Forum Base Militar Web Magazine

Bem-vindo: Seg Nov 11, 2019 4:48 pm

Todos os horários são




Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1 ... 34, 35, 36, 37, 38, 39, 40  Próximo
Autor Mensagem
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Qua Out 09, 2013 3:37 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Ter Dez 23, 2008 8:35 pm
Mensagens: 2421
Continuando....

A India foi um exemplo que deve ser considerado para não seguir.

O Tejas foi um projeto para ser 100% nacional e sofreu os atrasos em virtude disto.

Ou seja, muito ambicioso e definitivamente não era um projeto de mercado, era um projeto de desenvolvimento de tecnologia, custe o que custar....Custou caro e não tinha como ser diferente...de radar a radio e inclusive turbinas, o que atrasar arrasta a morosidade para todo o projeto.

De minha parte, defendo como um projeto de mercado. Para que vou desenvolver uma turbina nacional agora? um radar AESA agora se sei que faltam ainda umas 3 gerações para o SCP-01 chegar lá? pega de um fornecedor realmente parceiro, bom e de ponta na mediana....o projeto é para um LOW então lógico, não deve ter custos de um F-22...

FBW....para que? para travar mercado e encarecer? não seria melhor neste nicho caso se desejado desenvolver a manobrabilidade partir para TVC ou um vetoramento até mais simples? O Harrier não era assim qguardada as devidas proporções? Deixa o FBW de lado para viabilizar o plug and play de qualquer cliente e fornecedor...

Turbina? usa uma europeia, Russa ou Chinesa...chinesa sim porque não? aloca umas duas opções de escolha...ele não será um caça pesado...e mesmo continuando na mediana das modernas turbinas não seria impossivel desenvolver uma aerodinamica que possibilite o supercruzeiro...

O essencial e realmente de valor seria:
Monoturbina com PC;
perfil discreto ou semi-discreto;
baias internas;
Supercruzeiro;
capacidade STOL;


O resto recheia com as gerações mais maturadas em lançamento da eletronica....é LOW....se for rechear com eletronicos hiper ultra poderosos ainda na imaginação ficará caro e daí cai no projeto errado...não é caça pesado de superioridade aerea....é para uma caça tatico mesmo....

Dá para fazer sozinho, com fornecedores tradicionais e de quebra, pode até atrair algum outro país que queira compartilhar...quem sabe, até vender e exportar....porque não?


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Qua Out 09, 2013 6:07 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Nov 29, 2007 9:11 pm
Mensagens: 9903
Localização: Caxias do Sul - RS
carvalho2008 escreveu:
Que seja....

Mas acredito que conseguiriamos chegar a um 4,5 geração....simples sim...mas prático...um bom recheio de peças externas sim, mas e daí? qualquer outro o terá ou teria em percentual maior ainda....

Então, por que não....?


O AMX não foi um erro....erro foi não termina-lo e dar o passo adiante...

Não tem magica, o passo que negamos dar no passado terá de ser dado no futuro....não tem como pular de serie na escola...

Um 4,5 geração pé duro, porém eficiente e com a vantagem de moderno com relação a tudo que está aí....

Existe este ponto de inflexão no mercado que pode ser uma boa....

Projetos como FC-17, Tejas, T-50 Golden Eagle, Gripen (Inclusive NG), possuem um design ainda antigo e tradicional...tanto que sinceramente os recheios são quase iguais ( menos o NG que é robusto nisto) e não consigo ver o que de fato existe de superioridade aerea de um sobre o outro.

Ao mesmo tempo, percebe-se até um reverso de versões LIFts dos mesmos....

Então, uma aerodinamica nova stealth ou semi-stealth, baias internas ou conformais, mais eventuais lançamentos de radares e sensores que já estejam nas pranchetas para os proximos 10 anos, já estaria bom demais...não é um projeto para ser "A PONTA" , mas apenas estar "NA PONTA" do mercado quando lançado...

Coisa de mercado....quem botou grana a menos de 10 anos em projetos, tais como o Tejas, gripen, JF-17, T-50, MIG-35, Rafale....não irá bancar outro projeto para os proximos 10 anos....

Chegamos nesta lacuna com esta vantagem e quando produzirem os respectivos substitutos, teremos no minimo mais 5 anos...

É quase uma janela de 15 anos....

Sabemos que para isto somente projetaram modelos de hi performance como o PAK FA, F-22, F-35, J-31 etc....nada nesta janela de nicho de que estou falando...



