Forum Base Militar Web Magazine

Bem-vindo: Qui Nov 14, 2019 3:28 am

Todos os horários são




Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Próximo
Autor Mensagem
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Sex Jun 20, 2014 2:49 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
Eu acho que uma coisa não vai excluir a outra. Tenho pra mim que iremos sim com os dois tipos de obuseiro (rebocado e autopropulsado) de 155 mm. Quanto a utilizar o chassis e cabine do Astros, está mais do que óbvio o motivo, aliás, deve-se ter em mente que outras unidades de C², além dos sistemas de guiamento/pontaria, deverão ser os mesmos do Astros, não somente o chassis. Pelo menos é o que eu acho.

Até mais!!! ;)


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Sex Jun 20, 2014 8:34 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Sex Abr 17, 2009 2:54 pm
Mensagens: 2245
wstrobel escreveu:
Abellosi escreveu:
ART, boa noite. Porque não estão pensando nas peças rebocadas? Elas não são mais baratas?

A Indonésia comprou em 2013 os dois modelos 155mm, o Caesar Francês autopropulsado e o rebocado da Coreia do Sul, alem do 105 mm rebocado da Coreia do Sul.

Não estou querendo que o Brasil siga o modelo deles no escuro, para isso seria preciso um análise detalhada das necessidades e aplicação em cada região.


Sim
Na verdade estão pensando em um rebocado e no mecanizado.
O rebocado seria para substituição dos M114 e o mecanizado sobre rodas seriam para as blindadas mecanizadas

Estão pensando em algum existente no mercado M777, e outros como o Santa Bárbara, mais tem que fazer um estudo mais detalhado

M777 EUA
Imagem

santa barbara Espanha
Imagem

_________________
"Uma nação que confia em seus direitos, em vez de confiar em seus soldados, engana-se a si mesma e prepara a sua própria queda." (Rui Barbosa)


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Sex Jun 20, 2014 3:17 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Abr 02, 2008 5:32 pm
Mensagens: 3526
Felizmente parece que o EB está seguindo a nova tendência: substituir o calibre 105mm pelo 155mm.

Agora só falta enxugar os GAC convencionais. Na minha opinião, não precisamos nem temos grana para manter mais de 20 unidades ativas.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Sex Jun 20, 2014 7:04 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Ter Jan 18, 2011 4:36 pm
Mensagens: 852
Só o rebocado já tá ótimo. O autopropulsado é coisa para país rico! Para que gastar dinheiro com isso se o rebocado pode fazer o mesmo serviço?
Outra coisa é que agora que estão investindo na AAA, a artilharia é a arma em pior estado atualmente no EB!


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Sex Jun 20, 2014 7:44 pm 
Offline
Avançado
Avançado
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Ter Jun 17, 2014 8:09 pm
Mensagens: 582
ART escreveu:
wstrobel escreveu:
Abellosi escreveu:
ART, boa noite. Porque não estão pensando nas peças rebocadas? Elas não são mais baratas?

A Indonésia comprou em 2013 os dois modelos 155mm, o Caesar Francês autopropulsado e o rebocado da Coreia do Sul, alem do 105 mm rebocado da Coreia do Sul.

Não estou querendo que o Brasil siga o modelo deles no escuro, para isso seria preciso um análise detalhada das necessidades e aplicação em cada região.


Sim
Na verdade estão pensando em um rebocado e no mecanizado.
O rebocado seria para substituição dos M114 e o mecanizado sobre rodas seriam para as blindadas mecanizadas

Estão pensando em algum existente no mercado M777, e outros como o Santa Bárbara, mais tem que fazer um estudo mais detalhado

M777 EUA
Imagem

santa barbara Espanha
Imagem


Mas como esse M777 é lindo hein, parece ser a Ferrari dos Obuses. Mas como já li aqui uma vez, parece ter um preço proibitivo para o Brasil.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Sex Jun 20, 2014 8:48 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Dez 04, 2008 3:46 pm
Mensagens: 1119
Baschera escreveu:
ART escreveu:
rdx escreveu:
O EB precisa de uns 100 desses para substituir o jurássico M114.


não há duvida precisa aposentar os M114 da epoca da guerra da Coréia mais o grande problema é como vai ser feita a aquisição da classe do Ceasar tem:

ATMOS Israel

Imagem

G6 sul africano

Imagem

Archer Sueco
Imagem

ainda tem um eslovaco

Logo se a aquisição não for feita com uma concorrência...podemos pagar bem mais caro, com a AVIBRAS sendo uma intermediária.


Por isto que os espertos da Avibrás firmaram a tal "parceria"..... onde vão apenas colocar o logo da empresa no veículo e ...plllliiiiinnnnnnn ... vira um produto "nacional"...e toda aquela conversa mole depois !

Certamente vai custar o dobro do que se fosse comprado diretamente dos franceses.

Sds.


O Ceasar é ótimo, tem experiência em combate em Mali, Indonésia e os franceses já utilizaram-no no Afeganistão...com muito sucesso!
Quantos aos outros pesam bem mais de 30 t e não poderiam ser transportados no KC 390!

