Forum Base Militar Web Magazine

Bem-vindo: Seg Set 16, 2019 2:19 pm

Todos os horários são




Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1 ... 77, 78, 79, 80, 81
Autor Mensagem
 Título: Re: A-29 Super Tucano (parte II)
MensagemEnviado: Qua Jun 14, 2017 1:54 pm 
Offline
Intermediário
Intermediário
 Perfil

Registrado em: Sáb Ago 15, 2009 12:51 pm
Mensagens: 263
Localização: Caldas Novas-GO
Boa tarde.

Parece que o Super Tucano vai levar outra concorrência: Filipinas

http://maxdefense.blogspot.com.br/2017/ ... e-air.html


Voltar ao topo
 
 Título: Re: A-29 Super Tucano (parte II)
MensagemEnviado: Qua Ago 09, 2017 12:48 pm 
Offline
Sênior
Sênior
 Perfil

Registrado em: Seg Out 15, 2007 9:04 pm
Mensagens: 819
Localização: São José dos Campos - SP
Para registro, publicado no notimp

Embraer vai vender aviões para Nigéria
Governo americano aprova a negociação de 12 aeronaves para a força aérea do país africano; valor estimado pode chegar a US$ 200 milhões
OESP - Roberto Godoy – 08/08/17
O governo dos Estados Unidos aprovou a venda de 12 aviões de ataque leve A-29 Super Tucano, da Embraer Defesa (EDS), para a força aérea da Nigéria. Em nota, o presidente nigeriano Muhammadu Buhar, disse que as aeronaves serão empregadas no combate ao movimento radical islâmico Boko Haram, que atua fortemente em 12, dos 36 Estados do país. O contrato tem valor preliminar estimado entre US$ 180 milhões e US$ 200 milhões, cobrindo o treinamento, a documentação técnica e o fornecimento de um simulador para instrução de pilotos.
O lote será parcialmente produzido na fábrica da Embraer em Jacksonville, na Flórida. A fabricante brasileira atua em território americano associada com a Sierra Nevada Corporation, de Sparks, no estado de Nevada. Segundo a Agência de Cooperação em Defesa e Segurança, o custo do pacote total, envolvendo diversos tipos de equipamentos militares, chega a US$ 595 milhões.
O negócio foi discutido longamente. A linha de crédito deveria ter sido liberada em 2015, mas foi suspensa pela administração democrata do ex-presidente Barack Obama, sob a alegação de que o governo da Nigéria estaria comprometido com o descumprimento dos direitos humanos das minorias étnicas que compõem a população de 174 milhões de habitantes, a maior da África, separadas principalmente pela religião: muçulmanos ao norte, cristãos no centro-sul, os poucos igbos e yorubas nas áreas de floresta.
Há cinco meses, sob a gestão do presidente republicano Donald Trump na Casa Branca, o Departamento de Estado sinalizou que o consentimento estava avançando. Em uma conversa por telefone Trump disse a Buhar que aprovava a transação, vista por ele “como parte do trabalho de combater o terrorismo”.
O A-29 terá missão bem definida na aviação da Nigéria. Na configuração pretendida, o turboélice da Embraer vai ser usado para localizar eletronicamente alvos com precisão e usar contra eles armas guiadas (bombas ‘inteligentes’, orientadas por laser) capazes de reduzir os danos colaterais – vítimas não combatentes e instalações civis.
Avaliação. Ao mesmo tempo prossegue no complexo aéreo de Holloman, no estado do Novo México, nos EUA, a avaliação OA-X para testar a viabilidade de um conceito: o uso de um modelo novo de avião, de baixo custo e manutenção simples, para levar apoio tático à tropa em ambiente de baixo risco. A Embraer Defesa foi convidada pela Força Aérea americana para participar do processo. Outros três tipos estão sendo examinados: o turboélice AT-6 Wolverine, da Beechcraft, o jato Scorpion, da Textron Airland e, desde o final de julho, o AT-802, da Air Tractor/L3, derivado de um robusto avião agrícola convertido para emprego militar.
O objetivo da USAF nesse experimento é obter informações que permitam levar às comissões do Congresso uma "solução engenhosa para substituir o velho e ainda eficiente A-10 Javali", na definição da ex-secretária da Força Aérea, Deborah James.
O A-10, em atividade há 40 anos, é imbatível nas ações de destruição de objetivos no solo, com a capacidade de lançar bombas, mísseis, foguetes e ainda disparar munição pesada com um imenso canhão Vingador de 30 mm. O problema é de custo. Uma hora de voo do Javali não sai por menos de US$ 17 mil.
O plano da USAF é fazer uma composição. Utilizar um avião menor e bem mais barato para os ataques leves. E reservar o serviço pesado para um outro, como o novo F-35 Lightning (de US$ 35 mil a US$ 42 mil a hora no ar).
O Super Tucano gasta US$ 1 mil por hora de voo. O A-29 leva até 1,5 toneladas de cargas de combate, além das duas metralhadoras .50 montadas nas asas. É empregado em 13 países entre os quais o Afeganistão que recebeu um arranjo especial de 12 unidades protegidas por placas blindadas.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: A-29 Super Tucano (parte II)
MensagemEnviado: Qua Ago 09, 2017 11:30 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Visitar website do usuário  Perfil

