Forum Base Militar Web Magazine

Bem-vindo: Qui Nov 14, 2019 1:55 pm

Todos os horários são




Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1 ... 36, 37, 38, 39, 40  Próximo
Autor Mensagem
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Sex Jul 04, 2014 12:40 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Dez 11, 2013 10:29 pm
Mensagens: 1885
Localização: Hell de Janeiro
Robsonmkt escreveu:
Salve Danzig,

se na produção e no uso de UAV ainda estamos engatinhando, imagine na produção de UCAVs?

(...)

atenciosamente,


E quem disse que deveríamos produzir um UCAV integralmente? O Barracuda e o nEUROn são multinacionais, e nada impediria o Brasil de entrar no desenvolvimento dos mesmos.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Sex Jul 04, 2014 1:04 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Visitar website do usuário  Perfil

Registrado em: Ter Nov 06, 2007 6:50 pm
Mensagens: 4256
Localização: Brasil, RJ
Danzig escreveu:
Robsonmkt escreveu:
Salve Danzig,

se na produção e no uso de UAV ainda estamos engatinhando, imagine na produção de UCAVs?

(...)

atenciosamente,


E quem disse que deveríamos produzir um UCAV integralmente? O Barracuda e o nEUROn são multinacionais, e nada impediria o Brasil de entrar no desenvolvimento dos mesmos.


Ih rapaz, com esta mudança de seu avatar, nem vou tentar argumentar mais! :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

atenciosamente,

_________________
::Robson Rocha
http://www.comunicarteei.blogspot.com


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Sex Jul 04, 2014 1:08 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Ter Dez 23, 2008 8:35 pm
Mensagens: 2421
Robsonmkt escreveu:
Danzig escreveu:
Robsonmkt escreveu:
Salve Danzig,

se na produção e no uso de UAV ainda estamos engatinhando, imagine na produção de UCAVs?

(...)

atenciosamente,


E quem disse que deveríamos produzir um UCAV integralmente? O Barracuda e o nEUROn são multinacionais, e nada impediria o Brasil de entrar no desenvolvimento dos mesmos.


Ih rapaz, com esta mudança de seu avatar, nem vou tentar argumentar mais! :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

atenciosamente,



:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Putz...oh o cara...vira e mexe já dava umas invertidas...imagina os cruzados de agora em diante.....kkkkkk....

Isto sem contar que já tinha o Cavaleiro que vem no debate de armadura e tudo o mais....rzrzrz...o time do FBM tá todo armado para o clima de mata-mata da Copa ...hehehe...

Põe o Anderson Silva ao menos ai cara...!!!!rzrzrzr


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Sex Jul 04, 2014 1:15 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Dez 11, 2013 10:29 pm
Mensagens: 1885
Localização: Hell de Janeiro
carvalho2008 escreveu:
Robsonmkt escreveu:

Ih rapaz, com esta mudança de seu avatar, nem vou tentar argumentar mais! :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

atenciosamente,



:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Putz...oh o cara...vira e mexe já dava umas invertidas...imagina os cruzados de agora em diante.....kkkkkk....

Isto sem contar que já tinha o Cavaleiro que vem no debate de armadura e tudo o mais....rzrzrz...o time do FBM tá todo armado para o clima de mata-mata da Copa ...hehehe...

Põe o Anderson Silva ao menos ai cara...!!!!rzrzrzr


:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: Take it easy guys.

Só direi que o Anderson Silva não é esse ídolo angelical todo que a Globo tenta vender.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Sex Jul 04, 2014 2:01 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Visitar website do usuário  Perfil

Registrado em: Ter Nov 06, 2007 6:50 pm
Mensagens: 4256
Localização: Brasil, RJ
Bom, já que é assim, então vou responder! :wink:

Na minha opinião, um futuro caça furtivo e um futuro UCAV não são excludentes entre si. Da mesma forma que os caças furtivos de hoje convivem (e são minoria) frente as caças de 4a.+, 4a. e 3a. geração existentes nas Forças Aéreas de todo mundo, incluindo as do 1 mundo.

No passado a Inglaterra abriu mão de projetar novos caças porque achou que no futuro próximo a guerra seria decidida por mísseis. O resultado disto foi que o país que projetou o lendário Spitfire e o revolucionário Harrier teve de adaptar aviões de ataque para caça (o Tornado ADV) e só recentemente voltou a projetar caças, ainda que de forma restrita como membro do consórcio Eurofighter. Quem se deu bem com isso foi os EUA, de quem eles compraram Phantoms e agora comprarão F35.

