Forum Base Militar Web Magazine

Bem-vindo: Qui Nov 14, 2019 4:11 am

Todos os horários são




Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1 ... 48, 49, 50, 51, 52  Próximo
Autor Mensagem
 Título: Re: Novo fuzil do EB
MensagemEnviado: Sex Mar 04, 2016 11:00 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Abr 02, 2008 5:32 pm
Mensagens: 3526
Wellington Góes escreveu:
Ok então, ao invés de fechar, o verbo pode ser trocado por privarizar, ou vender para Taurus, por exemplo. Esta empresa estatal é muito incompetente. Putz!!!



Nenhuma empresa é pior do que a Taurus!


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Novo fuzil do EB
MensagemEnviado: Dom Mar 06, 2016 2:06 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
rdx escreveu:
Wellington Góes escreveu:
Ok então, ao invés de fechar, o verbo pode ser trocado por privarizar, ou vender para Taurus, por exemplo. Esta empresa estatal é muito incompetente. Putz!!!



Nenhuma empresa é pior do que a Taurus!

Discordo, a IMBEL é pior.

Seus produtos são de péssima qualidade, a um preço exorbitante. A Taurus pode não ter os melhores produtos, mas em compensação seus preços não são tão altos. Mas o melhor, não mama dinheiro público, o que pega como financiamento, tem que devolver com juros e correções, já a IMBEL é um vertedouro de dinheiro público sem retorno.

Até mais!!! ;)


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Novo fuzil do EB
MensagemEnviado: Dom Mar 06, 2016 1:42 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Abr 02, 2008 5:32 pm
Mensagens: 3526
Um pouco sobre a qualidade das armas da Taurus.

http://vitimasdataurus.com/

http://abordagempolicial.com/2014/08/pr ... ela-pmesp/

http://www.conjur.com.br/2015-ago-01/ta ... as-defeito

http://noticias.band.uol.com.br/brasilu ... risco.html


Nem vou perder o meu tempo para falar dessa empresa.

Quando acabar o oligopólio, ela fecha no dia seguinte.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Novo fuzil do EB
MensagemEnviado: Seg Mar 07, 2016 3:08 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
rdx escreveu:
Um pouco sobre a qualidade das armas da Taurus.

http://vitimasdataurus.com/

http://abordagempolicial.com/2014/08/pr ... ela-pmesp/

http://www.conjur.com.br/2015-ago-01/ta ... as-defeito

http://noticias.band.uol.com.br/brasilu ... risco.html


Nem vou perder o meu tempo para falar dessa empresa.

Quando acabar o oligopólio, ela fecha no dia seguinte.

Desculpe RDX, mas há uma diferença muito grande entre problemas de qualidade de uma empresa privada, a uma empresa estatal. A começar porque, no primeiro caso, se a empresa não resolver seus problemas e/ou dar-lhe algum encaminhamento, ela quebra e fecha. Já uma empresa estatal, por pior qualidade que seus produtos tenham, continuará mamando nas tetas do governo e consumindo dinheiro público para bancar sua ineficiência.
Por isto afirmo, se a Taurus é ruim, a Imbel é pior.

Não estou defendendo a primeira, mas definitivamente a segunda é ainda pior. É o que eu peno.

Não confunda qualidade ruim de alguns produtos, com a situação de gestão da empresa. Quanto a monopólios, nenhum é bom.

Até mais!!! ;)


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Novo fuzil do EB
MensagemEnviado: Sex Mar 11, 2016 3:23 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Sex Mai 08, 2009 7:24 pm
Mensagens: 874
Quem disse que a Taurus é tão privada assim?

O EB proibiu a importação de todo tipo de armamento que tenha similar nacional... e como a única fábrica nacional é a Taurus, ela é monopolista.

Além disso, as polícias estaduais são obrigadas a comprar a tal PT 24/7 por falta de um concorrente de verdade que tenha algo no calibre .40. A Imbel não tem condições de atender o EB, FAB, MB e as Polícias (PM's e PC's)... sobra para a Taurus.

O fato da Taurus ser uma empresa "privada", não impõe a ela o custo da concorrência e a busca pela excelência para satisfazer os clientes... pois não há um cliente sequer satisfeito com ela.