Mas como sempre, meu amigo de Caxias além dos bons vinhos ...acerta novamente em seu prognóstico...SERÁ COMPRADO PELO DOBRO DO PREÇO!!!! A fim de financiar campanhas políticas e o famigerado caixa 2 de alguns espertos ...com certeza!!!

Mauro


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Sex Jun 20, 2014 9:13 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Sex Abr 17, 2009 2:54 pm
Mensagens: 2245
Mauro escreveu:

O Ceasar é ótimo, tem experiência em combate em Mali, Indonésia e os franceses já utilizaram-no no Afeganistão...com muito sucesso!
Quantos aos outros pesam bem mais de 30 t e não poderiam ser transportados no KC 390!

Mas como sempre, meu amigo de Caxias além dos bons vinhos ...acerta novamente em seu prognóstico...SERÁ COMPRADO PELO DOBRO DO PREÇO!!!! A fim de financiar campanhas políticas e o famigerado caixa 2 de alguns espertos ...com certeza!!!

Mauro


Ceasar em experiência no Mali e na UNIFIL, o ATMOS é Israelense (haja experiência) e o G6 também na guerra angolaXAfrica do Sul.

Imagem

Se for adquirido com uma concorrência diminui o preço final.

_________________
"Uma nação que confia em seus direitos, em vez de confiar em seus soldados, engana-se a si mesma e prepara a sua própria queda." (Rui Barbosa)


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Sex Jun 20, 2014 9:23 pm 
Offline
Sênior
Sênior
 Perfil

Registrado em: Qui Ago 20, 2009 10:28 pm
Mensagens: 1522
ART, boa noite. O Santa Bárbara é bom? Foi testado em combate? Caso contrário da para testar de maneira convincente? E por final, pergunta de pão-duro: é mais bárato que os concorrentes?


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Sex Jun 20, 2014 10:00 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Sex Abr 17, 2009 2:54 pm
Mensagens: 2245
Abellosi escreveu:
ART, boa noite. O Santa Bárbara é bom? Foi testado em combate? Caso contrário da para testar de maneira convincente? E por final, pergunta de pão-duro: é mais bárato que os concorrentes?


Bem ele foi desenvolvido de acordo com os requisitos do Exército Espanhol,
Citação:
Development
Based on the experience in the design and development of the 155 mm SB 155/39 towed howitzer, which never entered production, the now General Dynamics Santa Bárbara Sistemas, in association with other defence equipment manufacturers, developed a new 155 mm/52 calibre system called the 155/52 APU SBT howitzer.

The first prototype was completed in December 1997 and by May 1998 had fired over 170 rounds of 155 mm ammunition including Extended Range Full Bore and Extended Range Full Bore - Base Bleed.

Early in 2001, it was stated that the Spanish Army had begun forming a Mobile Coastal Artillery Group with the first batch of six 155/52 APU SBT howitzers supplied by General Dynamics Santa Bárbara Sistemas.

The 155/52 APU SBT Coastal Howitzer C2 (command and control) system will co-ordinate data from coastal defence tracking radars to enhance target engagement capability.

In mid-2005 the Spanish Ministry of Defence (MoD) signed a contract with General Dynamics Santa Bárbara Sistemas worth EUR189.5 million for the supply of 70 155 mm 155/52 APU SBT howitzers for the Spanish Army.

The Spanish Army already operates 12 General Dynamics Santa Bárbara Sistemas 155 mm/52 APU SBT. Of these, four (V06) are in the field artillery role and eight (VO7) are integrated into a coastal artillery group.

In the designation '52' represents the calibre length of the 155 mm barrel and 'APU' stands for Auxiliary Power Unit. The latter allows the system to travel on roads up to a maximum speed of 18 km/h, as well as moving around the battery position without its prime mover.

These weapons are a further development of the Spanish SITECSA 155 mm 45 calibre weapon developed some years ago in two configurations, standard towed and fitted with an auxiliary power unit (APU).

Under the terms of this new contract the 12 existing weapons will be overhauled and rebuilt to a new common enhanced standard with the complete weapon system being called the Obus 155/52 version V07.

The contract includes the development of a new version of the howitzer named SIAC (Sistema Integrado de Artilleria de Campaña or Field Artillery Integrated System) with improved mobility and new capabilities including C2 integration and a more complete truck integration.

The 70 brand-new weapons comprised four units delivered late in 2006 which correspond to the V07 configuration and the remaining 66 will be built to the new SIAC standard. This will bring the total Spanish Army fleet up to a total of 82 systems (16 V07 and 66 SIAC).

Of these, 66 will be deployed with the field artillery which will be organised into four groups each of 16 weapons with eight weapons being allocated to a battery. Each battery consists of two sections each of four weapons. The other two units will be used for training purposes.

The 16 V07 will be used by the coastal artillery that will have two groups each of eight which will be operated by two batteries each of four weapons. These are deployed in Southern Spain to defend the Straits of Gibraltar.