Concordo plenamente no quesito design..... tudo o que está aí é mesmo muito parecido.

Novos projetos (há vários) mas também tudo igual.... o KFX coreano, o tal FX turco, J-31 chinês até mesmo aquele fake iraniano...etc...todos se parecem muito.

Eu sinceramente gostaria de ver algo diferente.... um design além disto...se é que isto é possível enquanto se observar a máxima de um motor a reação recheado por uma carcaça que leva certo peso em combustível, armamento, aviônicos e um ser humano.

Mesmo o design do UCAV X-47B já algo conhecido..... acho que surpreenderia muito o mercado um avião com um design totalmente diferente disto tudo.

Quanto ao resto... nos falta muito.... mas muito mesmo.... para se ter um pé-de-boi, mesmo de 4,5g.

Isto sem falar (novamente insisto) no custo e no risco disto tudo.... não é a toa que Coréia do Sul e Turquia querem dividi-los com algum outro país.

Sds.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Sáb Dez 14, 2013 12:33 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Visitar website do usuário  Perfil

Registrado em: Ter Nov 06, 2007 6:50 pm
Mensagens: 4256
Localização: Brasil, RJ
carvalho2008 escreveu:

O essencial e realmente de valor seria:
Monoturbina com PC;
perfil discreto ou semi-discreto;
baias internas;
Supercruzeiro;
capacidade STOL;


O resto recheia com as gerações mais maturadas em lançamento da eletronica....é LOW....se for rechear com eletronicos hiper ultra poderosos ainda na imaginação ficará caro e daí cai no projeto errado...não é caça pesado de superioridade aerea....é para uma caça tatico mesmo....

Dá para fazer sozinho, com fornecedores tradicionais e de quebra, pode até atrair algum outro país que queira compartilhar...quem sabe, até vender e exportar....porque não?


Acho que os russos ouviram você...

Citação:

13 de dezembro de 2013
Rússia vai desenvolver um caça leve

Imagem

Moscou, 11 de dezembro – a Rússia deverá começar logo o desenvolvimento de um avançado caça a jato leve para complementar o caça de quinta geração T-50 pesado, disse um alto oficial do governo na quarta-feira.

Espera-se que a nova aeronave seja mais barata de produzir e fácil de manter, mas que também possuirá capacidade de combate e performance comparável aos caças mais pesados.

“O desenvolvimento do novo caça leve foi incluído no novo programa de aquisição de armas. Ele será criado”, disse que o Vice-Primeiro-Ministro Dmitry Rogozin, abordando a câmara baixa do Parlamento.

Rogozin, que supervisiona as indústrias de defesa e espaço, disse que os caças leves estão em maior demanda no exterior, em comparação com as aeronaves pesadas e avançadas, como os caças Su-30 e T-50 planejados.

A Rússia está atualmente desenvolvendo os caças T-50 multimissão pesados, também conhecidos como PAK-FA, que serão o núcleo da frota de caças russa. O T-50 deverá entrar em serviço com a Força Aérea da Rússia em 2016.

Rogozin, que primeiro expressou a ideia de desenvolver um segundo tipo de caça de quinta geração, em fevereiro de 2012, disse na quarta-feira que a Rússia sempre teve pelo menos dois tipos de caças táticos que, em geral, complementaram um ao outro. O exemplo mais recente é o par MiG-29/Su-27.

Rogozin não especificou qual dos dois principais designers de jatos de combate da Rússia – MiG ou Sukhoi – será responsável pelo desenvolvimento do futuro caça leve russo.

Link: http://www.aereo.jor.br/2013/12/13/russ ... caca-leve/


É isto que eu tenho em mente como um sucessor para os F-5 e A-1, independente de ser feito com russos, turcos ou suecos.

Atenciosamente,

_________________
::Robson Rocha
http://www.comunicarteei.blogspot.com


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Sáb Dez 14, 2013 1:57 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Dez 11, 2013 10:29 pm
Mensagens: 1885
Localização: Hell de Janeiro
Seria esse o projeto de aeronave de 5ª geração que os russos apresentaram proposta de participação ao Brasil?


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Sáb Dez 14, 2013 4:48 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Visitar website do usuário  Perfil

Registrado em: Ter Nov 06, 2007 6:50 pm
Mensagens: 4256
Localização: Brasil, RJ
Danzig escreveu:
Seria esse o projeto de aeronave de 5ª geração que os russos apresentaram proposta de participação ao Brasil?


