Forum Base Militar Web Magazine

Bem-vindo: Sex Nov 22, 2019 1:44 am

Todos os horários são




Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Próximo
Autor Mensagem
 Título: Re: F-39 Gripen E/F - O novo caça da FAB
MensagemEnviado: Sáb Jan 14, 2017 10:53 am 
Offline
Intermediário
Intermediário
 Perfil

Registrado em: Sáb Ago 15, 2009 12:51 pm
Mensagens: 263
Localização: Caldas Novas-GO
Bom dia a todos.

Uma má notícia: caiu um JAS39 na Tailandia.

Fonte: http://www.snafu-solomon.com/2017/01/sa ... iland.html?

Vídeo: https://youtu.be/Q7u4cJLN-Xg

http://www.bangkokpost.com/news/general ... lot-killed

Julio Cesar


Voltar ao topo
 
 Título: Re: F-39 Gripen E/F - O novo caça da FAB
MensagemEnviado: Sex Jan 20, 2017 4:28 pm 
Offline
Recente
Recente
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Fev 05, 2009 8:54 am
Mensagens: 49
Saiu notícia ontem.

http://www.reuters.com/article/us-lockh ... SKBN15308A

O F-35 vai custar menos de US$ 100 milhões. Com US$ 9 bilhões, a USAF vai comprar 90. Caça-bombardeiro de 5a geração, com evolução e sobressalentes garantidos por uns 40 anos.

Já a gente, com US$ 5,4 bilhões, vai comprar 36. Caças de 4a geração (tá, 4,5...), com evolução e sobressalentes garantidos por... quanto tempo?

Acho que ficou um pouco caro para a Akaer e a Embraer aprenderem a fazer asas de compósito.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: F-39 Gripen E/F - O novo caça da FAB
MensagemEnviado: Sex Jan 20, 2017 9:04 pm 
Offline
Intermediário
Intermediário
 Perfil

Registrado em: Sáb Ago 15, 2009 12:51 pm
Mensagens: 263
Localização: Caldas Novas-GO
gus escreveu:
Saiu notícia ontem.

http://www.reuters.com/article/us-lockh ... SKBN15308A

O F-35 vai custar menos de US$ 100 milhões. Com US$ 9 bilhões, a USAF vai comprar 90. Caça-bombardeiro de 5a geração, com evolução e sobressalentes garantidos por uns 40 anos.

Já a gente, com US$ 5,4 bilhões, vai comprar 36. Caças de 4a geração (tá, 4,5...), com evolução e sobressalentes garantidos por... quanto tempo?

Acho que ficou um pouco caro para a Akaer e a Embraer aprenderem a fazer asas de compósito.




Boa noite.

Caro Gus, permita-me acrescentar mais alguns itens ao seu texto.

Compramos 36 aeronaves e só na encomenda acima citada teoricamente seriam 90 e quantidades maiores dá outra peso a negociações sobre preço.

Esses F-35 a serem adquiridos já estariam em plenas condições de combate?

Temos que considerar o que já se queimou de dinheiro para chegar a este valor neste lote que seria o lote 9 ou lote 10 que a ser adquirido.
Até 2015 já devem ter sido queimados mais de 500 bilhões de dólares nas 3 versões do F-35. :shock:

O F-35 tem sofrido e vai sofrer upgrades que custam uma boa quantidade U$ de forma que não há como garantir hoje que o preço final deles seria menos de U$100 milhões.

Peças de reposição seja para o Grippen ou para o F35 vai depender grande de um detalhe: U$ para as despesas.
Se não tivermos grana no orçamento não voaremos nem com teco-teco.

Sem saber o que vem no pacote, por exemplo quantos motores e peças de reposição, pode ser difícil ou mesmo impossível comparar uma compra com a outra.

Não estou lembrando, deve ser a minha idade, mas o motor não é adquirido a parte?
O valor da compra compreende a aeronave com ou sem motor?

Quanto a Embraer não sei se ela vai aprender a fazer asas de compósito participando do projeto do Grippen.

Também não tenho condições de dizer se o conhecimento da Embraer na área seria o suficiente para projetar sozinha um avião do porte do JAS39 mas que eu saiba ela já trabalha na área com uma fábrica em Évora Portugual, para este material.

Se não estou enganado o nome em Portugal é Embraer Portugal Estruturas em Compósitos S.A
http://www.portugalglobal.pt/pt/investi ... braer.aspx

Votos de um bom final de semana a todos.

