Forum Base Militar Web Magazine

Bem-vindo: Qua Nov 20, 2019 10:04 pm

Todos os horários são




Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Próximo
Autor Mensagem
 Título: Re: Mísseis Antitanque
MensagemEnviado: Qui Dez 18, 2014 2:23 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
Então, era isto que eu sabia. Ou seja, apenas uma parte da empresa foi vendida e não totalmente, ou sua maioria.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Mísseis Antitanque
MensagemEnviado: Sex Dez 19, 2014 8:38 am 
Offline
Intermediário
Intermediário
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Dom Ago 29, 2010 7:47 pm
Mensagens: 170
Wellington Góes escreveu:
Então, era isto que eu sabia. Ou seja, apenas uma parte da empresa foi vendida e não totalmente, ou sua maioria.


Pois é. Mas para alguns foristas basta uma participação para já declararem que "entregamos" nossas empresas nas mãos dos estrangeiros. Os defensores de sempre da ufanística indústria do "projeto-ao-parafuso" tupiniquim.

Sds.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Mísseis Antitanque
MensagemEnviado: Dom Dez 21, 2014 8:02 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
Imagem

Exército seguirá ensaios com novo Sistema Míssil
Sistema MSS 1.2 AC


Ivan Plavetz
03/12/2014


A Odebrecht Defesa e Tecnologia (ODT), através da sua subsidiária Mectron de São José dos Campos (SP), assinou com o Centro Tecnológico do Exército Brasileiro (CTEx) um novo contrato que dá continuidade aos ensaios de avaliação do lote-piloto do Sistema de Armas Míssil Superfície-Superfície Anticarro MSS 1.2 AC, produzido pela empresa e entregue no decorrer de 2013 e 2014 para o Exército Brasileiro e para o Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil.

Esse contrato prevê desenvolvimento de um giroscópio (dispositivo usado para indicar as mudanças de atitude de voo do míssil) com novos requisitos técnicos, como também a fabricação e integração nos mísseis já entregues e que serão usados no processo de avaliação.

Prevista para ser finalizada em 2015, a campanha de avaliação consiste em uma série de ensaios e testes de caráter técnico e operacional, incluindo no âmbito da parte final com o lançamentos de vários mísseis. A grande maioria dos testes é realizada no Campo de Provas da Restinga da Marambaia.

O MSS 1.2 AC é um sistema de armas para lançamento de míssil superfície-superfície, anticarro de médio alcance, guiado a laser, para uso de tropas posicionadas no solo ou embarcadas em viaturas. É composto de munição (míssil e tubo lançador) acoplada a uma unidade de tiro que tem a função de engajamento de alvos e guiamento, resultando em um sistema leve, de fácil transporte e rápida entrada/saída de posição. Sua guiamento do tipo "beam-rider" é altamente imune a contramedidas e seu sistema de propulsão, que não deixa rastro de fumaça (smoke less), proporciona segurança ao atirador evitando que sua posição de tiro seja identificada.

Além de munições e unidades de tiro, também foram entregues para o Exército e para Marinha equipamentos de testes e simuladores para o treinamento de atiradores.

http://tecnodefesa.com.br/antigo/materi ... teria=2071


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Mísseis Antitanque
MensagemEnviado: Seg Dez 22, 2014 8:23 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Fev 18, 2010 6:44 pm
Mensagens: 958
Citação:
Wellington Góes escreveu:
Então, era isto que eu sabia. Ou seja, apenas uma parte da empresa foi vendida e não totalmente, ou sua maioria.


Citação:
General Lee escreveu:
Pois é. Mas para alguns foristas basta uma participação para já declararem que "entregamos" nossas empresas nas mãos dos estrangeiros. Os defensores de sempre da ufanística indústria do "projeto-ao-parafuso" tupiniquim.

Sds.

