 pm
Mensagens: 7
leofonte,

O Super Lynx é um heli leve e não pode carregar mísseis pesados como o Exocet, por isso ele recebeu o Sea Skua, mas o Sea Skua é de guiagem semi-ativa, o que expõe demais a aeronave. O Penguin é um missil de guiagem IR e virá para complementar o Sea Skua. Entenda que estes dois irão se complementar, não existe este balaio de gato que você se referiu. Quanto ao MAN, ele está de vento em polpa!!

Sds,


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MÍSSEIS de Nossos Vetores
MensagemEnviado: Qui Jan 08, 2009 7:45 pm 
Offline
Avançado
Avançado
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Sex Out 24, 2008 8:42 am
Mensagens: 594
tykuna escreveu:
leofonte,

O Super Lynx é um heli leve e não pode carregar mísseis pesados como o Exocet, por isso ele recebeu o Sea Skua, mas o Sea Skua é de guiagem semi-ativa, o que expõe demais a aeronave. O Penguin é um missil de guiagem IR e virá para complementar o Sea Skua. Entenda que estes dois irão se complementar, não existe este balaio de gato que você se referiu. Quanto ao MAN, ele está de vento em polpa!!

Sds,

É possível que quando o Penguin for operacional nos S-70B da MB os Sea Skua já tenham sido abandonados, pois sua linha de produção já se encerrou. Só se a MB conseguir uma revitalização ou alguns dos estoques da Royal Navy. A MB procura um substituto para ele.
O que você sabe sobre o MAN-1? Em que etapa de desenvolvimento se encontra? Vai ter versões MAS e MSS?
Um abraço


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MÍSSEIS de Nossos Vetores
MensagemEnviado: Dom Jan 11, 2009 3:05 pm 
leofonte escreveu:
Lynx,

Você acredita que a MB teria condições técnicas e financeiras de integrar um MAS para 3 vetores diferentes? Eu penso que seria possível adquirir um míssil já integrado a um deles - Penguin e S-70, por exemplo - mesmo assim ainda faltaria a integração com os outros dois. Será que a MB teria know-how para fazer isto?

Me parece que há um desencontro de informações/boatos sobre a questão de mísseis nas MB. Ora se fala a aquisição do Harpoon, ora se fala em uma versão MAS do Exocet Block II nacionalizado (MAN-1) e agora temos o Penguin. Parece um balaio de gatos. A MB já está com 3 mísseis Ar-Superfície (Exocet AM-39, Sea Skua e Penguin).

Penso que teríamos que ficar com apenas 1 e no máximo dois modelos AS. Sendo que no caso de ficarmos com dois, um deles teria que ser necessariamente o mesmo empregado no navios MSS - Exocet ou Harpoon.

Leo

PS:Enquanto isto a "podersosa" FAB não sabe o que é uma bomba guiada.

Lynx 09 escreveu:
Quanto aos A-4, não há ainda nenhuma definição sobre MAS para o avião. A MB está realizando um amplo estudo sobre os MSS e MAS a serem adotados para todos os seus meios. A compra de 8 Penguins foi para iniciar a capacitação das tripulações dos S-70B e manter alguma capacidade de dissuasão. Não necessariamente será esse o míssil definitivo, mas, como a aeronave já vem compatível com ele de fábrica, a necessidade falou mais alto. Um outro míssil demandará tempo e dinheiro para a efetivação.
O ideal será algo que atenda aos S-70B, A-4 e Super Lynx.
Um abraço


Por incrivel que pareça para você, ela já sabe o que é uma bomba gjuiada e para o seu saber já fez 06 disparos reais em stand de tiro.

Grande abraço


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MÍSSEIS de Nossos Vetores
MensagemEnviado: Dom Jan 11, 2009 4:49 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Ter Abr 29, 2008 8:14 pm
Mensagens: 3387
Localização: Rio
Juarez,

qual é a bomba guiada da FAB? Lizzard?

Essa é a que está integrada ao F-5M? Será integrada também ao A-1M, imagino. Mas os AMX mesmo antes da modernização não podem usar armas inteligentes?

Como vê, eu não tenho informação nenhuma sobre esse assunto. Se puder me elucidar de forma ampla, acredito que será bom para outros usuários também.

grande abraço,

_________________
S T E E N

-- http://www.peremptorio.com.br --


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MÍSSEIS de Nossos Vetores
MensagemEnviado: Dom Jan 11, 2009 4:58 pm 
Offline
Avançado
Avançado
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Dom Mar 11, 2007 2:58 am
Mensagens: 397
Localização: Rio de Janeiro - Brazil
Juarez Castro escreveu:
leofonte escreveu:
Lynx,

Você acredita que a MB teria condições técnicas e financeiras de integrar um MAS para 3 vetores diferentes? Eu penso que seria possível adquirir um míssil já integrado a um deles - Penguin e S-70, por exemplo - mesmo assim ainda faltaria a integração com os outros dois. Será que a MB teria know-how para fazer isto?

Me parece que há um desencontro de informações/boatos sobre a questão de mísseis nas MB. Ora se fala a aquisição do Harpoon, ora se fala em uma versão MAS do Exocet Block II nacionalizado (MAN-1) e agora temos o Penguin. Parece um balaio de gatos. A MB já está com 3 mísseis Ar-Superfície (Exocet AM-39, Sea Skua e Penguin).

Penso que teríamos que ficar com apenas 1 e no máximo dois modelos AS. Sendo que no caso de ficarmos com dois, um deles teria que ser necessariamente o mesmo empregado no navios MSS - Exocet ou Harpoon.

Leo

PS:Enquanto isto a "podersosa" FAB não sabe o que é uma bomba guiada.