Não sei dizer, mas seria uma opção mais lógica do que o T-50, visto ser um projeto a iniciar - o que aumenta a possibilidade de participação da Embraer e outras empresas nacionais - além de, em tese, ser uma opção economicamente mais acessível para compras em maior quantidade, o que seria o caso de um modelo que visa substituir 70% de nossa aviação de caça do que um pesado modelo biturbina.
Como o próprio Dmitry Pogozin afirmou, há um mercado externo maior para caças leves e poderia ser um modelo interessante para a Embraer exportar no mercado ocidental.

Atenciosamente,

_________________
::Robson Rocha
http://www.comunicarteei.blogspot.com


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Sáb Dez 14, 2013 5:38 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Dom Mar 20, 2011 5:35 pm
Mensagens: 1122
Robsonmkt escreveu:

Citação:

13 de dezembro de 2013
Rússia vai desenvolver um caça leve

Imagem

Moscou, 11 de dezembro – a Rússia deverá começar logo o desenvolvimento de um avançado caça a jato leve para complementar o caça de quinta geração T-50 pesado, disse um alto oficial do governo na quarta-feira.

Espera-se que a nova aeronave seja mais barata de produzir e fácil de manter, mas que também possuirá capacidade de combate e performance comparável aos caças mais pesados.

“O desenvolvimento do novo caça leve foi incluído no novo programa de aquisição de armas. Ele será criado”, disse que o Vice-Primeiro-Ministro Dmitry Rogozin, abordando a câmara baixa do Parlamento.

Rogozin, que supervisiona as indústrias de defesa e espaço, disse que os caças leves estão em maior demanda no exterior, em comparação com as aeronaves pesadas e avançadas, como os caças Su-30 e T-50 planejados.

A Rússia está atualmente desenvolvendo os caças T-50 multimissão pesados, também conhecidos como PAK-FA, que serão o núcleo da frota de caças russa. O T-50 deverá entrar em serviço com a Força Aérea da Rússia em 2016.

Rogozin, que primeiro expressou a ideia de desenvolver um segundo tipo de caça de quinta geração, em fevereiro de 2012, disse na quarta-feira que a Rússia sempre teve pelo menos dois tipos de caças táticos que, em geral, complementaram um ao outro. O exemplo mais recente é o par MiG-29/Su-27.

Rogozin não especificou qual dos dois principais designers de jatos de combate da Rússia – MiG ou Sukhoi – será responsável pelo desenvolvimento do futuro caça leve russo.

Link: http://www.aereo.jor.br/2013/12/13/russ ... caca-leve/


É isto que eu tenho em mente como um sucessor para os F-5 e A-1, independente de ser feito com russos, turcos ou suecos.

Atenciosamente,

Eu acho que vão passar esse aí pra MiG, uma vez que o MiG-AT falhou em conseguir incentivos, e não há nenhum projeto em desenvolvimento sob os cuidados do escritório de Mikoyan e Gurevich.

_________________
“Para saber quem domina o mundo, você deve saber qual grupo não se pode criticar” - Kevin Alfred Strom
"Somente os ingênuos ou ignorantes acham que o Brasil não possui inimigos" - Batman


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Sáb Dez 14, 2013 8:44 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Dez 11, 2013 10:29 pm
Mensagens: 1885
Localização: Hell de Janeiro
Robsonmkt escreveu:
Danzig escreveu:
Seria esse o projeto de aeronave de 5ª geração que os russos apresentaram proposta de participação ao Brasil?


Não sei dizer, mas seria uma opção mais lógica do que o T-50, visto ser um projeto a iniciar - o que aumenta a possibilidade de participação da Embraer e outras empresas nacionais - além de, em tese, ser uma opção economicamente mais acessível para compras em maior quantidade, o que seria o caso de um modelo que visa substituir 70% de nossa aviação de caça do que um pesado modelo biturbina.
Como o próprio Dmitry Pogozin afirmou, há um mercado externo maior para caças leves e poderia ser um modelo interessante para a Embraer exportar no mercado ocidental.