Caro Lee, um dos grandes problemas não está na venda de parte das ações da empresa para estrangeiros;
Mas no fato de nossos militares só manifestarem interesse no produto, após essa venda.
E pior ainda, os estrangeiros só adquirirem participações nas empresas após o desenvolvimento do produto com nosso dinheiro.
Se beneficiando dos lucros sem terem gasto em seu desenvolvimento, se você gosta de da dinheiro fácil pros outros tudo bem, direito seu; mas eu não curto esse tipo de delapidação do patrimônio financeiro nacional.
Soma se a isso, a frustração de que tudo que é feito nesse país, necessite de um " celo" de qualidade de outras nações.
Pois para mim, é exatamente essa impressão que essa desnacionalização nos passa.
E em uma área, que se julga extremamente estratégica para o país, isso é catastrófico.
Coisa que não aconteceria em países sérios, mas estamos falando de Brasil, terra do carnaval, futebol, mulheres nuas e extrema ignorância político estratégica.
Passar bem.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Mísseis Antitanque
MensagemEnviado: Seg Dez 22, 2014 10:08 pm 
Offline
Intermediário
Intermediário
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Dom Ago 29, 2010 7:47 pm
Mensagens: 170
foxtrot escreveu:
Citação:
Wellington Góes escreveu:
Então, era isto que eu sabia. Ou seja, apenas uma parte da empresa foi vendida e não totalmente, ou sua maioria.


Citação:
General Lee escreveu:
Pois é. Mas para alguns foristas basta uma participação para já declararem que "entregamos" nossas empresas nas mãos dos estrangeiros. Os defensores de sempre da ufanística indústria do "projeto-ao-parafuso" tupiniquim.

Sds.

Caro Lee, um dos grandes problemas não está na venda de parte das ações da empresa para estrangeiros;
Mas no fato de nossos militares só manifestarem interesse no produto, após essa venda.
E pior ainda, os estrangeiros só adquirirem participações nas empresas após o desenvolvimento do produto com nosso dinheiro.
Se beneficiando dos lucros sem terem gasto em seu desenvolvimento, se você gosta de da dinheiro fácil pros outros tudo bem, direito seu; mas eu não curto esse tipo de delapidação do patrimônio financeiro nacional.
Soma se a isso, a frustração de que tudo que é feito nesse país, necessite de um " celo" de qualidade de outras nações.
Pois para mim, é exatamente essa impressão que essa desnacionalização nos passa.
E em uma área, que se julga extremamente estratégica para o país, isso é catastrófico.
Coisa que não aconteceria em países sérios, mas estamos falando de Brasil, terra do carnaval, futebol, mulheres nuas e extrema ignorância político estratégica.
Passar bem.


Foxtrot,

Não estava falando de vc, mas se a carapuça serviu...

Passar bem.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Mísseis Antitanque
MensagemEnviado: Sex Dez 26, 2014 12:16 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
PLANO DE OBTENÇÃO DE CAPACIDADES MATERIAIS (PCM)(PEEx 2016-2019)

Projetos em desenvolvimento

Projeto/Prio Nome Responsável Observações

1.15 Míssil Superfície-Superfície 1.2 Anticarro ( MSS 1.2 AC) DCT (10)

2.16 Sistemas de Mísseis – DAAe de Baixa Altura (MSA 3.1) e Anticarro. EME e COLOG (1)


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Mísseis Antitanque
MensagemEnviado: Sex Nov 20, 2015 1:48 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Abr 02, 2008 5:32 pm
Mensagens: 3526
Luta anticarro na guerra do Yom Kippur (1973)

Nesse campo, a infantaria árabe estava organizada em três níveis:

1º - lança rojão RPG-7
2º - canhões sem recuo
3º - mísseis AT-3 Sagger

Imagem

https://www.youtube.com/watch?v=Q9coa0r_GLQ

A combinação do RPG-7 com o Sagger causou pesadas baixas nas forças blindadas israelenses. Os israelenses revelaram que 25% dos blindados avariados na guerra foram atingidos pelo Sagger. A ausência de tropas a pé para proteger os carros foi o principal fator para o sucesso das unidades anticarro árabes. O fruto da amarga experiência israelense contra essa ameaça levou ao desenvolvimento do carro Merkava com um compartimento para transporte de pequena fração de tropa.