Julio Cesar


Voltar ao topo
 
 Título: Re: F-39 Gripen E/F - O novo caça da FAB
MensagemEnviado: Sáb Jan 21, 2017 3:10 pm 
Offline
Recente
Recente
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Fev 05, 2009 8:54 am
Mensagens: 49
Caro Julio Cesar,

Você está certo. O desenvolvimento do F-35 foi infinitamente mais caro do que o desenvolvimento do Gripen BR.

Mas um consumidor que entre no programa F-35 neste momento utiliza o benefício de o desenvolvimento já ter sido feito. Um país que compre o F-35 agora paga, no valor do acordo, somente uma pequena parte do valor já desembolsado de R&D.

Por exemplo, os F-35 de Israel não vão sair por mais do que US$ 150 milhões por unidade (o que NÃO É somente o valor da célula). E eles, talvez pelo seu status de aliado privilegiado, terão o tal do acesso ao código-fonte para a adaptação dos sistemas que utilizam na IAF.

O que eu critico é a mania que nós temos de querer pensar grande demais: participar no desenvolvimento de um avião que já nasce de segunda linha (como foi com o AMX), quando, pelo mesmo valor que será investido, poderia-se equipar a FAB com vetores muito mais modernos, com uma vida operacional bem mais longa.

Isso, SE houver orçamento para investir. Querendo "participar" do desenvolvimento de asas de caça, podemos ter feito uma aposta que está além da capacidade de pagamento, para contarmos com um vetor que não poderá competir com vetores mais modernos e que, para nós, seriam mais baratos.

Em vez de colocarmos os pés no chão e equiparmos a FAB com aeronaves disponíveis, com risco zero de desenvolvimento, como 99% dos países do mundo fazem, nossa mania de grandeza (sem dinheiro) vive nos colocando em furada.

Desenvolver caça é para empresas e para países que têm dinheiro para investir. Não é para países que vivem de crise em crise, como nós vivemos há quarenta anos.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: F-39 Gripen E/F - O novo caça da FAB
MensagemEnviado: Seg Jan 23, 2017 9:43 am 
Offline
Intermediário
Intermediário
 Perfil

Registrado em: Sáb Ago 15, 2009 12:51 pm
Mensagens: 263
Localização: Caldas Novas-GO
gus escreveu:
Caro Julio Cesar,

Você está certo. O desenvolvimento do F-35 foi infinitamente mais caro do que o desenvolvimento do Gripen BR.

Mas um consumidor que entre no programa F-35 neste momento utiliza o benefício de o desenvolvimento já ter sido feito. Um país que compre o F-35 agora paga, no valor do acordo, somente uma pequena parte do valor já desembolsado de R&D.

Por exemplo, os F-35 de Israel não vão sair por mais do que US$ 150 milhões por unidade (o que NÃO É somente o valor da célula). E eles, talvez pelo seu status de aliado privilegiado, terão o tal do acesso ao código-fonte para a adaptação dos sistemas que utilizam na IAF.

O que eu critico é a mania que nós temos de querer pensar grande demais: participar no desenvolvimento de um avião que já nasce de segunda linha (como foi com o AMX), quando, pelo mesmo valor que será investido, poderia-se equipar a FAB com vetores muito mais modernos, com uma vida operacional bem mais longa.

Isso, SE houver orçamento para investir. Querendo "participar" do desenvolvimento de asas de caça, podemos ter feito uma aposta que está além da capacidade de pagamento, para contarmos com um vetor que não poderá competir com vetores mais modernos e que, para nós, seriam mais baratos.

Em vez de colocarmos os pés no chão e equiparmos a FAB com aeronaves disponíveis, com risco zero de desenvolvimento, como 99% dos países do mundo fazem, nossa mania de grandeza (sem dinheiro) vive nos colocando em furada.

Desenvolver caça é para empresas e para países que têm dinheiro para investir. Não é para países que vivem de crise em crise, como nós vivemos há quarenta anos.


Meu caro Gus, muito bom dia.

Achei interessante esta parte do seu texto: O que eu critico é a mania que nós temos de querer pensar grande demais: participar no desenvolvimento de um avião que já nasce de segunda linha (como foi com o AMX), quando, pelo mesmo valor que será investido, poderia-se equipar a FAB com vetores muito mais modernos, com uma vida operacional bem mais longa.

Só essa parte já dá uma senhora discussão.


Existe uma teoria por aí que fala para nos fazermos 3 perguntas quando queremos comprar algo: Eu preciso? Eu posso? É o momento certo?

Aplicando estas perguntas sobre a comprar de um moderno avião de combate.