Vejo mais complementaridade do que substituição entre caças pilotadas e UCAVs. E espero que a FAB pense seriamente em um sucessor para o F-5 e A-1 além do Gripen E/F.

atenciosamente,

_________________
::Robson Rocha
http://www.comunicarteei.blogspot.com


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Sex Jul 04, 2014 2:08 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Dom Jun 14, 2009 11:59 pm
Mensagens: 5835
Robsonmkt escreveu:
Spock escreveu:
Robsonmkt escreveu:
Salve Danzig,

se na produção e no uso de UAV ainda estamos engatinhando, imagine na produção de UCAVs?
Sim, produção, pois duvido que equipamentos como esses estejam disponíveis para venda nas prateleiras de seus fabricantes, pelo menos não no curto ou médio prazo, não apenas pela questão da necessária maturação que um projeto precisa até estar apto a se tornar produto, mas também porque acredito que seus países fabricantes vão pensar duas vezes antes de liberar a sua exportação.

Além disso, hoje em dia, vemos no mundo todo - inclusive no 1o. mundo, caças de 3a., 4a. e 5a. geração convivendo em suas bases aéreas. Simplesmente não consigo imaginar a FAB pensando em utilizar UCAVs antes de 2050. E até lá e depois disso, ela precisará contar com a "velha escola" aviões de caça magistralmente pilotados por homens e mulheres de carne e osso. E assim será na maioria dos países do mundo também.

Ou seja, na minha opinião o substituto dos F-5EM remanescentes e dos A-1M não deveria ser nem Gripen E/F (já conceitualmente velhos para 2030) nem UCAVs, mas caças leves monoturbina com design stealth.

Um passo de cada vez.

atenciosamente,


Olá Robson,

Temos que torcer para que a Saab honre tudo o que prometeu, incluso co-propriedade no Gripen NG,
ser um produto Saab/Embraer, compartilhamento de conhecimentos sem nhém, nhém, nhém ... que
intreguem aquilo que têm divulgado em CAPACIDADES e CUSTOS ... se isso ocorrer, vai ser uma
parceria muito profícua para o Brasil / FAB / Embraer e também para a Saab / Suécia ... de cara
sairam pedidos na ordem de pelo manos mais 100 Gripen ... sem dúvida desenvolvimento do Sea
Gripen ... provavelmente o passo natural seguinte serão UCAVs e aeronaves 5ªG ...

Imagem
Imagem

Aeromodelo em tamanho reduzido para testes :

Imagem

Sinceramente, acho que depende mais dos suécos cumprirem sua parte ... se isso acontecer a consequência é o que vemos acima ...

abs
Spock


Salve Spock!

Como o próprio esquema da Saab mostra, o caça de 5a. geração deverá vir antes do UCAV, o que eu acho muito lógico. O que eu sugiro é exatamente isso, que os F-5EM remanecentes (provavelmente os jordanianos) e os A-1M venham a ser substituídos por um caça leve de design stealth como essa proposta sueca ou como a proposta sul coreana. E o motivo é simples: me parece um equívoco se em 2030 a FAB encomendar uma nova leva de caças Gripen E/F para substituir nossos caças leves pois. Por mais avançados e upgradeados que estivessem seus sensores ainda assim seria um caça cujo seu design básico foi pensado para a realidade de 50 anos antes (década de 80).
Mal comparando, seria como se a FAB tivesse escolhido para o nosso FX tivesse sido o Mirage 2000 e não o Gripen. :wink:
Acredito que para os F-5 mais cansados será inevitável a compra de mais Gripens E/F, mas para o restante da frota e dos A-1M, sugiro um projeto novo, sueco-brasileiro ou coreano-brasileiro ou mesmo sueco-turco-brasileiro de caça monoturbina leve de design stealth.

atenciosamente,


É isso ae Robson, concordo contigo !

E para uma visão de mercado será uma alternativa muito interessante para países que não po$$ão ou estejam "impedidos" de adquirir F-35 ...