Atenciosamente,


Em todo caso o MD, a FAB e as empresas brasileiras do setor aeronáutico e de defesa deveriam observar com atenção a evolução do projeto. Mesmo que o Brasil não entre com maiores participações (até pelo fato de não dominarmos certas tecnologias) não seria de todo mal termos uns 25% ou 30% de participação no desenvolvimento e produção do mesmo. Uma versão com aviônica israelense, que poderia ser usada pela FAB, deverá despertar o interesse de outras nações sem o costume de usar materiais bélicos russos. E o envolvimento de uma Embraer pode minorar os temores com o pós-venda de Moscou.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Sáb Dez 14, 2013 11:01 pm 
Offline
Moderador
Moderador
Avatar do usuário
 Visitar website do usuário  Perfil

Registrado em: Dom Dez 31, 2006 12:17 pm
Mensagens: 4813
Localização: Rio de Janeiro, Brasil
Danzig escreveu:

Em todo caso o MD, a FAB e as empresas brasileiras do setor aeronáutico e de defesa deveriam observar com atenção a evolução do projeto. Mesmo que o Brasil não entre com maiores participações (até pelo fato de não dominarmos certas tecnologias) não seria de todo mal termos uns 25% ou 30% de participação no desenvolvimento e produção do mesmo. Uma versão com aviônica israelense, que poderia ser usada pela FAB, deverá despertar o interesse de outras nações sem o costume de usar materiais bélicos russos. E o envolvimento de uma Embraer pode minorar os temores com o pós-venda de Moscou.


Danzig, nestes dias o During do Defesanet chamou muito bem a atenção recentemente de que a dependência da Embraer do mercado civil americano é imensa! No seu comentário ele questiona abertamente sobre qual seria o verdadeiro grau de interesse que o F-X2 pode ter para a Embraer tendo esta exposição em mente. Concordo absolutamente com o ponto de vista dele, em gênero, número e grau! Sinceramente, acho que neste caso, a possibilidade da Embraer se envolver voluntariamente em um programa de caças de 5a geração não-americano é próximo de ZERO...

Assim, precisamos urgentemente de opções à gigante de São José dos Campos!

Comentários?

Hammer

_________________
There are 10 kinds of people in this world, those who understand binary, and those who don't.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Dom Dez 15, 2013 12:49 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Nov 29, 2007 9:11 pm
Mensagens: 9903
Localização: Caxias do Sul - RS
Hammer escreveu:
Danzig escreveu:

Em todo caso o MD, a FAB e as empresas brasileiras do setor aeronáutico e de defesa deveriam observar com atenção a evolução do projeto. Mesmo que o Brasil não entre com maiores participações (até pelo fato de não dominarmos certas tecnologias) não seria de todo mal termos uns 25% ou 30% de participação no desenvolvimento e produção do mesmo. Uma versão com aviônica israelense, que poderia ser usada pela FAB, deverá despertar o interesse de outras nações sem o costume de usar materiais bélicos russos. E o envolvimento de uma Embraer pode minorar os temores com o pós-venda de Moscou.


Danzig, nestes dias o During do Defesanet chamou muito bem a atenção recentemente de que a dependência da Embraer do mercado civil americano é imensa! No seu comentário ele questiona abertamente sobre qual seria o verdadeiro grau de interesse que o F-X2 pode ter para a Embraer tendo esta exposição em mente. Concordo absolutamente com o ponto de vista dele, em gênero, número e grau! Sinceramente, acho que neste caso, a possibilidade da Embraer se envolver voluntariamente em um programa de caças de 5a geração não-americano é próximo de ZERO...

Assim, precisamos urgentemente de opções à gigante de São José dos Campos!

Comentários?

Hammer



Hammer,

Neste caso, é uma interpretação minha, acho que o During se referia que o mercado norte-americano é muito importante para a EMB e que poderia ser uma espécie de compensação americana a escolha de um vetor local (americano).

Tenderia a ser mais uma carta no jogo.... mostrando que o comércio "aeronáutico" seria uma via de mão dupla !

Sds.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Dom Dez 15, 2013 1:17 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Dez 11, 2013 10:29 pm
Mensagens: 1885
Localização: Hell de Janeiro
Hammer escreveu:
Danzig escreveu:

Em todo caso o MD, a FAB e as empresas brasileiras do setor aeronáutico e de defesa deveriam observar com atenção a evolução do projeto. Mesmo que o Brasil não entre com maiores participações (até pelo fato de não dominarmos certas tecnologias) não seria de todo mal termos uns 25% ou 30% de participação no desenvolvimento e produção do mesmo. Uma versão com aviônica israelense, que poderia ser usada pela FAB, deverá despertar o interesse de outras nações sem o costume de usar materiais bélicos russos. E o envolvimento de uma Embraer pode minorar os temores com o pós-venda de Moscou.