A Imbel (estou falando das armas, não da empresa) é infinitamente superior à Taurus, não há o que se discutir... mas são feitas artesanalmente, em quantidade reduzida e tendo em seu dono (o EB) o seu principal cliente...

Não falem da Taurus nos EUA porque é sacanagem... lá ela concorre com as melhores marcas do mundo e perde feio.... Mas aí algum pesquisador de Google vai falar... "Hownn.... mas ela já foi a segunda marca mais vendida nos EUA".... verdade já vendeu (e ainda vende) muito por lá.... mas porque é ridiculamente barata... a pistola que pagamos R$ 5.000 aqui no Brasil, lá é vendida por US$ 200 e em um calibre superior...

Os novos projetos, que deram prêmios à Taurus nos EUA, são prometidos para o Brasil (veja bem, reformularam a linha de pistolas nos EUA porque a que tinham era reconhecida como lixo) e, com isso, espera-se uma melhoria de sua reputação por aqui... mas tudo sem pressão de concorrência... que não existe aqui em Pindorama, graças ao glorioso EB, que proíbe que isso ocorra.

Me surpreende que frequentadores deste fórum ainda considerem a Taurus uma fábrica de armas.... ela não fabrica armas, ela administra um monopólio e para isso precisa soltar algumas armas no mercado... e esse papo de que com o estatuto do desarmamento ela perdeu vendas é uma grande bobagem... ela vende para o mercado público, que no Brasil, é imenso....

Quando lembro da cáca que fizeram com a submetralhadora chilena, convertendo-a (de forma porca) para o calibre .40 e entregando nas mãos da PM.... fico me perguntando porque o ministério público ainda não se manifestou... dado que há várias mortes (por acidente e/ou mal funcionamento) comprovadas...


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Novo fuzil do EB
MensagemEnviado: Sex Mar 11, 2016 5:34 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
Sim, 1911, mas esta é uma outra questão e que também deve ser implantada, a quebra do monopólio da Forja Taurus, uma coisa não elimina a outra. Lembro de que a Glock está querendo se instalar no país, a CZ também andou ventilado esta possibilidade. Na hora que o EB resolver se desfazer da IMBEL, tenho certeza que a coisa tende a mudar, seja a Taurus acelerando o processo de implantação de melhorias em seus produtos, seja substituindo-os.

No mais, o problema continua sendo gerado pelo inércia estatal, no caso o EB. É o que penso.

Até mais!!!


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Novo fuzil do EB
MensagemEnviado: Sex Mar 11, 2016 5:55 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Abr 02, 2008 5:32 pm
Mensagens: 3526
Pois é, 1911.

A Glock tenta há pelo menos uma década instalar uma fábrica no país e a CZ que chegou a anunciar a construção de uma fábrica na região sul, recentemente abandonou o país.

Quantas empresas renomadas gostariam de montar fábricas de armas no país? TODAS! Estamos falando de um mercado que atende centenas de milhares de policiais, e uma quantidade nada desprezível de outros tipos de servidores públicos e de cidadãos comuns....que compram armas a peso de ouro, diga-se de passagem.

Por que não o fazem? Ora, porque o vovô e seus asseclas, que possuem o privilégio de fabricar e vender armas no país, não permitem.

O resultado é que o mercado nacional foi inundado de armas e munições porcarias e caras, que jamais seriam aceitas no exterior...ou seja, surgiu um nocivo monopólio (o termo mais adequado é oligopólio), que além de prejudicar a nossa economia vem ceifando a vida, diariamente, de bravos policiais.


Array

Voltar ao topo
 
 Título: Re: Novo fuzil do EB
MensagemEnviado: Sex Mar 11, 2016 6:05 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Abr 02, 2008 5:32 pm
Mensagens: 3526
Wellington Góes escreveu:
Sim, 1911, mas esta é uma outra questão e que também deve ser implantada, a quebra do monopólio da Forja Taurus, uma coisa não elimina a outra. Lembro de que a Glock está querendo se instalar no país, a CZ também andou ventilado esta possibilidade. Na hora que o EB resolver se desfazer da IMBEL, tenho certeza que a coisa tende a mudar, seja a Taurus acelerando o processo de implantação de melhorias em seus produtos, seja substituindo-os.

No mais, o problema continua sendo gerado pelo inércia estatal, no caso o EB. É o que penso.

