Forum Base Militar Web Magazine

Bem-vindo: Qua Nov 20, 2019 12:47 am

Todos os horários são




Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1, 2, 3, 4, 5
Autor Mensagem
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Qua Ago 13, 2014 8:19 pm 
Offline
Avançado
Avançado
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Sáb Out 06, 2007 4:03 pm
Mensagens: 612
Localização: Brasília
Abellosi escreveu:
Higgins bom dia. A pergunta a seguir é sem malícia ou qualquer outra coisa de tom pejorativo.

Esse obus da Norinco é confiável? Tem durabilidade? A munição dele é padrão do nosso 155 mm?
Não teve um episódio no Peru onde eles iriam adquirir MBTs chineses e deu algum problema?

Obrigado,
Abel.



Danzig escreveu:
Armamentos chineses no Brasil só quando nevar no sertão nordestino.

Nossas FAs parecem ter ojeriza a tudo que seja oriental. E olha que tem muita coisa por lá que nos cairia como uma luva e dentro do orçamento, e bem que os Chineses gostariam de ter um contraponto ao sul do Rio Grande.



Respondendo a você Abel, e aproveitando a deixa comentando a intervenção do Danzig.

Este obus da Norinco já foi exportado. O projeto dele é canadense. A Argélia o adquiriu e os argelinos são exigentes com os seus fornecedores.
Quanto ao fato de haver em nossas FFAA preconceito de origem, isso é algo que só o tempo e o esforço irá acabar. No entanto, vejo que um produto usinado na Espanha não encontra resistências... Ora, ora, a melhor indústria de aço do mundo se localiza em dois países do "eixo do mal": China e Rússia. A China entrega o aço que você encomendar no prazo que você quiser, com o grau de carbono que você pediu.

Agora... Tem uma coisa que me intriga: por quê motivo não usinamos canhões com o parque siderúrgico que temos?
Não procuro a resposta, por saber que ela irá me desagradar.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Qua Ago 13, 2014 8:44 pm 
Offline
Sênior
Sênior
 Perfil

Registrado em: Qui Ago 20, 2009 10:28 pm
Mensagens: 1522
Essa eu sei: não temos a capacidade devido a falta de continuidade dos projetos nos anos 80 e 90. Apenas há uns dois anos voltamos a ter capacidade de produzir aço com características militares. Se o convênio a ser firmado com a Nexter se confirmar teremos o conhecimento industrial necessário.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Qua Ago 13, 2014 9:53 pm 
Offline
Avançado
Avançado
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Sáb Out 06, 2007 4:03 pm
Mensagens: 612
Localização: Brasília
Abellosi escreveu:
Essa eu sei: não temos a capacidade devido a falta de continuidade dos projetos nos anos 80 e 90. Apenas há uns dois anos voltamos a ter capacidade de produzir aço com características militares. Se o convênio a ser firmado com a Nexter se confirmar teremos o conhecimento industrial necessário.


Sabíamos usinar peças em titânio... Agora tivemos que aprender de novo.
E por aí vai...


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Qua Out 28, 2015 12:26 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
Imagem

28 de Outubro, 2015 - 10:55 ( Brasília )

Imagem

Sistema ASTROS é utilizado pela primeira vez no Hemisfério Norte do País

Imagem
Foto: CMN / CCOMSEx - EB

Imagem
Foto: CMN / CCOMSEx - EB

Imagem
Foto: CMN / CCOMSEx - EB

Imagem
Foto: CMN / CCOMSEx - EB

No contexto da Operação Ágata X, o 6º Grupo de Mísseis e Foguetes (6º GMF), situado na cidade de Formosa (GO), deslocou, para a cidade de Clevelândia do Norte (Amapá), localizada a 595 quilômetros da Capital do Estado (Macapá), meios necessários para a operação do Sistema ASTROS que, pela primeira vez, é utilizado no Hemisfério Norte, no Brasil.

Foram deslocadas uma Viatura de Posto de Comando e Controle de Bateria, que planeja coordenadas e controla os fogos; duas Viaturas Lançadoras Múltiplas Universal, que lançam foguetes de vários calibres; uma Viatura Remuniciadora, que transporta munição; e uma Viatura Posto Meteorológico, que realiza um levantamento sobre as condições climáticas do ambiente. Além disso, cerca de 60 militares do 6º GMF e um Engenheiro da AVIBRAS seguiram para a região de operação.

Assim, no dia 24 de outubro, o Sistema ASTROS foi operado, dentro do contexto da Operação Ágata X. O tiro foi assistido pelo Ministro da Defesa, Sr Aldo Rebelo, e por sua comitiva. O 6º GMF lançou 64 foguetes, que atingiram 10 quilômetros de distância em cerca de 30 segundos.

http://www.defesanet.com.br/terrestre/n ... -do-Pais-/


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Artilharia de Campanha - Tendências
MensagemEnviado: Qua Out 28, 2015 12:55 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Dez 11, 2013 10:29 pm
Mensagens: 1885
Localização: Hell de Janeiro
Eu acho, e só acho, que cada CM deveria ter algumas baterias de Astros a disposição. Assim como de CCs.

Mas dados os números exíguos de tais equipamentos, o melhor mesmo é concentrá-los em um ponto apenas.


Voltar ao topo
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Todos os horários são


Quem está online


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Ir para:  
cron
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group  
Design By Poker Bandits  
Traduzido por: Suporte phpBB Brasil