Imagem


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Mísseis Antitanque
MensagemEnviado: Sex Nov 20, 2015 3:38 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Abr 02, 2008 5:32 pm
Mensagens: 3526
Mísseis russos

Imagem

AT-3 Sagger (Malyutka)
Ano - 1963
Alcance- 500 - 3.000m
Penetração - 400mm

Imagem

AT-4 Spigot (Fagot)
Ano - 1973
Alcance- 70 - 2.500 m
Penetração - 400mm

Imagem

AT-5 Spandrel (Konkurs)
Ano - 1977
Alcance- 100- 4.000 m
Penetração - 800 mm
https://www.youtube.com/watch?v=zopwVY9L6mA
https://www.youtube.com/watch?v=efrzy2U1UIE

Imagem

AT-7 Saxhorn (Metis)
Ano - 1978
Alcance- 40 - 1.000 m
Penetração - 460mm

Imagem

AT-13 Saxhorn-2 (Metis-M)
Ano - 1992
Alcance- 80 - 2.000 m
Penetração - 900 - 950 mm
https://www.youtube.com/watch?v=UTWqvS1WS3Y
https://www.youtube.com/watch?v=-uzlLekAn6U

Imagem

AT-14 Spriggan (Kornet)
Ano - 1994
Alcance- 100 - 5.500 m
Penetração - 1000 - 1200 mm
https://www.youtube.com/watch?v=O98jcVeCgrs


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Mísseis Antitanque
MensagemEnviado: Dom Nov 22, 2015 12:04 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Abr 02, 2008 5:32 pm
Mensagens: 3526
Infelizmente o nosso míssil já nasce obsoleto.

Imagem

MSS 1.2 AC
Ano - em desenvolvimento desde 1986
Alcance - 500 - 2.000 m
Penetração - >530 mm

http://portaldefesa.com/3381-anticarro- ... ama-atual/

http://www.diogenesbandeira.com.br/2013 ... nicia.html


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Mísseis Antitanque
MensagemEnviado: Dom Nov 22, 2015 12:32 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Seg Jan 08, 2007 5:22 pm
Mensagens: 9197
Localização: Brasília - DF, Brasil
O problema não é nascer obsoleto, o problema é se não tiver continuidade de desenvolvimento.

A capacidade de produção de um armamento sempre é válido.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Mísseis Antitanque
MensagemEnviado: Dom Nov 22, 2015 4:13 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Abr 02, 2008 5:32 pm
Mensagens: 3526
Em 1998, o EB adquiriu o míssil francês MILAN 3. Coincidentemente o MSS 1.2 possui desempenho muito parecido com o MILAN. Engenharia reversa?

Imagem

MILAN 3
Ano - 1996
Alcance - 400 - 2.000 m
Penetração - >352 mm (provavelmente é a capacidade da ogiva do MILAN 1) Outras fontes citam 650 mm para o MILAN 2 e 1000 mm para o MILAN ER, a última versão da família.

https://en.wikipedia.org/wiki/MILAN
http://fas.org/man/dod-101/sys/land/row/milan.htm


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Mísseis Antitanque
MensagemEnviado: Qua Nov 25, 2015 12:35 am 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qua Abr 02, 2008 5:32 pm
Mensagens: 3526
A mais nova vítima do míssil TOW dos guerrilheiros sírios foi um dos helicópteros russos envolvidos na operação C-SAR para resgatar os pilotos do SU-24 abatido pelos turcos.

http://www.liveleak.com/view?i=27a_1448375727

http://www.businessinsider.com/syria-re ... es-2015-10

Os mísseis foram fornecidos pelo governo saudita e pela CIA ao grupo insurgente FSA.

Imagem

Ano - 1987 (TOW 2A)
Alcance - 65 - 3.750 m
Penetração - 900 mm

https://en.wikipedia.org/wiki/BGM-71_TOW


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Mísseis Antitanque
MensagemEnviado: Dom Dez 06, 2015 6:37 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Qui Nov 29, 2007 9:11 pm
Mensagens: 9903
Localização: Caxias do Sul - RS
Um conceito futurista interessante que descobri numa rede social.... em uma página obscura.

O conceito é bem representado, mas certamente tem ou teria muitos obstáculos para ser utilizado.

Com a palavras os nossos colegas Carvalho, Isamu e outros que entendem das ferramentas de desenvolvimento computacional...e aos demais colegas para que se possa analisar o conceito em si ...se seria uma possibilidade em um hipotético TO.