Lynx 09 escreveu:
Quanto aos A-4, não há ainda nenhuma definição sobre MAS para o avião. A MB está realizando um amplo estudo sobre os MSS e MAS a serem adotados para todos os seus meios. A compra de 8 Penguins foi para iniciar a capacitação das tripulações dos S-70B e manter alguma capacidade de dissuasão. Não necessariamente será esse o míssil definitivo, mas, como a aeronave já vem compatível com ele de fábrica, a necessidade falou mais alto. Um outro míssil demandará tempo e dinheiro para a efetivação.
O ideal será algo que atenda aos S-70B, A-4 e Super Lynx.
Um abraço


Por incrivel que pareça para você, ela já sabe o que é uma bomba gjuiada e para o seu saber já fez 06 disparos reais em stand de tiro.

Grande abraço


Saudações.


O senhor poderia informar o índice de acertos destes 6 disparos?

Grato

_________________
Saudações imperiais

PII


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MÍSSEIS de Nossos Vetores
MensagemEnviado: Dom Jan 11, 2009 5:14 pm 
Steen escreveu:
Juarez,

qual é a bomba guiada da FAB? Lizzard?
Citação:



É uma delas[/

b]Essa é a que está integrada ao F-5M? [code][/code]

[b]É uma delas.


Será integrada também ao A-1M, imagino. Mas os AMX mesmo antes da modernização não podem usar armas inteligentes?

Podem transportar, não podem ainda designar, isto será feito após a modernização e a integração do POD.

Como vê, eu não tenho informação nenhuma sobre esse assunto. Se puder me elucidar de forma ampla, acredito que será bom para outros usuários também.

E você observa que sempre que possível estamos aqui para informar e não para criar balões de ensaio.

grande abraço,


Grande abraço


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MÍSSEIS de Nossos Vetores
MensagemEnviado: Dom Jan 11, 2009 5:16 pm 
senhor poderia informar o índice de acertos destes 6 disparos?

Grato[/quote]

Foi muito bom :wink:

Grande abraço


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MÍSSEIS de Nossos Vetores
MensagemEnviado: Dom Jan 11, 2009 5:28 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Ter Abr 29, 2008 8:14 pm
Mensagens: 3387
Localização: Rio
Juarez Castro escreveu:
Steen escreveu:
Juarez,

qual é a bomba guiada da FAB? Lizzard?
Citação:



É uma delas[/

b]Essa é a que está integrada ao F-5M? [code][/code]

[b]É uma delas.


Será integrada também ao A-1M, imagino. Mas os AMX mesmo antes da modernização não podem usar armas inteligentes?

Podem transportar, não podem ainda designar, isto será feito após a modernização e a integração do POD.

Como vê, eu não tenho informação nenhuma sobre esse assunto. Se puder me elucidar de forma ampla, acredito que será bom para outros usuários também.

E você observa que sempre que possível estamos aqui para informar e não para criar balões de ensaio.

grande abraço,


Grande abraço


Obrigado pelas informações (é claro que se você puder falar quais outras além da Lizzard, eu agradeço ainda mais).

Sobre a iluminação de alvos para as bombas, existe alguma integração com o EB ou CFN para o uso de designadores portáteis?

_________________
S T E E N

-- http://www.peremptorio.com.br --


Voltar ao topo
 
 Título: Re: MÍSSEIS de Nossos Vetores
MensagemEnviado: Dom Jan 11, 2009 5:34 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Visitar website do usuário  Perfil

Registrado em: Ter Nov 06, 2007 6:50 pm
Mensagens: 4256
Localização: Brasil, RJ
Juarez Castro escreveu:
Steen escreveu:
Juarez,

qual é a bomba guiada da FAB? Lizzard?
Citação:



É uma delas[/

b]Essa é a que está integrada ao F-5M? [code][/code]

[b]É uma delas.


Será integrada também ao A-1M, imagino. Mas os AMX mesmo antes da modernização não podem usar armas inteligentes?

Podem transportar, não podem ainda designar, isto será feito após a modernização e a integração do POD.

Como vê, eu não tenho informação nenhuma sobre esse assunto. Se puder me elucidar de forma ampla, acredito que será bom para outros usuários também.

E você observa que sempre que possível estamos aqui para informar e não para criar balões de ensaio.

grande abraço,


Grande abraço


Prezado Juarez, tenho um PDF já meio antigo do COPAC sobre os programas de of-sets da FAB e no tópico sobre o F-5BR citam bombas inteligentes:

PROJETO F-5BR
Outras atividades de compensação previstas no Acordo (continuação):
Capacitação industrial para a fabricação de aviônicos
Guiagem por laser para foguetes 70mm
Kit de Guiagem por INS/GPS para bombas
“know-how” e capacitação em “Data Link” (nível básico e
avançado)
Apoio de marketing (custo de apoio e resultado na venda)

Possíveis Beneficiários:
Aeroeletrônica (Porto Alegre)
EMBRAER
Centro Técnico Aeroespacial
Fundação ATECH

O PDF não explica se este off-set é uma doação de algumas unidades ou o repasse da tecnologia (o que acho mais difícil). Você tem alguma infomarção a este respeito?
O texto também cita "Guiagem por laser para foguetes 70mm". Você sabe do que se trata?

Atenciosamente,

_________________
::Robson Rocha
http://www.comunicarteei.blogspot.com


Voltar ao topo
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página 1, 2, 3, 4, 5 ... 24  Próximo

Todos os horários são


Quem está online


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Ir para:  
cron
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group  
Design By Poker Bandits  
Traduzido por: Suporte phpBB Brasil