Registrado em: Ter Nov 06, 2007 6:50 pm
Mensagens: 4256
Localização: Brasil, RJ
Vídeo das aeronaves que estão participando do experimento OA-X da Força Aérea dos Estados, para missões de ataque leve e apoio aéreo aproximado:

http://www.aereo.jor.br/2017/08/09/vide ... n-at-6-29/

Vendo o vídeo impressiona muito ver como o A-29 possui um porte muito superior ao do AT-6. Percebe-se claramente que um foi projetado para a missão enquanto o outro é apenas uma adaptação de um avião mais modesto.

atenciosamente,

_________________
::Robson Rocha
http://www.comunicarteei.blogspot.com


Voltar ao topo
 
 Título: Re: A-29 Super Tucano (parte II)
MensagemEnviado: Qui Ago 10, 2017 1:23 pm 
Offline
Sênior
Sênior
 Perfil

Registrado em: Seg Out 15, 2007 9:04 pm
Mensagens: 819
Localização: São José dos Campos - SP
Fonte: Defense News vide Poder aéreo

O Defense News noticiou que após os testes com as quatro aeronaves de ataque leve feitos pelos pilotos da Força Aérea em uma série de demonstrações de voo, as que se destacarem farão uma demonstração de combate real no Oriente Médio.

Caramba isto que é teste...

Foi informado também que embora não haja um vencedor declarado na demonstração de ataque leve, o A-29 Super Tucano e o AT-6 Wolverine já parecem estar um passo à frente das outras opções para passar à próxima fase. Ambas as aeronaves foram classificadas como “tier one” pela USAF para o propósito do experimento, o que significa que eles atendem a todos os requisitos da Força Aérea, que incluem a capacidade de decolar de campos não preparados e ter assentos ejetáveis.
Entendo que a falta de capacidade de usar campos não preparados se refira ao scorpion e a falta de assentos injetáveis ao AT-802L, que deriva de avião agrícola, e tem a capota apertada, aliais apertado mesmo parece a versão biplace.
O AT-802L tem uma cabine espaçosa, não é apertado.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: A-29 Super Tucano (parte II)
MensagemEnviado: Ter Mar 20, 2018 5:55 pm 
Offline
Intermediário
Intermediário
Avatar do usuário
 YIM  Perfil

Registrado em: Seg Fev 25, 2008 1:26 pm
Mensagens: 196
Olhem que interessante, se esta notícia se confirmar, ainda fazer ST por aqui.
Abraços

http://www.infodefensa.com/latam/2018/0 ... chile.html


Voltar ao topo
 
 Título: Re: A-29 Super Tucano (parte II)
MensagemEnviado: Ter Mar 27, 2018 4:06 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Sex Jul 24, 2009 2:12 pm
Mensagens: 2411
Localização: Brasília
Ibagens de um ST jogando uma Paveway no Afeganistão.

https://www.defensenews.com/video/2018/ ... ided-bomb/

Abs.

_________________
"As leis que proibem o porte de armas... desarmam somente aqueles que não estão nem dispostos nem determinados a cometer crimes." - Cesare Beccaria


Voltar ao topo
 
 Título: Re: A-29 Super Tucano (parte II)
MensagemEnviado: Qua Jun 27, 2018 8:37 am 
Offline
Intermediário
Intermediário
 Perfil

Registrado em: Sáb Ago 15, 2009 12:51 pm
Mensagens: 263
Localização: Caldas Novas-GO
Bom dia

Why the US Air Force should choose the A-29 in the light-attack experiment by Rep. John Rutherford, R-Fla

Rep. John Rutherford, R-Fla., sits on the House Judiciary Committee and the House Appropriations Committee where he serves on three subcommittees: Transportation, Housing and Urban Development; Legislative Branch; and State and Foreign Operations.

https://www.defensenews.com/opinion/com ... %20Roundup


Light-attack experiment pits AT-6 against A-29 in high-stakes matchup by Valerie Insinna

https://www.defensenews.com/air/2018/05 ... s-matchup/

About Valerie Insinna
Valerie Insinna is Defense News' air warfare reporter. She previously worked the Navy/congressional beats for Defense Daily, which followed almost three years as a staff writer for National Defense Magazine. Prior to that, she worked as an editorial assistant for the Tokyo Shimbun’s Washington bureau.

Interessante este trecho do texto:

During last year’s experiment, the A-29 flew twice daily for about three months straight. In that time, the aircraft had only two maintenance issues: a worn-out tire and a failed component, both of which were replaced between flights.

Esta informação é do Taco Gilbert, SNC’s vice president of integrated tactical solutions.

Mesmo nos Estados Unidos o assunto tem os pró e os contra com muita discussão e argumentos de cada um dos lados.

Quem vencerá?