Não consegui postar o vídeo direto aqui, portanto, para ser assistido, é necessário o usuário ter acesse ao facebook.

VIDEO:

https://www.facebook.com/26336844370669 ... 7/?fref=nf

Sds.


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Mísseis Antitanque
MensagemEnviado: Dom Dez 06, 2015 9:14 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Ter Dez 23, 2008 8:35 pm
Mensagens: 2421
Baschera escreveu:
Um conceito futurista interessante que descobri numa rede social.... em uma página obscura.

O conceito é bem representado, mas certamente tem ou teria muitos obstáculos para ser utilizado.

Com a palavras os nossos colegas Carvalho, Isamu e outros que entendem das ferramentas de desenvolvimento computacional...e aos demais colegas para que se possa analisar o conceito em si ...se seria uma possibilidade em um hipotético TO.

Não consegui postar o vídeo direto aqui, portanto, para ser assistido, é necessário o usuário ter acesse ao facebook.

VIDEO:

https://www.facebook.com/26336844370669 ... 7/?fref=nf

Sds.



:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Muito interessante!

Fiquei impressionado com a arte grafica....

Praticamente 2 videos em 1:

a) Primeiro, como adaptar containers carregados de bombas em um cargueiro...achei interessante e muito bom!!! Esta lacuna esta aberta e nas guerras sempre lançam mão disto. Então, sou totalmente a favor de Kits que possam ampliar a versatilidade destes cargueiros. Mas sem querer puxar sardinha pro meu lado....nem ciuminho...rzrzrz... gosto muito mais do meu conceito com o KC-390.....Container planador guiado GPS que uma vez solto....planara até a area de risco/alvo e lá proximo despeja as bombas planadoras tambem guiadas ou burras....isto preserva o avião e causa uma confusão danada no centro de operações de defesa, que fica sem saber quem é o verdadeiro atacante...alem de conseguir um bom alcance fora das defesas...
Imagem

Mas é aquela historia...alguns acham bobagem e sonham com B-2 e F-117....quando na realidade , até C-130 vira B-52....

b) A segunda parte, eu classificaria quase como minas robos inteligentes......

Como ponto negativo, acho que a camuflagem é bem mais dificil do que apenas se esconder como grama...o IR ou Flir provavelmente captaria a diferença de temperatura do terreno e os borrões do robo.

O calibre me parece pequeno para MBT´s, mas não invalida que faria um estrago inimaginavel contra qualquer outro tipo de blindado.

Acho factivel disparar de forma similar a animação apresentada.Tempos atras, postei um impressionante video do exercito chines treinando a pratica de tiro com munição aparente de obus 155 mm ou 105 mm, sem o cano de canhão...parece magica...mas os ditos cujos fazem monticulos de terra batida para apoio, fazem mira na mão com reguas e disparam com baterias 12v conectadas a fio e fita isolante.

https://www.youtube.com/watch?v=Mumt5M0 ... 8&index=22

Acho fantastico pois a guerra é um caos de improviso depois do primeiro tiro dado...o inimigo procura fazer exatamente aquilo para o que voce não foi treinado ou possui de material...


Voltar ao topo
 
 Título: Re: Mísseis Antitanque
MensagemEnviado: Dom Dez 06, 2015 9:41 pm 
Offline
Sênior
Sênior
Avatar do usuário
 Perfil

Registrado em: Ter Dez 23, 2008 8:35 pm
Mensagens: 2421
Eu sei que os equipamentos mais modernos possuem mais alcance e carga explosiva, mas quando vejo videos como este, não consigo entender porque os canhões sem recuo cairam em desuso na maioria dos exercitos regulares....

é pau para toda obra e com uma capacidade de persistencia de numero de tiros muito grande...

vejam este antigo 90 mm sueco:

https://www.youtube.com/watch?v=4NXyBnfoKJk


Voltar ao topo
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ Array ]  Ir para página Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Próximo

Todos os horários são


Quem está online


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Ir para:  
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group  
Design By Poker Bandits  
Traduzido por: Suporte phpBB Brasil