Até mais!!!



O fechamento da Imbel não resolveria o problema. O cerne da discussão deveria ser o fim de um nocivo monopólio e não se a gestão da Imbel ou de qualquer outra empresa da indústria bélica nacional é boa ou ruim.

A abertura do mercado, naturalmente, eliminaria as empresas ruins.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Novo fuzil do EB
MensagemEnviado: Sex Mar 11, 2016 6:15 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
Venda RDX, venda e não fechamento puro e simples. E sim, enquanto empresa estatal, a IMBEL deve ser questionada (e no caso aqui debatido) sua eficiência empresarial e seus resultados (qualidade dos produtos e sua rentabilidade).

O que deve-se trabalhar é a participação nacional nestes empreendimentos, para então não ficarmos a mercê de estrangeiros, como acontece hoje em dia no setor automotivo.

No mais, todo monopólio é prejudicial e deve ser combatido.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Novo fuzil do EB
MensagemEnviado: Sex Mar 11, 2016 8:09 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Fev 18, 2010 6:44 pm
Mensagens: 958
Caros RDX & Wellington, quanto a venda da Imbaré ( Inbel), apesar de reconhecer que a mesma é um vertedouro de dinheiro público, sem nenhuma importância estratégica para o EB ( a não ser, servi de cabide de empregos com altíssimos salários para ex generais); sou contra a venda da mesma.
Sou a favor de uma reformulação em sua alta administração, mantendo o controle acionário nas mãos do GF, com um representante do mesmo em sua administração, mas com limitações de decisão sobre os produtos, projetos e caminhos da empresa.
dando mais autonomia a mesma, quem sabe assim possa desenvolver e se tornar uma verdadeira empresa estratégica para o EB ? desenvolvendo e fabricando produtos como canhões de diversos tipos e calibres, família de armas portáteis de qualidade, lança granadas de diferentes tipos etc..
Para isso, será necessário transformar a mesma no "braço industrial " do Ctex/Ime, e obrigar o investimento de no mínimo 10% de sua receita bruta em P&D, e reconhecimento de capital humano.
Assim como obrigar que os produtos desenvolvidos sejam avaliados por soldados e não oficiais, pois são os soldados que colocam a cara para bater.
Se um soldado diz que quer um microondas no fuzil, é porque o mesmo sabe da utilidade no mesmo, assim com colocar seus produtos para teste nas missões de paz da onu ( local apropriado para tal função).
Quanto ao fuzil Taurus, reconheço que a empresa possui dificuldades, mas é exatamente por isso que existe o programa de testes e qualificações no Caex; para identificar e corrigir problemas de projetos.
Assim como orientar e aconselhar mudanças nos mesmo, o problema é que a Taurus nem ao menos teve a chance de ter seus produtos testados nessa instituição, seja lá quais foram os motivos !
Sendo assim, fica fácil desdenhar uma coisa que não teve as mesmas oportunidades que a outra.

Imagem
vale ressaltar que o produto Taurus, se baseia no renomado fuzil M-4 em uso em diversas forças especiais mundo á fora, e com a ergonomia e tecnologias exigidas em diversos fuzis modernos, como o poderoso SCAR; exigências como ( Alavanca de manejo amb destra, modularidade, coronha ajustável e telescópica etc..).
Não sou defensor ferrenho da Taurus, mas sou defensor ferrenho do soldado Brasileiro, pois em caso de guerra; será nossos filhos, netos; primos etc..
Que levarão chumbo grosso, com equipamento ruim por causa de generais que verão o campo de batalha a quilômetros de distância em uma telinha.
Assim como aconteceu na segunda grande guerra.
Passar bem !!!


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Novo fuzil do EB
MensagemEnviado: Qua Mar 23, 2016 11:13 pm 
Offline
Intermediário
Intermediário
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Dom Ago 29, 2010 7:47 pm
Mensagens: 170
Pessoal,
Com a legislação que temos, Imbel, Taurus e qualquer entrante vão continuar oferecendo armas "ruins", seja por que são de qualidade inferior, seja porque apresentam calibre inadequado.

O Estatuto do Desarmamento e boa parte das restrições legais deveriam ser revogadas, na minha opinião, sendo substituídas por outras regras de controle de armamento, porém com maior flexibilidade de calibres e contendo ideias de livre mercado, por exemplo.