Outra vertente dessa parceria é a comunalidade de linhas de pensamento e filosofia entre Saab/Embraer ... ambas buscam soluções inovadoras, alta tecnologia e preços acessíveis ... se conseguirem fazer um caça de baixo RCS e preços interessantes o mercado é gigante ... seja com os turcos ou coreanos melhor ainda ... já será lançado com compradores certos em quantidades razoáveis e compartilhamento de custos de desenvolvimento.

abs
Spock

_________________
[] Spock

Os Estados não se defendem exigindo explicações, pedidos de desculpas ou com discursos na ONU.

“Quando encontrar um espadachim, saque da espada: não recite poemas para quem não é poeta”


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Sáb Jul 12, 2014 3:22 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Visitar website do usuário  Perfil

Registrado em: Ter Nov 06, 2007 6:50 pm
Mensagens: 4256
Localização: Brasil, RJ
Copiei aqui um post do Carvalho com outro do RDX incorporado pois tem mais a haver com este tópico:

carvalho2008 escreveu:
rdx escreveu:
Concordo.

Lembrando que já existe o projeto substituto do Gripen....e que a Saab está procurando um parceiro para desenvolvê-lo.

Imagem
FS-2020

http://www.aereo.jor.br/2013/09/17/saab ... o-fs-2020/


:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Imagem

Imagem

_________________
::Robson Rocha
http://www.comunicarteei.blogspot.com


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Ter Jul 15, 2014 12:32 pm 
Offline
Moderador
Moderador
Avatar do usuário
 Visitar website do usuário  Perfil

Registrado em: Dom Dez 31, 2006 12:17 pm
Mensagens: 4813
Localização: Rio de Janeiro, Brasil
Não corram para descartar sumariamente os três Eurocanards ainda!

Citação:
Why Euro-Canards Are Still A Factor
Modernizing Europe’s premier combat aircraft
Jul 11, 2014 Bill Sweetman | Aviation Week & Space Technology
EMAIL
INSHARE



COMMENTS 0
Fighting Back
A version of this article appears in the July 7 edition of Aviation Week & Space Technology.

Late last year, Lockheed Martin was still showing a chart to potential industrial partners that depicted all the so-called fourth-generation fighters going out of production well before 2020 and leaving the F-35 with a Western-world monopoly. That script is not playing out as written.

Within the past few months, the Saab JAS 39E program has been underpinned by Brazil, whose initial order of 36 aircraft will be followed later by two more orders of the same size. With Russia, its traditional adversary, behaving badly in Ukraine, Sweden has raised its commitment to the program, lifting orders to 70 from 60 and abandoning the vestiges of the original plan to convert JAS 39Cs to the new version. This in turn has given Saab more opportunity to offer leased JAS 39C/Ds on the export market.

At the same time, the JAS 39E has emerged as a new aircraft sharing little more than a basic configuration with the earlier version, but—at least as planned—costing less to acquire and operate.


Eurofighter Typhoons and Dassault Rafales are in formation near France’s Saint-Dizier air base. Credit: French Ministry of Defense
In January, France committed to another upgrade of Rafale, and although negotiations with India continue to grind forward at less-than-warp speed, even its Eurofighter rivals concede that Dassault has the inside track in Qatar—as many as 36 aircraft in a first batch and more to follow—and the United Arab Emirates’ requirement remains active, following its expulsion of Eurofighter at the end of 2013.

Eurofighter itself has hit a rough patch, although team members are casting hungry eyes on India should the Rafale deal go awry. However, an important milestone is coming up in the form of the U.K.’s strategic defense review next year, which should address the thorny question of how many F-35s the nation will actually acquire and (consequently) the degree to which the F-35 force can take over the missions of the Tornado. A similar process is occurring in Italy.

The Gripen is now certain to remain in production into the 2020s, alongside either Rafale or Typhoon or both. The delayed demise of the European fighter industry is due to several factors. Nations that are not yet approved to receive the F-35 constitute a substantial market. There are also nations that cannot afford it at its current price.

However, the upgrades to the European fighters underscore the fact that it was always simplistic to lump them into the same category as older U.S. and Russian designs. In various ways they are a class unto themselves, with a degree of automation and sensor fusion that allows them to grow into true multi-role platforms; capable and fully integrated electronic-warfare systems; and individual strong points such as the Rafale’s range, the Typhoon’s supersonic cruise and agility and the Gripen’s low costs and networking.