O Brasil precisa?
Teoricamente não temos inimigos mas teríamos que estar preparados para qualquer eventualidade.
O que faríamos com um F-35? Para enfrentarmos quem? Quem nos ameaçaria no curto, médio ou longo prazo?
Comprando 36 deles com certeza não seria uma quantidade suficiente para cobrirmos todas as nossas necessidades?
Alias, quais seriam essas necessidades?


O Brasil pode comprar?

Da maneira como os nossos "líderes" tocam o negócio Brasil acredito que fica entre improvável e o impossível adquirirmos um vetor de 5a geração.
Talvez nossos netos ou bisnetos possam ler algo sobre este assunto.

É o momento certo?
Nunca haverá o momento certo.
Penso que tem ter existir a vontade política e como a vontade politica neste país tem outros objetivos me parece que este momento nunca chegará.

Penso que não existe um projeto de país para o Brasil, não existe um objetivo e sem objetivo tudo é difícil.

Precisamos de aviões para o que mesmo?

Então meu caro Gus se não temos nenhum objetivo claro para que comprar ou participar do desenvolvimento de uma caça de qualquer geração?

Veja bem, eu não estou falando que não temos que ter, comprar, construir ou coisa que o valha.

Estou dizendo é que com a linha de pensamento existente não teremos nada.

Estarei sendo muito pessimista?

Votos de uma boa semana para todos

Julio Cesar


Voltar ao topo
 
 Título: Re: F-39 Gripen E/F - O novo caça da FAB
MensagemEnviado: Seg Jan 23, 2017 8:42 pm 
Offline
Recente
Recente
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Fev 05, 2009 8:54 am
Mensagens: 49
Boa noite, Julio Cesar

Acho que eu não colocaria melhor esses questionamentos.

Concordo com você: antes de defender ou criticar um equipamento (como aliás eu critiquei acima), o que deveria ser feito é perguntar: para quê? Qual é o projeto?

O projeto do submarino convencional da Marinha eu consigo entender, por exemplo. (Já não entendo bem o NaE e o submarino nuclear).

O projeto dos blindados de infantaria do Exército, também.

O ST da FAB no cenário amazônico (com FARC e tals) também é perfeitamente compreensível.

Mas eu não entendo onde a FAB quer chegar, ou o que pretende fazer, com dois ou três esquadrões de caça. Talvez, ter uma força mínima capaz de negar o uso livre do céu em um cenário tático limitado (como foram as escaramuças entre o Peru e o Equador em 1995). Porque capacidade de defesa aérea das fronteiras... isso, acho que nem os aficcionados imaginam que a FAB venha a ter nos próximos trinta anos. E talvez nem precisemos disso mesmo. Ou precisamos?

Dessas questões é que deveriam sair as soluções para a caça. Mas - e aqui posso estar completamente equivocado - eu não vejo clareza no planejamento de longo prazo da aviação de combate da FAB (com a exceção dos Super Tucanos).

Boas questões que você colocou para pensar, Julio Cesar. Obrigado.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: F-39 Gripen E/F - O novo caça da FAB
MensagemEnviado: Qui Fev 09, 2017 3:27 pm 
Offline
Intermediário
Intermediário
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Jun 18, 2009 9:33 am
Mensagens: 180
Localização: Brasil
Não tem como comparar, o preço de US$ 100 milhões dos F-35 é pra compra de prateleira da USAF, fora o que foi investido anteriormente etc.
Agora quando nós fomos comprar o Gripen E/F BR Edition, pedimos ToT, pedimos um painel a moda do F-35, pedimos uma versão biplace, pedimos participação da indústria local e isso encarece o produto final. Ninguém aqui vai num restaurante e sai alimentado e com a receita de baixo do braço pelo mesmo preço.

_________________
hellwalker

"Não sei como será a terceira guerra mundial, mas a quarta será a paus e pedras." - Albert Einstein


Voltar ao topo
 
 Título: Re: F-39 Gripen E/F - O novo caça da FAB
MensagemEnviado: Sáb Fev 18, 2017 8:11 pm 
Offline
Intermediário
Intermediário
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Dom Ago 29, 2010 7:47 pm
Mensagens: 170
hellwalker escreveu:
Não tem como comparar, o preço de US$ 100 milhões dos F-35 é pra compra de prateleira da USAF, fora o que foi investido anteriormente etc.
Agora quando nós fomos comprar o Gripen E/F BR Edition, pedimos ToT, pedimos um painel a moda do F-35, pedimos uma versão biplace, pedimos participação da indústria local e isso encarece o produto final. Ninguém aqui vai num restaurante e sai alimentado e com a receita de baixo do braço pelo mesmo preço.