Voltar ao topo
 
 Título: Re: A-29 Super Tucano (parte II)
MensagemEnviado: Qua Mar 27, 2019 1:23 pm 
Offline
Intermediário
Intermediário
 Perfil

Registrado em: Sáb Ago 15, 2009 12:51 pm
Mensagens: 263
Localização: Caldas Novas-GO
Boa tarde.

Super Tucano na Red Flag?

Na declaração conjunta do ministro da Defesa brasileiro, general Fernando Azevedo e Silva e o secretário de Defesa em exercício dos EUA, Patrick Shanahan, não consta nada sobre o assunto mas no texto Brazil, U.S. Relationship Goes Back More Than 200 Years
MARCH 26, 2019 | BY DAVID VERGUN está escrito no final do item 4:

4 Almost all U.S. Southern Command-sponsored exercises in the region feature participation by Brazil. It will lead the maritime component of the UNITAS amphibious exercise this year and the land component of PANAMAX in 2020. Brazil also will send A-29 Super Tucano light attack aircraft to the Green Flag exercise this year.

FONTE: http://www.defesanet.com.br/br_usa/noti ... r-Azevedo/


Voltar ao topo
 
 Título: Re: A-29 Super Tucano (parte II)
MensagemEnviado: Seg Abr 08, 2019 8:23 pm 
Offline
Intermediário
Intermediário
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Dom Ago 29, 2010 7:47 pm
Mensagens: 170
Julio Cesar escreveu:
Boa tarde.

Super Tucano na Red Flag?

Na declaração conjunta do ministro da Defesa brasileiro, general Fernando Azevedo e Silva e o secretário de Defesa em exercício dos EUA, Patrick Shanahan, não consta nada sobre o assunto mas no texto Brazil, U.S. Relationship Goes Back More Than 200 Years
MARCH 26, 2019 | BY DAVID VERGUN está escrito no final do item 4:

4 Almost all U.S. Southern Command-sponsored exercises in the region feature participation by Brazil. It will lead the maritime component of the UNITAS amphibious exercise this year and the land component of PANAMAX in 2020. Brazil also will send A-29 Super Tucano light attack aircraft to the Green Flag exercise this year.

FONTE: http://www.defesanet.com.br/br_usa/noti ... r-Azevedo/


Julio, o Green Flag não é a mesma coisa do Red Flag.Os exercício Green Flag focam mais na integração de apoio aéreo cerrado (CAS), enquanto na Red Flag, além das operações Ar-Terra, treina-se cenários de interdição aérea e cenarios Ar-Ar OCA e DCA.

Porém, é uma notícia muito boa, pois indicam que um desempenho positivo no exercício, possa validar a operação de aeronaves leves de ataque e futuramente (quem sabe?) a aquisição de super tucanos pela USAF....


Voltar ao topo
 
 Título: Re: A-29 Super Tucano (parte II)
MensagemEnviado: Dom Abr 14, 2019 8:51 am 
Offline
Intermediário
Intermediário
 Perfil

Registrado em: Sáb Ago 15, 2009 12:51 pm
Mensagens: 263
Localização: Caldas Novas-GO
GeneralLee escreveu:
Julio Cesar escreveu:
Boa tarde.

Super Tucano na Red Flag?

Na declaração conjunta do ministro da Defesa brasileiro, general Fernando Azevedo e Silva e o secretário de Defesa em exercício dos EUA, Patrick Shanahan, não consta nada sobre o assunto mas no texto Brazil, U.S. Relationship Goes Back More Than 200 Years
MARCH 26, 2019 | BY DAVID VERGUN está escrito no final do item 4:

4 Almost all U.S. Southern Command-sponsored exercises in the region feature participation by Brazil. It will lead the maritime component of the UNITAS amphibious exercise this year and the land component of PANAMAX in 2020. Brazil also will send A-29 Super Tucano light attack aircraft to the Green Flag exercise this year.

FONTE: http://www.defesanet.com.br/br_usa/noti ... r-Azevedo/


Julio, o Green Flag não é a mesma coisa do Red Flag.Os exercício Green Flag focam mais na integração de apoio aéreo cerrado (CAS), enquanto na Red Flag, além das operações Ar-Terra, treina-se cenários de interdição aérea e cenarios Ar-Ar OCA e DCA.

Porém, é uma notícia muito boa, pois indicam que um desempenho positivo no exercício, possa validar a operação de aeronaves leves de ataque e futuramente (quem sabe?) a aquisição de super tucanos pela USAF....


Meu caro General Lee, bom dia.

Você esta super correto e eu acho que já estava bem sonolento para confundir Green com Red rsrsrsrsrs

Mas de qualquer forma, como você citou, é uma excelente notícias e vamos aguardar os resultados.

Votos de um excelente domingo para todos.

Grande abraço.


Voltar ao topo
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1 ... 77, 78, 79, 80, 81

Todos os horários são


Quem está online

Array


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Ir para:  
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group  
Design By Poker Bandits  
Traduzido por: Suporte phpBB Brasil