The past year has also seen progress with the Neuron unmanned combat air vehicle (UCAV), the unveiling of BAE Systems’ Taranis and Anglo-French convergence on a joint program. On the French side, the UCAV is not seen as a replacement for the classic fighter ,with its panoply of bolt-on weapons and mission systems, but as a complement to it: a highly stealthy vehicle for the toughest targets, including large surface-to-air missiles, enabling the fighter to do its job. Rafale, Dassault says, will be around until 2050; the Swedes plan on Gripen until 2040. Some of the plans that support that goal are detailed in the next few pages.

Europe’s Fighters


Type Orders Delivered/Backlog Last Contracted Delivery Sales Prospects Next Upgrade IOC Main Improvements Included
Gripen 312 240/72 2026 Brazil (36-100, first batch in negotiation)
Denmark (30, competition)
Malaysia (competition) 2018 Revised and enlarged JAS 39E with F414 engine, AESA and new electronic warfare system; Meteor and Taurus cruise missile to be introduced on JAS 39C
Rafale 180 130/50 2017-19 India (126, in negotiation)
Qatar (36, evaluation)
Malaysia (competition) 2018 F3-R with new targeting pod, improved laser-guided weapon functions and Meteor AAM
Typhoon 571 400/171 2017-18 Denmark (30, competition)
Malaysia (competition) 2017-19 Meteor AAM, Storm Shadow & Taurus cruise missiles, AESA
IOC= Initial Operating Capacity


Tap the icon in the digital edition of AW&ST for an interactive look at the Dassault Rafale in a heavyweight configuration, or go to AviationWeek.com/Rafale



Listen to Aviation Week editors discuss European fighter upgrades in our latest Check 6 podcast, and download past episodes at: AviationWeek.com/podcast

_________________
There are 10 kinds of people in this world, those who understand binary, and those who don't.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Qua Jul 16, 2014 9:46 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Visitar website do usuário  Perfil

Registrado em: Ter Nov 06, 2007 6:50 pm
Mensagens: 4256
Localização: Brasil, RJ
Hammer escreveu:
Não corram para descartar sumariamente os três Eurocanards ainda!


No que tange a um futuro FX3 para substituição dos F-5EM remanescentes e os A-1M, a partir de 2030/35, creio que podemos descartar, com certeza o Typhoon e o Rafale, não por uma questão de modernidade, mas de custo.

A dúvida é se vale a pena receber unidades novas de fábrica do Gripen E a partir de 2030/35 ou de uma outra aeronave de concepção mais atual, visto que o Gripen - apesar de seus constantes aperfeiçoamentos - é um projeto iniciado lá nos anos oitenta.

Assim como o F-16 e o Mirage 2000 tiveram de dar lugar a novos projetos creio que o mesmo se dará com o Gripen. Acredito que o Gripen E terá uma vida curta, principalmente devido a proliferação de novos projetos de caças de design stealth pelo mundo: coreano, japonês, turco, chinês, etc. Investir em 2030/35 em um caça com um design formatado 50 anos antes me parece um contracenso.

Atenciosamente,

_________________
::Robson Rocha
http://www.comunicarteei.blogspot.com


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Qua Jul 16, 2014 8:19 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Dez 11, 2013 10:29 pm
Mensagens: 1885
Localização: Hell de Janeiro
Robsonmkt escreveu:
Hammer escreveu:
Não corram para descartar sumariamente os três Eurocanards ainda!


No que tange a um futuro FX3 para substituição dos F-5EM remanescentes e os A-1M, a partir de 2030/35, creio que podemos descartar, com certeza o Typhoon e o Rafale, não por uma questão de modernidade, mas de custo.

A dúvida é se vale a pena receber unidades novas de fábrica do Gripen E a partir de 2030/35 ou de uma outra aeronave de concepção mais atual, visto que o Gripen - apesar de seus constantes aperfeiçoamentos - é um projeto iniciado lá nos anos oitenta.

Assim como o F-16 e o Mirage 2000 tiveram de dar lugar a novos projetos creio que o mesmo se dará com o Gripen. Acredito que o Gripen E terá uma vida curta, principalmente devido a proliferação de novos projetos de caças de design stealth pelo mundo: coreano, japonês, turco, chinês, etc. Investir em 2030/35 em um caça com um design formatado 50 anos antes me parece um contracenso.