O fato da IMBEL ser o que é hoje, sem comentários. Ele só existe para atender ao EB. Mas, como falta $$$ para manter um fluxo constante de aquisições, ela faz uns "bicos" no mercado privado.

Voltando ao tópico, alguém sabe como anda o desenvolvimento do IA-2 7.62mm?

Sds.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Novo fuzil do EB
MensagemEnviado: Qua Mar 23, 2016 11:34 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Nov 29, 2007 9:11 pm
Mensagens: 9903
Localização: Caxias do Sul - RS
rdx escreveu:
Wellington Góes escreveu:
Sim, 1911, mas esta é uma outra questão e que também deve ser implantada, a quebra do monopólio da Forja Taurus, uma coisa não elimina a outra. Lembro de que a Glock está querendo se instalar no país, a CZ também andou ventilado esta possibilidade. Na hora que o EB resolver se desfazer da IMBEL, tenho certeza que a coisa tende a mudar, seja a Taurus acelerando o processo de implantação de melhorias em seus produtos, seja substituindo-os.

No mais, o problema continua sendo gerado pelo inércia estatal, no caso o EB. É o que penso.

Até mais!!!



O fechamento da Imbel não resolveria o problema. O cerne da discussão deveria ser o fim de um nocivo monopólio e não se a gestão da Imbel ou de qualquer outra empresa da indústria bélica nacional é boa ou ruim.

A abertura do mercado, naturalmente, eliminaria as empresas ruins.



Esta gestão da IMBEL deve estar custando caro pra pedirem R$ 6.500,00 para cada fuzil IA2.

Sds.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Novo fuzil do EB
MensagemEnviado: Qui Mar 24, 2016 2:35 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Jul 29, 2009 12:36 pm
Mensagens: 1139
Localização: Cidade de Rio Grande /RS
É mesmo um ABSURDO cobrar 6.500 reais por um fuzil feito no Brasil ao invés de pagar 1.100 dolares num fuzil bacana top de mercado importado...

{IRONIC MODE [OFF]

Mas vão pentear monkeys...

TODO fuzil em estágio de produção inicial é caro pela escala, ainda mais projetado por uma empresa estatal que só tem obrigação com o EB, seu cliente gerador e cativo.

Com o tempo este valor tenderá (se o EB levar a substituição total do FAL) a cair e o fuzil poderá EVOLUIR nos lotes futuros conforme o uso pelo seu cliente gerar pedidos de modificação do projeto.
Vender nosso fuzil para outrem ou exportar outras nações é apenas um bônus que pode ou não ser interessante, pode ou não ser exercido.

Se o Brasil não tiver capacidade de (AO MENOS) produzir seu próprio FUZIL é melhor desistir de qualquer patriotismo e entrar com um pedido de ser um novo Porto Rico para os EUA.

Mas vão se catar...

_________________
Sea Gripen no A-13 Pernambuco
Aeronave de Combate operacional - 2 Pilotos ou Piloto/WSO - Engine by GE F-414 Enhanced - segundo assento elevado em Super Tucano Style


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Novo fuzil do EB
MensagemEnviado: Ter Mar 29, 2016 2:11 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Sex Mai 08, 2009 7:24 pm
Mensagens: 874
Gilberto Rezende escreveu:

Mas vão pentear monkeys...

TODO fuzil em estágio de produção inicial é caro pela escala, ainda mais projetado por uma empresa estatal que só tem obrigação com o EB, seu cliente gerador e cativo.

Quem disse isso? de onde você tirou que produtos custam mais caro na fase inicial de sua produção? Que absurdo é esse?

Será que o primeiro T27 saído das linhas da Embraer "cobrou" todo o investimento em desenvolvimento? E os demais foram grátis no que tange ao investimento em desenvolvimento? Quem determina onde termina de se pagar o que foi investido?

Olha,
sem saber o que é Valor, Preço, Custo, Despesa e Investimento não dá para discutir... o investimento deve ter um período de retorno UNICAMENTE estabelecido pelos lucros gerados do produto. E só!

Não tente reinventar a roda...