Ainda acrescentaria, que o "preço" de US$ 100 milhões é o valor praticado para a USAF. Um cliente que entrasse nessa altura do campeonato, pagaria muito mais do que este valor, uma questão de custo de oportunidade. A não ser que fôssemos aliados muito próximos dos EUA, ou o F-35 "precisasse" da aquisição de nosso país para o projeto ser viável. Ambas hipóteses não se aplicam ao Brasil.

Sds.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: F-39 Gripen E/F - O novo caça da FAB
MensagemEnviado: Seg Fev 20, 2017 10:30 pm 
Offline
Avançado
Avançado
 Perfil

Registrado em: Sex Fev 13, 2009 1:24 pm
Mensagens: 654
gus escreveu:
Caro Julio Cesar,

Você está certo. O desenvolvimento do F-35 foi infinitamente mais caro do que o desenvolvimento do Gripen BR.

Mas um consumidor que entre no programa F-35 neste momento utiliza o benefício de o desenvolvimento já ter sido feito. Um país que compre o F-35 agora paga, no valor do acordo, somente uma pequena parte do valor já desembolsado de R&D.

Por exemplo, os F-35 de Israel não vão sair por mais do que US$ 150 milhões por unidade (o que NÃO É somente o valor da célula). E eles, talvez pelo seu status de aliado privilegiado, terão o tal do acesso ao código-fonte para a adaptação dos sistemas que utilizam na IAF.

O que eu critico é a mania que nós temos de querer pensar grande demais: participar no desenvolvimento de um avião que já nasce de segunda linha (como foi com o AMX), quando, pelo mesmo valor que será investido, poderia-se equipar a FAB com vetores muito mais modernos, com uma vida operacional bem mais longa.

Isso, SE houver orçamento para investir. Querendo "participar" do desenvolvimento de asas de caça, podemos ter feito uma aposta que está além da capacidade de pagamento, para contarmos com um vetor que não poderá competir com vetores mais modernos e que, para nós, seriam mais baratos.

Em vez de colocarmos os pés no chão e equiparmos a FAB com aeronaves disponíveis, com risco zero de desenvolvimento, como 99% dos países do mundo fazem, nossa mania de grandeza (sem dinheiro) vive nos colocando em furada.

Desenvolver caça é para empresas e para países que têm dinheiro para investir. Não é para países que vivem de crise em crise, como nós vivemos há quarenta anos.


E mesmo assim é porque se eles não fizerem, o inimigo faz...
Minha forma de pensar quanto ao Brasil é a seguinte: Tem pouca verba? Tá tudo caindo aos pedaços? Compra de prateleira boas armas e sistemas ja desenvolvidos. Prioriza a defesa do país, o poder dissuasório e a segurança do combatente.
Ja tem Forças Armadas muito bem equipadas? Tá sobrando dinheiro? O tem como fazer melhor e mais barato? Desenvolve o armamento/tecnologia.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: F-39 Gripen E/F - O novo caça da FAB
MensagemEnviado: Ter Fev 21, 2017 9:53 pm 
Offline
Intermediário
Intermediário
 Perfil

Registrado em: Sáb Dez 21, 2013 7:13 pm
Mensagens: 234
Segundo o Russianness, desculpem, plano Brasil me confundi. O peru está de olho no PAK-FA. E lá também consta que o Brasil ficará, por enquanto, com apenas 36 Gripens.
Ainda a. Mesma matéria menciona o fato de que o Chile já fez consultas
Sobre o F35, portanto, caso tudo seja verdade, fica provado nossa preferência pelo obsoleto!


Voltar ao topo
 
 Título: Re: F-39 Gripen E/F - O novo caça da FAB
MensagemEnviado: Qua Fev 22, 2017 12:59 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Dez 11, 2013 10:29 pm
Mensagens: 1885
Localização: Hell de Janeiro
A matéria fala em cerca de três PAK-FA. Fico pensando na utilidade estratégica de um número tão baixo.

Sobre o F-35, será que os americanos gostariam de desequilibrar o cone sul vendendo o mesmo ao Brasil?


Voltar ao topo
 
 Título: Re: F-39 Gripen E/F - O novo caça da FAB
MensagemEnviado: Qua Fev 22, 2017 10:16 pm 
Offline
Intermediário
Intermediário
 Perfil

Registrado em: Sáb Ago 15, 2009 12:51 pm
Mensagens: 263
Localização: Caldas Novas-GO
Mage escreveu:
gus escreveu:
Caro Julio Cesar,

Você está certo. O desenvolvimento do F-35 foi infinitamente mais caro do que o desenvolvimento do Gripen BR.

Mas um consumidor que entre no programa F-35 neste momento utiliza o benefício de o desenvolvimento já ter sido feito. Um país que compre o F-35 agora paga, no valor do acordo, somente uma pequena parte do valor já desembolsado de R&D.