Atenciosamente,


X2.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Qui Jul 17, 2014 8:25 am 
Offline
Avançado
Avançado
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Mai 05, 2014 7:05 pm
Mensagens: 359
Localização: São Paulo
Acho que o tempo de vida do Gripen E/F vai depender também de quão aperfeiçoado vão ser os novos sensores, daqui a 10-15 anos, quem sabe surge por ai alguma revolução em termos de detecção radar e infravermelho.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Qui Jul 17, 2014 10:47 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Dez 11, 2013 10:29 pm
Mensagens: 1885
Localização: Hell de Janeiro
Alex_Nogueira escreveu:
Acho que o tempo de vida do Gripen E/F vai depender também de quão aperfeiçoado vão ser os novos sensores, daqui a 10-15 anos, quem sabe surge por ai alguma revolução em termos de detecção radar e infravermelho.


E se eu te contar que essa tecnologia de radar existe desde os anos 40 e voltou a ser pesquisada por russos e australianos e que estes últimos supostamente conseguiram detectar um B-2 sobrevoando o Pacífico?


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Qui Jul 17, 2014 3:37 pm 
Offline
Intermediário
Intermediário
 Perfil

Registrado em: Sáb Abr 10, 2010 9:09 pm
Mensagens: 203
Danzig escreveu:
Alex_Nogueira escreveu:
Acho que o tempo de vida do Gripen E/F vai depender também de quão aperfeiçoado vão ser os novos sensores, daqui a 10-15 anos, quem sabe surge por ai alguma revolução em termos de detecção radar e infravermelho.


E se eu te contar que essa tecnologia de radar existe desde os anos 40 e voltou a ser pesquisada por russos e australianos e que estes últimos supostamente conseguiram detectar um B-2 sobrevoando o Pacífico?


Banda L?


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Qui Jul 17, 2014 5:52 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Dez 11, 2013 10:29 pm
Mensagens: 1885
Localização: Hell de Janeiro
bcorreia escreveu:
Danzig escreveu:
Alex_Nogueira escreveu:
Acho que o tempo de vida do Gripen E/F vai depender também de quão aperfeiçoado vão ser os novos sensores, daqui a 10-15 anos, quem sabe surge por ai alguma revolução em termos de detecção radar e infravermelho.


E se eu te contar que essa tecnologia de radar existe desde os anos 40 e voltou a ser pesquisada por russos e australianos e que estes últimos supostamente conseguiram detectar um B-2 sobrevoando o Pacífico?


Banda L?


Não entendo muito de radiação, etc, mas salvo engano, uma velha revista Tecnologia & Defesa de 2000 ou 2001 (quando meu estava na metade do Ensino Médio e desejava cursar a AFA ou EN) falava em radares VHF e contava esta história dos australianos.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: FX-3
MensagemEnviado: Qui Jul 17, 2014 10:43 pm 
Offline
Avançado
Avançado
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Mai 05, 2014 7:05 pm
Mensagens: 359
Localização: São Paulo
Eu acredito que a solução stealth vai acabar sendo superada de alguma maneira em questão de 2-3 décadas, e que os projetos mais recentes como o Gripen E/F ainda vão ser páreo duro para muitos "5º geração", acho engraçado que muita gente só de falar em stealth já acha que vai abater até a sombra, esquecem que existem sistemas EW de proteção e que esses agem nos meios de ataque do agressor (mísseis principalmente) então basta tornar os meios de ataque do inimigo menos eficazes (qual a probabilidade de acerto de um amraam?) a um ponto em que o agressor tenha que se aproximar muito (quem sabe ter que usar o canhão? hehe) e fique mais fácil de ser traqueado e engajado com um IR (A-Darter 8) ), ai no quesito Dogfight o Gripen leva muita vantagem, principalmente contra o F-35, e se abusar é mais ágil do que o F-22 que é bem maior.

Por mim vamos de Gripen E/F (mantendo sempre com sistemas atualizados), Meteor/Derby e A-Darter, que busquemos PODs de proteção eletrônica EW de grande espectro para proteger esquadrilhas inteiras e caprichar nas técnicas de caça, junto a isso manter nossos R-99 tinindo também.

Custo global do Gripen E Vs Custo global do F-22 / F-35?

:lol:


Voltar ao topo
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1 ... 36, 37, 38, 39, 40  Próximo

Todos os horários são


Quem está online

Array


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Ir para:  
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group  
Design By Poker Bandits  
Traduzido por: Suporte phpBB Brasil