Danzig, nestes dias o During do Defesanet chamou muito bem a atenção recentemente de que a dependência da Embraer do mercado civil americano é imensa! No seu comentário ele questiona abertamente sobre qual seria o verdadeiro grau de interesse que o F-X2 pode ter para a Embraer tendo esta exposição em mente. Concordo absolutamente com o ponto de vista dele, em gênero, número e grau! Sinceramente, acho que neste caso, a possibilidade da Embraer se envolver voluntariamente em um programa de caças de 5a geração não-americano é próximo de ZERO...

Assim, precisamos urgentemente de opções à gigante de São José dos Campos!

Comentários?

Hammer


Faz sentido. Mas devemos ter em mente que o mercado norte-americano para a Embraer resume-se à aviação civil. Parece que nos últimos tempos a mesma passou a enxergar o filão da aviação militar (principalmente após o relativo sucesso do Super Tucano), e sabemos a dificuldade enorme existente para a entrada de produtos estrangeiros junto as FFAA estadosunidenses. Então a participação desta no novo projeto russo não teria o mercado militar americano na alça de mira. Corrija-me se eu estiver errado (e é bem provável que eu esteja) mas não consigo enxergar óbices à participação da Embraer neste projeto russo ou até mesmo no aperfeiçoamento do Gripen. Caso contrário só restaria a mesma, na aviação de combate, no máximo, a montagem de modelos em fim de desenvolvimento como o Super Hornet, já que até mesmo o conceito "Advanced" com seus CFTs e baia interna (que não deixa de ser uma gambiarra) já parece totalmente equacionado pela Boeing.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Seg Dez 16, 2013 7:31 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Ter Dez 23, 2008 8:35 pm
Mensagens: 2421
Robsonmkt escreveu:
carvalho2008 escreveu:

O essencial e realmente de valor seria:
Monoturbina com PC;
perfil discreto ou semi-discreto;
baias internas;
Supercruzeiro;
capacidade STOL;


O resto recheia com as gerações mais maturadas em lançamento da eletronica....é LOW....se for rechear com eletronicos hiper ultra poderosos ainda na imaginação ficará caro e daí cai no projeto errado...não é caça pesado de superioridade aerea....é para uma caça tatico mesmo....

Dá para fazer sozinho, com fornecedores tradicionais e de quebra, pode até atrair algum outro país que queira compartilhar...quem sabe, até vender e exportar....porque não?


Acho que os russos ouviram você...

Citação:

13 de dezembro de 2013
Rússia vai desenvolver um caça leve

Imagem

Moscou, 11 de dezembro – a Rússia deverá começar logo o desenvolvimento de um avançado caça a jato leve para complementar o caça de quinta geração T-50 pesado, disse um alto oficial do governo na quarta-feira.

Espera-se que a nova aeronave seja mais barata de produzir e fácil de manter, mas que também possuirá capacidade de combate e performance comparável aos caças mais pesados.

“O desenvolvimento do novo caça leve foi incluído no novo programa de aquisição de armas. Ele será criado”, disse que o Vice-Primeiro-Ministro Dmitry Rogozin, abordando a câmara baixa do Parlamento.

Rogozin, que supervisiona as indústrias de defesa e espaço, disse que os caças leves estão em maior demanda no exterior, em comparação com as aeronaves pesadas e avançadas, como os caças Su-30 e T-50 planejados.

A Rússia está atualmente desenvolvendo os caças T-50 multimissão pesados, também conhecidos como PAK-FA, que serão o núcleo da frota de caças russa. O T-50 deverá entrar em serviço com a Força Aérea da Rússia em 2016.

Rogozin, que primeiro expressou a ideia de desenvolver um segundo tipo de caça de quinta geração, em fevereiro de 2012, disse na quarta-feira que a Rússia sempre teve pelo menos dois tipos de caças táticos que, em geral, complementaram um ao outro. O exemplo mais recente é o par MiG-29/Su-27.

Rogozin não especificou qual dos dois principais designers de jatos de combate da Rússia – MiG ou Sukhoi – será responsável pelo desenvolvimento do futuro caça leve russo.