O preço de um produto é ditado, única e exclusivamente pelo mercado e só! se o mercado internacional fala que um fuzil/carabina custa entre US$ 600 e US$ 700, não tem com o que se argumentar...

Já o valor é percebido pelo comprador, se é um país pária que não tem acesso à amplitude de armamentos oferecidos pelo mercado internacional e não dispõe de indústria local, para não ficar sem fuzis/rifles, ele comprará AK por preço de SCAR, ou até mais caro... isso é valor, ele não é cobrado pelo fabricante, ele é percebido pelo cliente. Será que o Brasil já é tão pária no cenário internacional que não tem opção de buscar fuzis decentes e precisa aceitar qualquer coisa? será que estamos planejando um ato tão vil que sabemos que seremos excluídos do comércio internacional de armas e por isso precisamos fabricar uma porcaria de um fuzil aqui? a qualquer custo? Será mesmo que na busca pela eficácia decidimos abandonar a eficiência?

O custo de um produto, qualquer que seja, é composto pelos recursos aplicados diretamente em sua produção, limitados ao pátio de expedição... ou seja,
gastos com P&D e o investimento em seu desenvolvimento, não fazem parte de custo... não existe esse papo de "redução dos custos com amortização do investimento", isso é conversa de boteco...

Com o tempo este valor tenderá quem disse? (se o EB levar a substituição total do FAL) a cair e o fuzil poderá EVOLUIR nos lotes futuros conforme o uso pelo seu cliente gerar pedidos de modificação do projeto.
Vender nosso fuzil para outrem ou exportar outras nações é apenas um bônus que pode ou não ser interessante, pode ou não ser exercido.

Peraí, nosso fuzil? quanto ele é diferente do FAL mesmo? não falo no fenótipo (rsrs) e sim em sua essência... ele é o FAL reconstruído... para o bem ou para o mal

Se o Brasil não tiver capacidade de (AO MENOS) produzir seu próprio FUZIL é melhor desistir de qualquer patriotismo e entrar com um pedido de ser um novo Porto Rico para os EUA.

Que bobagem... sério mesmo que fabricar um modelo nacional de fuzil é o que garante nossa soberania? Não poderíamos ter uma fábrica nacional ou estrangeira (aqui ou mesmo no exterior) fabricando fuzis e mantendo estoques dos mesmos? imagine que tivéssemos 500 mil unidades de AR's ou AK's em estoque... porque uma fábrica faria falta? que diabo de guerra iremos entrar onde perderíamos os 500 mil fuzis que temos e não conseguiríamos comprar mais no mercado? nem temos homens/mulheres para empunhar tantos fuzis... e mais, qual a capacidade da Imbel mesmo? fazer 100 ou 200 mil na próxima década?? isso é soberania?

Ainda bem que fabricamos nossos navios, aeronaves e blindados aqui... pera, não... não fazemos nenhum deles... pois nem mesmo o A29 ou o Guarani funcionam sem componentes estrangeiros...

Passou da hora de acabar com essa visão estratégica (rsrs) da década de 60, né? se um dia o mundo inteiro se virar contra o Brasil, não há o que possamos fazer para evitar o colapso...


Mas vão se catar...


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Novo fuzil do EB
MensagemEnviado: Qua Mar 30, 2016 8:29 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Fev 18, 2010 6:44 pm
Mensagens: 958
É o que eu sempre digo, apostam todas as fichas em empresas e tecnologias estrangeiras, com espelhos( ex nacionais) no Brasil.
Lógico que com a globalização,não podemos ou devemos fazer tudo sozinhos,más devemos limitar o uso de insumos ou tecnologias estrangeiras a itens de valor estratégico baixos.
Más os dementados do poder, acham que entendem sobre estratégias e possuem visão chega além de memória curta.
No caso dos fuzis, a incompetência da Inbel é tão descomunal, que como comparação cito um exemplo.
Israel copiou o AK-47 e fez o Galil há um tempo atrás,hoje possui projetos de extrema importância e tecnologia comparada aos melhores produtos mundiais.
A inbel nem copiando o FAL, conseguiu chegar parto disso após muitos anos.


Voltar ao topo
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1 ... 48, 49, 50, 51, 52  Próximo

Todos os horários são


Quem está online


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Ir para:  
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group  
Design By Poker Bandits  
Traduzido por: Suporte phpBB Brasil