Por exemplo, os F-35 de Israel não vão sair por mais do que US$ 150 milhões por unidade (o que NÃO É somente o valor da célula). E eles, talvez pelo seu status de aliado privilegiado, terão o tal do acesso ao código-fonte para a adaptação dos sistemas que utilizam na IAF.

O que eu critico é a mania que nós temos de querer pensar grande demais: participar no desenvolvimento de um avião que já nasce de segunda linha (como foi com o AMX), quando, pelo mesmo valor que será investido, poderia-se equipar a FAB com vetores muito mais modernos, com uma vida operacional bem mais longa.

Isso, SE houver orçamento para investir. Querendo "participar" do desenvolvimento de asas de caça, podemos ter feito uma aposta que está além da capacidade de pagamento, para contarmos com um vetor que não poderá competir com vetores mais modernos e que, para nós, seriam mais baratos.

Em vez de colocarmos os pés no chão e equiparmos a FAB com aeronaves disponíveis, com risco zero de desenvolvimento, como 99% dos países do mundo fazem, nossa mania de grandeza (sem dinheiro) vive nos colocando em furada.

Desenvolver caça é para empresas e para países que têm dinheiro para investir. Não é para países que vivem de crise em crise, como nós vivemos há quarenta anos.


E mesmo assim é porque se eles não fizerem, o inimigo faz...
Minha forma de pensar quanto ao Brasil é a seguinte: Tem pouca verba? Tá tudo caindo aos pedaços? Compra de prateleira boas armas e sistemas ja desenvolvidos. Prioriza a defesa do país, o poder dissuasório e a segurança do combatente.
Ja tem Forças Armadas muito bem equipadas? Tá sobrando dinheiro? O tem como fazer melhor e mais barato? Desenvolve o armamento/tecnologia.


Mage, boa noite.

Comprando de prateleira não sai barato, nem comprar nem manter.

Desenvolver sai mais caro ainda e leva tempo o que para um país em que não se pensa no curto prazo é difícil pensar no médio/longo prazo.

No Brasil simplesmente não funciona, nunca funcionou e nem vai funcionar, infelizmente!


Voltar ao topo
 
 Título: Re: F-39 Gripen E/F - O novo caça da FAB
MensagemEnviado: Qua Mar 15, 2017 12:02 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Dom Jun 14, 2009 11:59 pm
Mensagens: 5835
Boa Noite a todos !

Vídeo postado recentemente pelo Jornalista Roberto Caiafa :

Saab’s Annual Gripen Seminar 2016

https://www.youtube.com/watch?v=iX_zfAkmdc0

Bastante esclarecedor sobre a participação brasileira

_________________
[] Spock

Os Estados não se defendem exigindo explicações, pedidos de desculpas ou com discursos na ONU.

“Quando encontrar um espadachim, saque da espada: não recite poemas para quem não é poeta”


Voltar ao topo
 
 Título: Re: F-39 Gripen E/F - O novo caça da FAB
MensagemEnviado: Qua Mar 15, 2017 12:04 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Dom Jun 14, 2009 11:59 pm
Mensagens: 5835
Primeiro exemplar do Gripen brasileiro está em produção na Suécia
Da Redação - 8/3/2017

http://www.creditorial.com.br/portal/no ... px?id=6285

_________________
[] Spock

Os Estados não se defendem exigindo explicações, pedidos de desculpas ou com discursos na ONU.

“Quando encontrar um espadachim, saque da espada: não recite poemas para quem não é poeta”


Voltar ao topo
 
 Título: Re: F-39 Gripen E/F - O novo caça da FAB
MensagemEnviado: Qua Mar 15, 2017 4:02 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Sex Jan 01, 2010 9:52 pm
Mensagens: 9235
Spock escreveu:
Primeiro exemplar do Gripen brasileiro está em produção na Suécia
Da Redação - 8/3/2017

http://www.creditorial.com.br/portal/no ... px?id=6285

Me lembrei da farsa que a SAAB e a FAB montaram para fazer os testes do Gripen.
O FX-2 previa que a aeronave deveria ser testada na prática, como não existia Gripen NG foram a Suécia e testaram o Gripen D, que tem trem de pouso, aviônica, motor e praticamente todo o resto diferente do NG.
Ainda não voou o avião que compramos e deveria ser operacional e testado antes da compra.


Voltar ao topo
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Próximo

Todos os horários são


Quem está online


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Ir para:  
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group  
Design By Poker Bandits  
Traduzido por: Suporte phpBB Brasil