Link: http://www.aereo.jor.br/2013/12/13/russ ... caca-leve/


É isto que eu tenho em mente como um sucessor para os F-5 e A-1, independente de ser feito com russos, turcos ou suecos.

Atenciosamente,



::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Não ouviram não mestre....é pura questão de lógica mesmo....

Tudo o que está ai já é velho que embora ainda com grande valia, já nasceu de conceito antiquado...

Se este é o modelo Russo oferecido em parceria ao Brasil, seria uma boa....provavelmente pelo porte, use alguma geração da RD-93...


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Seg Dez 16, 2013 8:04 am 
Offline
Sênior
Sênior
 Perfil

Registrado em: Sáb Nov 15, 2008 7:53 am
Mensagens: 2513
Snowmeow escreveu:
Robsonmkt escreveu:

Citação:

13 de dezembro de 2013
Rússia vai desenvolver um caça leve

Imagem

Moscou, 11 de dezembro – a Rússia deverá começar logo o desenvolvimento de um avançado caça a jato leve para complementar o caça de quinta geração T-50 pesado, disse um alto oficial do governo na quarta-feira.

Espera-se que a nova aeronave seja mais barata de produzir e fácil de manter, mas que também possuirá capacidade de combate e performance comparável aos caças mais pesados.

“O desenvolvimento do novo caça leve foi incluído no novo programa de aquisição de armas. Ele será criado”, disse que o Vice-Primeiro-Ministro Dmitry Rogozin, abordando a câmara baixa do Parlamento.

Rogozin, que supervisiona as indústrias de defesa e espaço, disse que os caças leves estão em maior demanda no exterior, em comparação com as aeronaves pesadas e avançadas, como os caças Su-30 e T-50 planejados.

A Rússia está atualmente desenvolvendo os caças T-50 multimissão pesados, também conhecidos como PAK-FA, que serão o núcleo da frota de caças russa. O T-50 deverá entrar em serviço com a Força Aérea da Rússia em 2016.

Rogozin, que primeiro expressou a ideia de desenvolver um segundo tipo de caça de quinta geração, em fevereiro de 2012, disse na quarta-feira que a Rússia sempre teve pelo menos dois tipos de caças táticos que, em geral, complementaram um ao outro. O exemplo mais recente é o par MiG-29/Su-27.

Rogozin não especificou qual dos dois principais designers de jatos de combate da Rússia – MiG ou Sukhoi – será responsável pelo desenvolvimento do futuro caça leve russo.

Link: http://www.aereo.jor.br/2013/12/13/russ ... caca-leve/


É isto que eu tenho em mente como um sucessor para os F-5 e A-1, independente de ser feito com russos, turcos ou suecos.

Atenciosamente,

Eu acho que vão passar esse aí pra MiG, uma vez que o MiG-AT falhou em conseguir incentivos, e não há nenhum projeto em desenvolvimento sob os cuidados do escritório de Mikoyan e Gurevich.


Hummm...
Essa fuselagem ficou bem parruda, larga. Isso aumenta o arrasto...


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Seg Dez 16, 2013 4:56 pm 
Offline
Moderador
Moderador
Avatar do usuário
 Visitar website do usuário  Perfil

Registrado em: Dom Dez 31, 2006 12:17 pm
Mensagens: 4813
Localização: Rio de Janeiro, Brasil
Carvalho, apostaria minhas fichas num projeto monomotor com o 117S. Esta é a exata turbina de nova geração do T50...

comentários?

Hammer

_________________
There are 10 kinds of people in this world, those who understand binary, and those who don't.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Seg Dez 16, 2013 6:21 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Ter Dez 23, 2008 8:35 pm
Mensagens: 2421
117S ? não pesquisei sobre o assunto, mas tem sentido sim....afinal, precisam alavancar mercado para baratear os custos...


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Seg Dez 16, 2013 8:16 pm 
Offline
Sênior
Sênior
 Perfil

Registrado em: Sáb Fev 10, 2007 1:22 pm
Mensagens: 2113
Já existe previsão e trabalhos para este motor passar (e bem) dos 15 ton de empuxo. Acho que é suficiente para um caça médio/pequeno.


Voltar ao topo
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1 ... 34, 35, 36, 37, 38, 39, 40  Próximo

Todos os horários são


Quem está online


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Ir para:  
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group  
Design By Poker Bandits  
Traduzido por: Suporte phpBB Brasil