The first prototype of the complete weapon to the latest SIAC V07 production build standard was completed late in 2006 and will be evaluated through to the end of 2008.

This will be followed by pre-production systems with the main production run of SIAC 07 starting in 2009 and running through 2013 at the rate of 13 to 14 weapons a year.

The major contract also covers the supply of the on board digital navigation and automatic laying system, Thales PR4G communications system (which will be supplied by the Spanish company of Amper) and Italian IVECO Defence Vehicles (6 × 6) cross-country trucks. In addition the contract covers the complete logistical in service support. The IVECO Defence Vehicles (6 × 6) prime mover is referred to as the Vehiculo Tractor (VET) and these will be delivered at the rate of 16 a year from late 2009.

VET is provided with a forward control cab and an additional fully enclosed cabin to the rear for the remainder of the gun crew. Space is also provided for a quantity of ready use 155 mm ammunition (projectiles, charges and fuzes). According to General Dynamics Santa Barbara Sistemas the on board computerised fire-control system coupled to an inertial navigation system will provide for greater accuracy as well as reducing the time taken to come in and be taken out of action. This will enhance its survivability to counter battery fire.

It is understood that Colombia placed an order for 15 General Dynamics Santa Barbara Sistemas 155 mm 155/52 APU SBT howitzers.

http://www.army-guide.com/eng/product2874.html


não tenho conhecimento se foi usado em combate mais parece que a Colômbia adquiriu suponho que deve ter sido usado contra as FARC

não tenho conhecimento do preço...

abraços

_________________
"Uma nação que confia em seus direitos, em vez de confiar em seus soldados, engana-se a si mesma e prepara a sua própria queda." (Rui Barbosa)


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Sex Jun 20, 2014 10:10 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Abr 02, 2008 5:32 pm
Mensagens: 3526
Este matou muita gente na África

Imagem

G5 155mm (África do Sul)


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Sex Jun 20, 2014 10:13 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Sex Abr 17, 2009 2:54 pm
Mensagens: 2245
rdx escreveu:
Este matou muita gente na África

Imagem

G5 155mm (África do Sul)



esse ai também pode entrar na Artilharia AR

abraços

_________________
"Uma nação que confia em seus direitos, em vez de confiar em seus soldados, engana-se a si mesma e prepara a sua própria queda." (Rui Barbosa)


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Sáb Jun 21, 2014 9:04 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Ter Jan 18, 2011 4:36 pm
Mensagens: 852
Eu preferia que comprassem esse dos chineses:

http://www.areamilitar.net/DIRECTORIO/CAN.aspx?nn=361

Com certeza deve ter um preço em conta e poderia ser feito sob licença na Imbel!


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Qua Ago 13, 2014 12:56 am 
Offline
Avançado
Avançado
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Sáb Out 06, 2007 4:03 pm
Mensagens: 612
Localização: Brasília
Discao escreveu:
Eu preferia que comprassem esse dos chineses:

http://www.areamilitar.net/DIRECTORIO/CAN.aspx?nn=361

Com certeza deve ter um preço em conta e poderia ser feito sob licença na Imbel!


É uma arma que está acima da capacidade de carga do EC-725. Este, por sua vez é capaz de helitransportar um M777, no limite. Por isso, se é par adquirir um obus pesado, que se faça opção por outro produto da NORINCO: L/45 PLL-01 M.1988 - 155mm.
O preço deve ser compensador...

http://www.areamilitar.net/DIRECTORIO/CAN.aspx?nn=296
Imagem


Características:

Fabricante: Norinco
Função principal: Artilharia de médio/longo alcance --- Calibre: 155mm
Cadência de tiro: 4 disparos p/min. Alcance máximo: 24Km
Comprimento: 0M / Largura: 0 - Altura: 0
Peso da munição: 48Kg Peso do sistema: 12000Kg
Velocidade do projectil: 903 metros/s Tripulação da peça: 0


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Qua Ago 13, 2014 10:27 am 
Offline
Sênior
Sênior
 Perfil

Registrado em: Qui Ago 20, 2009 10:28 pm
Mensagens: 1522
Higgins bom dia. A pergunta a seguir é sem malícia ou qualquer outra coisa de tom pejorativo.

Esse obus da Norinco é confiável? Tem durabilidade? A munição dele é padrão do nosso 155 mm?
Não teve um episódio no Peru onde eles iriam adquirir MBTs chineses e deu algum problema?

Obrigado,
Abel.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Qua Ago 13, 2014 5:21 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Dez 11, 2013 10:29 pm
Mensagens: 1885
Localização: Hell de Janeiro
Armamentos chineses no Brasil só quando nevar no sertão nordestino.

Nossas FAs parecem ter ojeriza a tudo que seja oriental. E olha que tem muita coisa por lá que nos cairia como uma luva e dentro do orçamento, e bem que os Chineses gostariam de ter um contraponto ao sul do Rio Grande.


Voltar ao topo
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Próximo

Todos os horários são


Quem está online


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Ir para:  
cron
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group  
Design By Poker Bandits  
Traduzido por: Suporte phpBB Brasil